Vi mais três filmes que concorrem ao Oscar, em variadas categorias. Falo sobre eles abaixo!

“A SEPARAÇÃO” é o filme do momento, só se fala, debate e escreve-se sobre ele! Portanto, compre de véspera sua entrada ou vais ficar na fila do gargarejo!

Quanto a mim, pouco ou nada me restou a dizer, diante de tantas aclamações; só recomenda-lo, pois vale muito o seu ingresso!

O filme do iraniano Asghar Farhadi é objetivo e direto. Como um “drama de costumes”, através da sua bem montada história, ele te envolve num falso thriller para mostrar a dura realidade da vida cotidiana no Irã, os atritos na convivência da classe média alta com a classe trabalhadora, a precariedade do sistema judiciário, a monumental importância da religião e de sua moral fundamentalistas para toda sociedade, as angustias dos filhos de pais separados que são as mesmas, não importa o credo, etc, etc.

Amei ver o belo filme de Farhadi, o diretor mais badalado do país e me deparar com um elenco afiadíssimo de homens e, especialmente de mulheres, que pontificam em seus papéis (a filha do casal protagonista, e também de Farhadi, rouba a cena). E acreditar que pode haver luz no fim do túnel iraniano, por mais extenso que ele seja: “Separações” é uma excelente prova disto!

J. EDGARD, O FILME = LEO DiCAPRIO + CLINT EASTWOOD!

Na semana de estréia de “J. Edgard”, o filme que conta a história do FBI através da figura do seu controverso diretor, John Edgard Hoover, as resenhas de dois dos principais jornais eram, diametralmente, opostas e me deixaram confusa: resolvi fazer a prova dos noves!

Antes do meu veredito, uma pausa pra dizer que, cada vez mais, sou fã de Leonardo DiCaprio e sua vontade férrea de acertar. OK, todo começo é complicado e o Titanic nem é tão ruim assim. Mas, de uns tempos pra cá, ele tem se arriscado e muito: um dia acaba acertando. Até lá, seguimos vendo boas tentativas como “Diamantes de Sangue”, “A Origem”, “Os infiltrados”, “O Aviador”. Sempre histórias interessantes, diretores de primeiro escalão e a obsessão de se afastar da figura fácil de galã.

Voltando a Hoover, o filme tem o mérito de contar uma boa história e Clint Eastwood a qualidade de acreditar no ser humano. Vale o seu ingresso!

UM FILME PRA QUEM GOSTA MUUUUUIIIIITTTOOO DE GEORGE CLOONEY!

O filme “Os descendentes” conta com o carisma e o charme de George Clooney, que é mesmo o Cary Grant do século XXI, umas imagens bonitas do Havaí e mais não foi dito, nem foi perguntado!! BN

 

A K&T, loja querida da cidade, lança na próxima terça dia 14 ( Valentine’s Day: roupa nova já!), sua coleção de outono/inverno, que mostramos aqui, como sempre, em primeira mão, pra você já ir preparando o coração e seu cartão, porque não vai dar pra resistir… Esta é a coleção mais bonita que já vi, TUDO LINDO E MARAVILHOSO! Muita seda, couro, malha, estampas divinas, coisas práticas para o dia a dia, e sofisticadas para a noite também.

E os sapatos…OMG! Não posso ver uma cobra no pé que fico louca, e de salto grosso, pra andar até não poder mais, então…

E este ano, Monica Nabuco e Theresa Langlands inovaram com jóias da Turquia, uma mais linda que a outra!

Olhem só!

AC

Casaco de couro marinho

 

Camisas de seda pespontadas em outro tom de todas as cores...

Visão de uma das araras

 

Cobras pra todos os lados! Amei este cinto!

Produção rápida!

Meu ponto fraquíssimo... AMO! São super confortáveis e duram uma vida toda!

 

Couro, seda, estampas, malhas...

 

LINDO! Rubi, esmeraldas, zircone, prata... Diretamente da Turquia para nossas mãos!

 

Olha a bossa!

 

Pra todos os dedos!

Lindo!

 

Macacão de seda marinho, maravilhoso!

Blusa linda!

 

Saia super chic!

 

 

 

Vestido para usar todas as horas!

 

Peles

 

 

Calça de couro

 

 

Todas as cores...

 

Camisa branca linda!

Detalhe da estampa do vestido abaixo! Amei!

 

Pra arrasar no look noturno!

 

 

 

Detalhe da estampa

 

Malha super quentinha, adorei!

K&T

Rua Garcia d’Ávila

AC

Como sou a maior fã de queijos, me interessei muito por este tema. Já dizia há anos meu amigo de infância Fernando Leão Teixeira que nunca tinha visto ninguém comer e gostar tanto de queijo como eu.

Há 30 anos Marie Quatrehomme herdou de sua família uma pequena e modesta loja de queijos e em alguns anos trasformou-a na melhor de Paris. Em 2000 foi a única mulher desta profissão que recebeu dos maiores e mais prestigiosos títulos da França o de melhor “ouvrière” ( trabalhadora ) o que foi para ela uma grande honra.

Sua loja fornece para os maiores cozinheiros de Paris como Guy Savoy (restaurante Guy Savoy), Michel Roth (chef do Espadon, melhor restaurante do Ritz) ou Yannick Alleno (chef do Hotel Meurice) e para hoteis como o George V. Dizem que na França pode se comer um queijo diferente a cada dia do ano ou sejam 365 variedades, Marie em sua loja oferece mais de 200 diferentes e conhece um por um.

Ela aconselha também qual vinho tomar com qual queijo. Diz que vinho branco seco combina com todos os queijos, gosta muito de camembert com vinho tinto e para festas adora champanhe com queijos. Explica ainda que tem queijos que duram apenas 1 dia como o Rocamadour, outros duram de 8 a 10 dias como o Reblochon e outros ainda 3 semanas como o Comté. O meu predileto de longe é o Vacherin Mont d’Or truffé , é de comer de joelhos, é um queijo que se come de colher devido a consistência e ainda é trufado, para mim não existe nada igual.

Marie indica também uma boulangerie ( padaria ) para acompanhar seus queijos especiais.

Boulangerie Bread and Roses -7 rue Fleurus 75006

 

 

Sua loja

 

Marie Quatrehomme

 

Ai que delícia!

 

Grande variedade

 

Este é o meu predileto Vacherin trufado

Enderço: 62 rue de Sèvres 75007 tel + 33 0147343345

MP

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...