À CHINA COM HENRY KISSINGER: IMPERDIVEL!

 

Você já foi à China, de corpo e alma? Já?! Aí que sortudo! Pois eu fui, por enquanto, só de espírito e vou te contar como…

Sempre tento dar uma mãozinha ao destino, concentrando meus pensamentos e energia nos projetos que sonho e uma viagem à China está na minha mira, há tempos, esperando pelo Doc e uma brecha na correria da vida. Por isso, quando vi na bancada de uma livraria o “Sobre a China”, de Henry Kissinger, Editora Objetiva, atraquei-me a ele como se fosse o tal do cavalo selado e fiz uma maravilhosa pré viagem ao Império do Centro, à galope, por suas páginas: você lê este livro, num estirão!

Ex-Secretário de Estado americano mais star de século XX e Prêmio Nobel da Paz de 1973 (dividido com Le Duc Tho), pelo cessar fogo no Vietnam, Kissinger tornou-se uma espécie de Dom João VI dos EUA ao conceber a façanha da “abertura dos portos chineses à nação amiga”, no caso à pátria que escolheu pra viver e servir. Com isso, foi um observador privilegiado do grandioso e hermético país, generoso ao dividir conosco, leitores, suas impressões sobre o que viu e irresponsável ao tirar-me noites de sono com sua envolvente história de uma China que, para mim, sempre foi um mistério a ser desvendado.

Com uma narrativa agradabilíssima e um ponto de vista histórico/diplomático abrangente, HK canta a sua China lá de trás, na enigmática origem de sua civilização com o Imperador Amarelo até Barack Obama, sem pretensão mas com extrema segurança, te pondo a par das entranhas de um mundo paralelo e sem paralelos, na face da terra. Revelando seus mistérios, explicando a sua personalidade e apontando seu possível futuro, “Sobre a China” é um must read! BN

Zhou Enlai ensinado a HK o ABC chinês!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 ideias sobre “À CHINA COM HENRY KISSINGER: IMPERDIVEL!

  1. Outra dica de bom livro sobre a China é o Laowai, da jornalista Sônia Bridi. Um relato sobre o tempo que ela morou no pais entre 2005 e 2006. Vale a leitura!

  2. Bebel, concordo, ótima leitura, e a viagem à China, um must. Retornarei assim que possível, com um olhar mais profundo depois desta leitura. (Detalhe: HK é alemão de nascimento, e embora tenha adotado os US de corpo e alma, seus detratores na diplomacia sempre usaram suas origens para acusa-lo de “vender” os interesses americanos!!!).

    • Já mudei meu texto, por sua causa. Por besteira, achei desnecessário contar que ele era alemão de nascimento, mas ficou estranha a frase sem estta explicação.Com tudo, a pátria que ele escolheu pra viver e servir foi muito bem assessorada por sua cpmpetência!Bjs e muito obrigada por estar conosco! BN

  3. Coincidencia neste momento estou lendo uma biografia sobre Mao The Unknown Story escrita por Jung Chang e Jon Halliday.Fascinante!mais de 10anos pesquisando e entrevistando pessoas chegadas a Mao Tse-tung.
    Bj
    AE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *