Captura de Tela 2016-08-23 às 11.38.59 PM

Nesta minha sequencia de Musas do século XX, continuo aqui com a artista que foi considerada um dos maiores sex símbolo de todos os tempos: Norma Jeanne Morteson. a famosa Marilyn Monroe ( 1926 à 1962 ). Ela morreu com apenas 36 anos e marcou um século como poucas artistas o fizeram.

Nascida em Los Angeles, ficou órfã muito cedo, viveu em lares adotivos e orfanatos, e lutou a vida inteira contra a depressão, ansiedade e vicio.

Casou se a primeira vez com apenas 16 anos com James Dougherty ( de 1942 à 1946 ), depois casou se com um jogador de beisebol, Joe Dimaggio ( 1954 à 1955 ) e no ano seguinte com o dramaturgo Arthur Muller ( 1956 à 1961), mas todos terminaram em divorcio.

Apesar de sua morte precoce, seus filmes arrecadaram mais de duzentos milhões de dólares.

 

Captura de Tela 2016-08-23 às 11.39.53 PM

 

Ela foi convidada para cantar ” happy birthday “, no aniversário do presidente americano John Kennedy, que foi seu amante. E este happy birthday se tornou um dos mais famosos do mundo! Contam que seu vestido foi costurado no corpo, de tão apertado que era, e sua voz virou um mito de sensualidade.

Vejam…

 

 

Adoro esta foto de um grande fotografo que conheci em Paris;  Willy Rizzo.

 

Captura de Tela 2016-08-23 às 11.55.25 PM

DIAMONDS ARE GIRL ‘S BEST FRIEND…..delicia de musical e que foi um grande sucesso internacional.

 

Marilyn foi considerada um dos maiores ícones da cultura popular americana do século XX, são  poucos os rivais de Marilyn Monroe em popularidade, incluindo Elvis Presley e Mickey Mouse. O American Film Institute, nomeou-a como a sexta maior lenda da história do cinema nos Estados Unidos, e foi incluída na lista dos norte-americanos mais significantes de todos os tempos.

MP

 

Esta é uma típica "mansão" nas árvores, igual à dos nossos sonhos infantis: Tarzan aprovaria!

Esta é uma típica casa nas árvores, igual à dos nossos sonhos infantis: Tarzan aprovaria!

 

Quem nunca cultivou, na infância, o sonho da casa própria em cima daquela manqueira de estimação, bem no fundo do quintal da casa de campo da avó preferida? Era quase certo ela transformar em fantástica realidade, nosso desejo de sermos os “Tarzan & Jane” tropicais: as queridas davam a vida pra nos ver felizes, não é verdade?

 

São mágicas pra mim, até hoje, estas casas suspensas pela carpintaria e os sonhos infantis!

São mágicas pra mim, até hoje, estas casas suspensas pela carpintaria e os sonhos infantis… Imaginem a Chita curtindo esta escada!

 

No meu caso era impossível, já que a minha vó Elisa morava num simpático apartamento, no coração de Ipanema… Mesmo assim, vi materializar-se minha porção Jane numa inesquecível casinha, em cima da árvore mais frondosa da fazenda de minha tia, também Elisa, no interior de São Paulo: As estrelas nunca nos deixam na mão.

 

Delícia olhar para estes pequenos reinos encantados por fadas e seres fantásticos!

Delícia olhar para estes reinos encantados por fadas e seres fantásticos: esta é gigante, dá pra morar cobras e lagartos!

 

Até hoje guardo, vivíssimas, as lembranças do medo terrível que sentia nas noites passadas naquele lugar mágico, invariavelmente transportada pela minha fértil imaginação, para os confins de um reino improvável, construído com a minúcia dos detalhes mais perigosos que aprendia, durante o dia, nos filmes e livros prediletos.

 

Esta já é para o Tarzã quando se acha Rei das Selvas, em estilo palacete...

Este modelo é perfeito para o Tarzã quando no “mood” Rei das Selvas: o estilo é de palacete, tem até antena parabólica!

 

Dormir era o de menos quando chegava, a minha vez, no rodízio de candidatos para pernoitar na nossa selva imaginária. Já subia apavorada por seres terríveis que brotavam, sem parar, da minha pequena cabeça de menina assombrada. Íam de cobras voadoras  a fantasmas nada camaradas, passando por terríveis morcegos, estes verdadeiros e frequentadores assíduos das frutas do pomar onde pousava aquela casinha minúscula, feita de madeira e sonho das crianças que nela brincaram.

 

Amei esta versão arejada... Na África não rola, mas na selva da minha infância, cairia como luva!

Amei esta versão arejada… Na África não rola, mas na selva da minha infância, cairia como luva!

 

Hoje, tento achar uma explicação que justifique ter feito toda questão de passar tanto medo velado: acreditem, nunca tive coragem de contar, para meus companheiros de farra e férias, o quão me era doloroso fazer parte daquela aventura noturna… Dar bandeira não faz parte da cartilha dos pequenos!

 

Outra inovação nos domínios da família mais famosa da África: versão triplex...

Outra inovação nos domínios da família mais famosa da África: versão triplex…

 

Lembrei destas bobagens ao me deparar, dia destes, com a fotografia de uma casa nas árvores. Fui juntando à outras que apareceram e montei este post para, quem sabe, inspirar alguma de vocês, mães, tias e avós amantíssimas que, mesmo contemporâneas, continuam com um pé no mundo da fantasia… Já os meus, nunca os tirei de lá! BN

 

Muito fofa, com ponte e tudo!

Muito fofa, com ponte e tudo!

 

A Jane, que não é boba, encomendou uma piscina para os dias de calor: eu amei!

A Jane, que não é boba, encomendou uma piscina para os dias de calor: eu amei!

 

Tarzã está podendo, não acham?!

Tarzã está podendo, não acham?!

 

Outro condomínio a la Tarzã: esta moda pegou!

Tarso entrou no ramo das casas pré-fabricadas… Vai bombar!

 

E vocês pensam que a família não sofisticou? vejam que linda a mais nova casa suspensa da Mme Jane!

E vocês pensam que a família não sofisticou? vejam que linda a mais nova casa suspensa da Mme Jane… Arquitetura de primeira!

 

 

 

Estava numa loja quando adentrou uma cliente com esta bolsa, que achei linda, mas ainda não tinha me dado conta de como tinha sido feita, até eu elogiar e a dona me mostrar: toda de tampinhas de latas, numa espécie de crochet com linha! Achei tão bonita, diferente e original que resolvi mostrar para voces!

A falha grave é que não sei onde ela comprou…

AC

 

 

 

AC

Captura de Tela 2016-04-11 às 11.24.03 PM

Anish Kapoor para Gibbs Farm.

 

Descobri esta dica outro dia, por uma querida amiga paulista que esteve lá. A Gibbs Farm é uma fazenda deslumbrante, onde vivem milhões de animais, e abriga uma das maiores coleções de esculturas gigantescas ao ar livre do mundo. Seu fundador chama se Alan Gibbs ( 76 anos), nascido na Nova Zelândia, é um grande empresário e colecionador de arte.

 

Captura de Tela 2016-04-11 às 11.52.35 PM

Alan Gibbs.

 

A fazenda é localizado na Nova Zelândia em Kaipara Harbour, e é uma propriedade privada aberta para artistas, instituições de ensino e de caridade, e ao publico, mas somente com datas e agendamentos feitos com antecedência. Fiquei maravilhada com este lugar!

 

Captura de Tela 2016-04-11 às 11.11.32 PM

Mapa da nova Zelandia indicando o local da propriedade.

 

Depois de quase 20 anos a Gibbs Farm inclui grandes obras de artistas como Daniel Buren, Neil Dawson, Andy Golsworthy, Anish Kapoor, George Rickey, Richard Serra, Bernar Venet e diversos outros. Todas as obras foram feitas e pensadas especialmente para cada local. Vejam a beleza…

 

Captura de Tela 2016-04-11 às 11.24.43 PM

Bernar Venet

Captura de Tela 2016-04-11 às 11.29.54 PM

Zhan Wang

Captura de Tela 2016-04-11 às 11.25.18 PM

Richard Serra.

Captura de Tela 2016-04-11 às 11.26.22 PM

Andy Goldsworthy.

Captura de Tela 2016-04-11 às 11.19.48 PM

Daniel Buren.

Abaixo a visita deste lugar incrivelmente espetacular! Vale a pena um tour …

Se quiser agendar sua ida basta clicar AQUI.

MP

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...