BANGCOC BY ANDREA ANDRADE RAMOS

Pedi a minha querida amiga a Embaixatriz Andrea Andrade Ramos que me fizesse um roteiro de Bangcoc, capital da Tailandia, onde atualmente está morando e adora. Ai vai:

“Meu roteiro de Bangcoc é o seguinte:

Mercado de artesanato Chatuchak

 

A cidade tem mil atrações. E para todos os gostos. O turista precisa, no entanto, estar de cabeça aberta e ser capaz de curtir o que há de luxo e o que há de “trash”. Em ambos os polos existe algo a experimentar e aproveitar. Desde o mercado de artesanato, o ChatuChak, a sofisticação dos hotéis 5 estrelas. Afinal esse é o grande trunfo da cidade: juntar tudo e provocar o visitante em todos os sentidos. E deixa-lo tonto e perplexo…

 

Fotos feitas por Andrea- Templo de Wat Pho , o único aberto a noite toda.

 

Um roteiro tradicional incluiria o Grand Palace, o Wat Pho (Templo do Buda Deitado, o único que fica aberto a noite. Depois das 17hs fica bem vazio!) Wat Arun, a casa do Jim Thompson (com almoço no restaurante depois, ou antes da visita), o Mercado Flutuante, o Mercado das Flores.

Tudo isso é um must. Assim como almoçar, ou jantar, a beira do rio Chao Praya na varanda do Mandarin Oriental. E pedir uma salada de pomelo de entrada e pad thai (ou green curry) de prato principal. E quem quiser arriscar sobremesa eu sugiro stiky rice&mango com sorvete de coco. O Blue Elephant tem ótima reputação e oferece aula de cozinha tailandesa  (incluindo uma ida ao mercado) com direito a comer o que se preparou.  O aluno ganha um kit que inclui avental com logo do restaurante. É divertidissimo. O lugar é bárbaro e vale uma ida a noite para jantar. Para relaxar tem duas opções: massagem num dos mil spas e/ou drinks em algum dos bares no topo dos arranha-céus da cidade.

 

Restaurante Blue Elephant

 

A melhor casa de massagem tradicional em Bangcoc: Health Land. E a melhor da cadeia está em Asoke. Vou lá 2 vezes por semana. Um delirio. Spa de luxo? Mandarin Oriental e o recém-inaugurado spa do St. Regis. Esse ultimo é imperdivel. Mas spas abundam na cidade e hotéis como o Peninsula, o Banyan TreeMetropolitanHyatt Erawan, tem ótimos spas. Para drinks o Sky Bar deixa qualquer um boquiaberto com a vista espetacular, e tem bom jazz. O meu preferido para drinks, logo ao cair da tarde, é o Vertigo, no topo do Banyan Tree Hotel. É menos turistico e a vista de 360 graus da cidade é fantastica. O Long Table tem ótimo som lounge e a vantagem de boa comida (os outros são mais fracos pra jantar). Fica perto do Health Land e pode-se fazer massagem antes, ou depois. Tanto faz. O Health Land so fecha as 23hs…

 

Bed Super Club

 

Outro bar/restaurante badalado é o Bed Super Club.O jantar envolve uma performance de grupos alternativos. E depois, as 22hs, a boite abre ao público com duas opções: som eletrônico de um lado e musica disco do outro. O charme aqui é comer deitado num sofá-cama. O ambiente é todo branco, parece uma nave espacial. Incrivel! Para quem gosta de comida mais spyce tem o Bolan, um lugar super in. Mas tem que aguentar a pimenta. Outras dicas: Chines: China House, ao lado do Mandarin Oriental. Italiano? Zanotti. Frances do momento: Uncle John que deixou de ser segredo e com isso anda lotado.O chef trabalha na cozinha do Sukotai, mas a noite serve os mesmos pratos pela metade do preço. Mas o lugar é um boteco…

Para compras além das marcas conhecidas (todas estao no Paragon e/ou no Emporium) eu recomendo a loja do Jim Thompson em Silom. São vários andares com sedas, roupas e acessórios do maior bom gosto. A loja da Arte de Vivre no Mandarin, ou no 4 Seasons, para quem gosta de joias (carregadas) e objetos que misturam prata com madreperola, vale a pena. E last but not least tem o imperdível ChatuChak Market. Tem tudo e é imenso! Bom para artesanato, celadon, faqueiros, antiguidade e bugingangas. Mas leve um assecla para carregar as sacolas e uma ventarola. O calor é saarico.

Enfim, Bangcoc tem mil opções.E não cobri a metade. Para os viajantes descolados o Blue Planet é o guia indicado. O LUXE Bangkok tem as dicas mais sofisticadas. É pequeninho, super bem escrito e cabe na bolsa! E o Time Out da cidade permite acesso pela internet. É otimo guia, com cobertura bem ampla e de grande qualidade. No mais compre a Thailand Tatler do mês e fique em dia com o jet set local e as últimas novidades em matéria de hotéis, restaurantes, cultura.

Depois deste roteiro da Andrea estou louca para embarcar para Bangcoc!

MP

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 ideias sobre “BANGCOC BY ANDREA ANDRADE RAMOS

  1. MP, Happy New Year!!! Saudades, minha linda!
    Esse roteiro me faz lembrar o livro que me encantou na adolescência : “Ana e o Rei do Sião” ou “The King and I”.
    Que lugar exótico e cheio de mistérios….
    Que post delicioso! Parabéns.
    Que bom saber que o Brasil está bem representado por aquelas terras das mil e uma noites!
    Bjs

  2. Atravez desta querida amiga , conhecemos ( eu e 2 grandes amigas ) esta magica Cidade … Fizemos o roteiro acima d muito mais ..,,Foi uma experiencia unica .., fez toda a diferenca … Quero muito voltar a Bangcoc , mostrar essas belezas a meu marido + filhos e conhecer outras partes da Asia ❤️

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *