FERNANDO DE NORONHA: A BELEZA QUE HIPNOTIZA!

Hoje visita nosso BLOG Adriana Beltrão, amiga querida, jornalista de mão cheia e olhos de lince pra o que é bom, nesta vida. E é, justamente, sobre um dos lugares mais maravilhosos da face da terra, que ela vem nos contar. Curtam muito! BN

FERNANDO DE NORONHA: A BELEZA QUE HIPNOTIZA!

“O arquipélago que pertence ao Estado de Pernambuco, apesar da fama de paraíso, nunca esteve na minha lista de “must go”. Porém, por insistência do meu marido, resolvi ceder e quebrar paradigmas.

Noronha é um lugar que vale a pena ser conhecido, mas é um destino para quem tem espírito de aventura.

Contarei aqui, rapidamente, os prós e os contras.

Em primeiro lugar, tratando-se de território nacional, não  é um lugar barato. Para se ter um ideia, paga-se por dia de permanência na ilha uma taxa de preservação ambiental no valor de R$ 43,20. A dica é pagar pela internet antes de ir, para não enfrentar fila ao chegar.

Embora seja um lugar deslumbrante, há várias limitações de infraestrutura. Ou seja, é necessário alguma porcentagem de aventura dentro de você, caro leitor! O bugre é um dos poucos veículos que resistem bravamente aos acessos às praias, que são, em sua maioria, repletas de pedras e estradas de terra.

Para se chegar à praia da Baía do Sancho, considerada a mais bela do Brasil, por exemplo, só há duas maneiras: de barco ou por meio de uma escada de ferro encravada no meio de uma fenda de pedras, que, caros amigos, definitivamente, não é para qualquer um não!

Em minha opinião, a melhor época para se ir a Noronha é  na baixa temporada, quando não se tem que  disputar  pousadas, aluguel de bugres e bons restaurantes- tudo isso muito mais caro na alta temporada- fora o clima bem mais ameno no outono.

Há pousadas das mais simples às mais sofisticadas, “a gosto do freguês”.

Muitos passeios e bares nas praias, por exemplo, só aceitam dinheiro ou cheque. Portanto, dinheiro na mão é fundamental. Há apenas duas agências por lá, uma no aeroporto e outra agência maior do Santander.

A Pousada Maravilha vale ao menos uma visita  pois a vista de frente para a Praia do Sueste é uma obra de arte da Natureza, e o tratamento é nota 10.

Outro point gastronômico que vale a pena é o Festival Gastronômico na Pousada do Zé Maria, que acontece  às quartas e aos sábados, mas, com reserva antecipada.

O belo visual que se tem por qualquer ponto da ilha transmite tanta tranquilidade quanto à segurança que se tem por lá. Em Noronha, o índice de violência  é zero e , frequentemente, a polícia pára quem transita pela segunda menor BR do país para que se apresente documento do veículo e carteira de habilitação.

Outro ponto positivo é a hospitalidade dos nativos. Se é bem-recebido onde quer se vá.

Para quem gosta de mergulho, 70% da beleza do lugar está debaixo d´agua. Basta procurar uma das duas companhias de mergulho e marcar um batismo, como  é chamado o primeiro mergulho. Para quem não é muito chegado, apenas o  snorkel já é o suficiente, pois a transparência das águas permite, perfeitamente, observar os diversos tipos da fauna marítima.

Enfim, é um paraíso que é nosso e vale conhecer ao mesmo uma vez!” Adriana Beltrão.

UM POUCO DO MUITO DE LINDO QUE ADRIANA VIU EM NORONHA! 

Este fundo do mar parece até de mentira, de tão lindo, não acham?!

Pôr do sol no " Faraglioni" brasileiro... Que lindo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

8 ideias sobre “FERNANDO DE NORONHA: A BELEZA QUE HIPNOTIZA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *