A PÉ EM PARIS I

Vivi Rocha, nossa querida amiga e colaboradora do blog, nos conta sobre o mês que passou em Paris.

AC

” A PÉ EM PARIS,  (parte 1)

Andar a pé em Paris vai muito além de desfrutar da beleza da cidade. É andando de um lado para o outro que descubro coisas incríveis, e para mim é a melhor maneira de desfrutar a cidade. As distancias são pequenas e a paisagem indescritível, aula de historia na veia!

Começando pelo Champs Élysées, tem muitos turistas sim, concordo, mas também tem muitos motivos para não deixar de ir, a começar pelas muitas salas de cinema que são ótimas.

A melhor Zara é a de lá, compras incríveis e baratas, faço a festa! O melhor mil folhas e sopa de cebola são no Fouquet’s, e para completar, uma filial do maravilhoso restaurante l’Atelier, de Joel Robuchon, foi inaugurada no subsolo do Publicis, e finalmente, tem a loja mais bonita de Paris, Abercrombie & Fitch! Isso mesmo, os americanos estão botando banca, escondida atrás de um imponente portão, e com a cara de que veio para ficar e imperar.

INTERIOR DA LOJA, PERFUMADA, MUSICA ALTA, VENDEDORES JOVENS E LINDOS, ROUPA LINDA! EXATAMENTE IGUAL ÀS FILIAIS AMERICANAS.

ESSA ENTRADA É TÃO PERFUMADA QUE DÁ PARA SENTIR O AROMA DA CALÇADA!

Saindo do Champs Élysées, pode-se pegar um taxi nos vários pontos que tem por lá, pegar o metrô na estação Franklin Roosevelt, a mais bonita e moderna de Paris, ou sair a pé em direção à Place de La Concorde.

Caso a opção tenha sido à pé, não se esqueça de parar e olhar para trás, o Arco do Triunfo, com a bandeira da França flamulando ao vento é de arrepiar! No caminho à direita passa-se pelo Grand Palais onde tem sempre ótimas exposições, vale a pena uma paradinha para fotos  e se o seu zoom for potente ainda dá para pegar a ponte Alexandre III ao fundo.

Mais adiante chegando na Place de La Concorde, e depois de tirar uma foto ao lado do cintilante e magnífico Obelisco Egípcio a difícil decisão: Que direção seguir? Entrar em algum museu? Jeu De Paume, L’Orangerie, Louvre? Virar a esquerda para o comercio da Rue du Faubourg Saint-Honoré, um champagne no restaurante do badalado Hotel Costes, ou uma passadinha na Madeleine para agradecer a Deus o privilégio de estar por ali ? Qualquer decisão vai ser feliz, só não pode é parar. Por essas e outras que Paris é única e eu amo!”

(Nota da Redação: por essas e outras é que ela é magra! AC)

 

VIVI ROCHA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

18 ideias sobre “A PÉ EM PARIS I

  1. Sou muito “fortunate” porque ja estive por Várias vezes com nossa queridissima amiga Sereia, Vivi em Paris e ela é “A” pessoa para se caminhar em Paris, haja folego! Mas que é uma alegria, ah….isso é mesmo! Parabens pelos textos realistas e maravilhosos!

  2. Vendo todos os comentários e as fotos fiquei com vontade de quero mais.
    Conheci Paris em Outubro passado, fiquei encantada,
    era meu sonho, vendo as publicações de Vivi, vejo que preciso voltar, faltou muita Paris para conhecer…
    Obrigado pelas dicas, vou anotar p/ quando voltar fazer alguns roteiros citados.
    Valeu Vivi!!!
    Au revoir
    Sheila

    • Sheila, fico feliz por vc ter realizado o sonho de conhecer Paris, seja bem vinda ao time que tanto ama aquela cidade!
      Au revoir
      vivi

      vivi

  3. Adorei suas dicas, com novidades para mim, apesar de conhecer bem Paris. Mas, a meu ver, a melhor Zara da Europa é a de Milão, tanto em mercadoria quanto em preços…

  4. Amei essas dicas porque ADORO andar até cansar, e acredito que só assim descobrimos lugares incríveis e vemos como os locais vivem. Da próxima vez que for a Paris, vou checar essa Zara. A Zara da Rue de Rennes, realmente é muito boa mas sobre a superioridade da Zara de Milão, seria bom conhecer a Zara de Barcelona…kkkk
    Bjs e vou guardar TODAS essas dicas em cofre lacrado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *