BOLSAS FALSAS: TEM “RAPA” VIRTUAL?

 

“Chanel”( entre aspas porque NÃO é Chanel!), 250 reais…

Vocês leram o post que fiz sobre as as bolsas que “chegam antes que suas donas” nos lugares e que acabei descobrindo, por acaso, que muitas são falsas, pois achei nas minhas andanças pela internet um possível fornecedor na Índia? ( Clique aqui!  para ler )

Pois vou contar pra vocês que acabei de me deparar com um site brasileiro repleto de “réplicas” ou “inspired” bolsas! Se o “rapa” passasse na rua da Alfandega levaria tudo dos camelôs, e aí me perguntei: não tem “rapa” virtual? Como pode?

Olhem só!

 

AC

 

Dita “Hermes” ( eles escrevem sem acento no site), 175 reais

 

 

“Vuitton”, 459 reais

 

“Vuitton”, 510 reais

 

Essa eles chamam de “inspired” na Birkin do Hermès… E ainda colocam fotos de famosos! 170 reais

 

“Celine”, 165 reais

 

“Dior”, 150 reais

 

Capa para iphone, 35 reais…

 

“Gucci”, 199,90…

 

“YSL”, 159,90

 

“Goyard”, 499,90

 

Cintos “Hermes”, 210 reais…

 

Até o detalhe da “réplica” eles mostram…

 

899,00

www.myimport.com.br

 

 AC

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

54 ideias sobre “BOLSAS FALSAS: TEM “RAPA” VIRTUAL?

  1. Acredito que procurar comprar em lojas conhecidas e que pagam impostos, é mais seguro. Corremos menos risco de estar financiando práticas ilegais. É realmente uma tentação ver bolsas super caras com um preço tão bom, mas devemos usar nosso dinheiro de forma consciente.

      • Sei que vocês são do bem. Mas não custa nada relembrar as pessoas de agirem de forma correta. Acredito que quando não houver mais comprador interessado nesse tipo de mercadoria, também não existirá o vendedor. Até mesmo a ação de fiscalização não será mais necessária porque cada um estará fazendo a sua parte e assumindo as consequências de suas escolhas. Bjs

        • Monica querida, acho que o texto deste post, como do outro que fiz e que remete ao mesmo assunto, deixa claro que não estamos incentivando este tipo de atitude, pelo contrário… Tomara que este dia chegue logo, mas acho que ainda demora, basta ver pela leitura diária dos jornais, infelizmente! Muito obrigada por nos visitar e comentar, tomara que voce volte mais vezes! Beijos

        • Concordo inteiramente com vc Monica, no Brasil , onde o caráter nacional do país do vale-tudo, o oqual foi tão bem descrito por Gerson, em uma célebre propaganda, incentivar práticas corretas, deve ser um dever dar exemplos do contrário, que nem todos os brasileiros são do mesmo caráter.
          QUEM APOIS BANDIDO, É IGULAMENTE BANDIDO.Quem dá suporte a criminosos , sobretudo qdo disto se subtrai tbém uma vantagem, é igulamente cirminoso.Mas isto não é necessarimente (claro, dizem pessoas assim, “depende da forma com se vê essa vantagem” verdade, na mentalidade abtusa truncada de alguns.
          Bem, o fato é que o site, além de “informar” sobre a prática ilícita da fabricação de bolsas de grandes marcas, ao publicar as fotos e até informar sobre o preço dessas bolsas falsificadas, está de certa forma, divulgando a empresa fraudadora e sonegadora, pondo ao conhecimento de quem coopera com esse crime , comprando essas bolsas, da existência dessa fábrica.Eu mesma não sabia de que existiam bolsas falsificadas tão perfeitamente em comparação às originais, graças ao site 40forever.com.br

      • VAI VER QUE E FALSO PURITANISMO, E PORQUE PROCUROU VER O SAITE, COMPREI E AMEI A DA AVENIDA BRESIL, E VOU PARA O EXTERIOR UMA VEZ POR ANO PRAC COMPRAR LEGITIMA.LIGA NAO BEIJOS VOCES SAO D MAIS

        • não digo que seja vc, nem a conheço, mas acho que deve ser extamente assim que as pessoas que apoiam crimes desta natureza, comprando, cópias piratas e produtos provenientes de contrabando, pensam daqueles que não se comportam da mesma forma, chamam de falsos puritanos…têm essa visão permissiva, conivente com o que é , vamos usar um eufemismo, vamos ser brandos, ilícito…

          • E vamos assim fingindo ser engraçado, rindo e brincando com a vida dos outos e assunto sérios, achando que é bobagem, ou brincadeirinha, silenciando, presenciando e até cooperando ou mesmo participando de crimes os mais graves contra outras pessoas, dizendo-se, ” não sou eu, não é meu parente, ninguém da minha família, nem amigo ou alguém que eu conheça,então,que é que tem?”

  2. Pior que tudo é ter uma coisa falsa para fingir poder ter o que não tem e ser o que não é!! Affffff…odeio nome de grifes estampada nos acessórios e roupas…beijão prima!!

      • A legislação Brasileira ainda não dá conta do recado… Muito menos o Virtual. Mas daqui pra frente , acredito, que vão tomar providências. O crime contra propriedade Intelectual é gravíssimo e o Brasil mantém um acordo com vários países.
        Foi uma das medidas que eu tive que tomar, patenteando as sapatilhas uFrog. Sei que vai ter muitos copiando.. Aí entrarei na justiça.. Claro a gente não consegue “pegar “ todos.. Mas é a maneira mais segura de se resguardar. Agora essas grandes marcas, tem uma margem de lucro por conta disso também por isso são tão caras. Sobre o “Rapa” olha.. Nosso povo já é tão sofrido.. não sei de quem eu tenho mais pena..
        Agora um site com esse tipo de golpe..Porque além disso será que todos que compram sabem que é cópia?Nossa nunca tinha visto! Beijos MEG

          • pois é, a maioria dos crimes virtuais, se apoia nessa afirmação , ganhando incentivo, na falta de uma legislação (o que já existe), e de fiscalização das autoridades que não tem competência e qualificação para acompanhar a velocidade com que criminosos agem e modernizam-se no uso dos recursos de informática, adaptado ás suas práticas criminosas, usando esses recursos de forma corrupta e servindo aos seus crimes.
            É assim , os criminosos sabem disso também.
            Eu tenho um vizinho, morador recentíssimo aqui em meu prédio, considerado um prédio de alto luxo, que é um simples guarda da polícia militar, o vulgarmente chamado de “meganha”, pois bem, esse policial, tbém recentemente, separou-se de sua mulher e 2 filhos em idade escolar, que foram morar em outro lugar, e está novamente casado com outra mulher, morando aqui no meu prédio, o detalhe é que com seu salário de guarda, tem que sustentar duas casas, mulher e filhos, além de empregadas demésticas e , 2 caros de luxo. Perguntem-se qual a mágica esse policial faz para seu salário render tanto….

  3. A Chanel “rapou” o site da pursch…E devem estar no encalço de outros sites. Super certo, a fim de preservar sua marca, seus negócios… Quem compra falsificado, é conivente com as ilegalidades imposta´por este tipo de comércio… Muito triste. Se nao posso ter uma bolsa Chanel, compro qquer uma outra, e vou ser FELIZ !!!!

  4. AC, recentemente eu li o livro “Um brasileiro na China”, de Gilberto Scofield Jr, e ele conta que esta prática é mto comum, mesmo lá na China. As bolsas são produzidas lá pelas indústrias terceirizadas e eles vendem as mercadorias que são descartadas pelo fabricante, por terem pequenos defeitos que, muitas vezes, são imperceptíveis. Devem ser estas que fazem a alegria do pessoal. 🙂
    As pessoas não se importam se é Hermes, sem acento – aliás, falam assim mesmo. Questão de gosto, estilo…
    Beijo da Sandra

  5. Fim da picada usar coisa falsificada! Você quer qualidade, comprando a verdadeira, ou quer se “exibir” com uma coisa de má qualidade pra aparecer pros outros. Muito pobre de espírito quem alimenta a pirataria. Ou melhor, quem apoia a bandidagem, também é bandido. No mínimo, receptor! Sou totalmente, contra! Tinha que ter rapa virtual sim! Gostei!
    Beijo.

  6. Gostei do post mesmo com a controvérsia em torno do assunto. Depois que a China entrou no mercado como fabricante das grandes marcas, ela “pequenas mafias” se sente no direito de copiar as marcas famosas descaradamente. Isso dá pano pra manga, como dizem, e é dificílimo pegar todo mundo. Os camelôs estão em todas as grandes cidades do mundo vendendo LV, Chanel, etc falsas…
    Não é por nada não mas quem mandou fazer tudo na China usando mão de obra baratinha, baratinha…. Tudo tem consequencia.
    Bjs e parabéns pela matéria. Excelente, como sempre!

        • Ana,
          Existem algumas que são tão bem feitas, que só conhecendo muito para identificar. A diferença está nos detalhes quase imperceptíveis. As pessoas que compram em camelôs, aquelas bolsas que deixam a falsificação na cara, de tão horríveis, muitas nem sabem a respeito do valor e do status social que essas grandes marcas tem. Elas acham bonitas e compram, porque sabem que materiais de melhor qualidade, nas lojas sofisticadas, elas jamaias poderão comprar. É uma questão de conscientização em relação à corrupção e conivência com o crime. Mas vai explicar isso para o povo!!! Se não posso comprar uma marca renomada original, encomendo uma de couro legítimo de uma fábrica, sem nome famoso, mas de boa qualidade!

  7. Faço pós graduação em propriedade intelectual e essa parte de fashion law é extremamente delicada. A moda é uma industria de low-IP rights, tendo em vista que a única proteção efetiva é a da marca! Quanto ao site que vocês colocaram sem dúvida nenhuma é criminoso, pirataria é crime! Contudo, a indústria da moda é muito peculiar, pois a resposta do mercado é contrária a que a gente espera. Apesar de ter baixa proteção, é uma das indústrias que mais gera capital ao redor do mundo. Se tratando de produtos inspired, eu sou a favor da democratização da moda,das lojas fast fashion, dos produtos inspired, das tendências, mas aqui no Brasil por exemplo já teve o processo da Hermès contra a 284 por conta das “birkins” de moleton que foram retiradas das lojas por medida judicial.
    Amo o blog de vocês, entro sempre e adorei esse post!

  8. Acho tão grave essa coisa da cópia, pirataria etc … A origem da pirataria é muito mais nefasta do que imaginamos – as bolsas falsas são o que conseguimos ver , e as baterias, as lâmpadas e produtos desse estilo ?Tudo feito com material de 5a, a preço de 1a. A gente compra e nem sabe ! Acho que devemos patrulhar aquilo que vemos e reclamar no jornal contra aquilo q ñ vemos pois quem sabe os órgãos reguladores de qualidade ñ podem fazer algo contra os países q originam essa pirataria … ? Bjo e thanks pelo alerta geral !!

    • Teresa querida, voce tem toda razão, e o que vemos de baterias de celular falsas? Eu própria já fui vítima… Achei que estava comprando uma original e depois a Blackberry de SP, que tinha indicado esta loja no Rio disse que descadastrou eles porque estavam vendendo “gato por lebre”… E os fios pra carregar os celulares que vemos nos sinais de transito? Mil beijos e super obrigada!

      • E eu que ganhei um anel lindinho do meu avôzinho quando nasci,o qual ele comprou com todo o carinho numa joalheria conceituada no Rio e quando fui modernizar a armação aos 20 anosl, descobri que a pedra água marinha era FAKE? Ele comprou gato por lebre, o que é gravíssimo, pois pagou pela água marinha… Enfim, quem compra Louis Vuitton fake, sabe o que está fazendo….e daí, são outros quinhentos…
        E o post NÃO FOI PARA ESTIMULAR compra pirata não, foi apenas muito informativo e bombou! Parabéns.

    • Eu tenho a opinião de que gostou comprou. Um dia lendo uma entrevista do Eike Batista, ele disse que não investia em uma obra de arte cara ,já que tinha tantas imitações perfeitas. “Isso opinião do homem mais rico”. Queridas: bolsas é a mesma coisa. Cada um tem o direito de escolher o que vai dependurar no braçoCada um usa o que pode e o que acha que deve usar. Isso é pequeno. O ´pior é o desvio de dinheiro público, que acaba prejudicando as crianças desnutridas e carentes. Não sejamos mesquinhos.

      • Ana Paula querida, não estamos falando em mesquinharia, nem em verbas públicas. A matéria questiona a venda online de peças piratas enquanto os camelos são perseguidos nas ruas…Faz sentido? Todo mundo que tem computador pode fazer uma compra online! Eu desconhecia este site brasileiro até esbarrar com ele na web, em busca de outra coisa, por isso fiz o post! E quanto ao Eike Batista, eu no lugar dele encheria minha casa de obras de arte de artistas brasileiros maravilhosos ao invés de colocar uma Ferrari na sala (sim, ele tem um carro na sala!), mas tudo é uma questão de gosto e de poder aquisitivo, afinal o caro ou barato é relativo, já que tudo depende do poder aquisitivo de cada um- para o Bill Gates tudo é barato, rsrsrs. No caso do Eike é uma questão de gosto! Beijos e volte sempre!

        • É claro que o incentivo à pirataria nunca deve existir, pois antes de tudo é uma prática ilegal. Porém, existem piratarias bem parecidas e legais de lojas de perfume, uma bem conhecida por sinal, que se situam até em shoppings com réplicas dos perfumes internacionais, cujos nomes aparecem até em seus catálogos para compra…
          quem compra este tipo de produto sabe a qualidade do mesmo, a durabilidade e tudo mais. Então, no caso deste site, embora seja uma prática ilícita, acredito que, no fim das contas, o preço dirá o produto.

  9. Eita, como é difícil para certas pessoas entenderem que o que voces estão mostrando é para esclarecer que não devemos incentivar este tipo de atividade. Mas, para ¨certas¨brasileiras que se deixam levar pela aparencia ,realmente, entender o sentido do serviço prestado é como achar uma pérola no oceano. Vão continuar comprando as falsas, pois precisam mostrar para as amigas concorrentes. Vão continuar passando por ridículas. Domage. Abraços e obrigada pelo aviso.

  10. Adorei a ¨BIRKIN¨de lona vermelha,mas não estou conseguindo nada !nem saber o preço…me ajuda ?e vamos ter um pouco mais de fair play….nos levar menos à sério ! love u bjsssssssss

  11. nossa, eu estava andando pela internet para ver o que esta na moda em geral e achei esse site, bem não sou burra e entendi que é uma matéria sobre bolsas falsificadas e em qualquer lugar da internet podemos ver o preço de uma falsificada e de uma verdadeira, isso nao quer dizer que a pessoa que fala sobre isso esta fazendo apologia, pelo que percebi fora a matéria é que tem algumas mulheres que com certeza devem ter passado fome para comprar as suas bolsas verdadeiras e agora estão aqui no site, bravinhas porque uma bolsa de 120 mil esta sendo mostrada aqui por 176 reais… paciência né!!! Alias, o que fazem na internet ?? se moram em prédio de alto luxo, com suas roupas e bolsas caras o que faz na internet comentando num blog onde tem uma matéria de bolsas falsas? hehehe, vai trabalhar dondocas, é muita incoerência de vocês, onde sera que arrumam dinheiro para comprar as bolsas?? ja que questionaram o policial ?? declararam as bolsas no imposto de renda de vocês? aposto que não hahahaha!!!!

  12. A alguns anos uma amiga foi a Hong Kong e me trouxe de presente uma Chanel falsa perfeita.Fui na loja, ja conhecia a gerente e disse que se tratava de um presente e queria saber se era original. Pasmem ela falou claro que sim! Senti até raiva por tanto dinheiro ja gasto nas originais. Enfim, a mafia das bolsas é difícil entender…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *