Uma variedade de produtos maravilhosos nos esperam na “Casa Aberta”, feira gastronômica sensacional!

 

A nossa delicatessen predileta, a Delly Gil, atravessou os mares, rumo à linda Itália, pra organizar um dia totalmente inusitado para seus amigos clientes. O resultado desta andança vai ser uma super feira gastronômica, A CASA ABERTA, com mais de 15 “stands” expondo vinhos renomados e alimentos “gourmet”, apresentados, pessoalmente, por seus produtores!

Vamos nos encontrar nesta “jornada” pra lá de deliciosa? BN

Quem? Delly Gil
Quando? Dia 4 de outubro de 2017
Onde? Cobal do Leblon, Rio de Janeiro
(Rua Gilberto Cardoso, S/N, Lj 08, Leblon RJ

 

 

 

mf01 (1)

Olhando de fora não imaginamos o tamanho da competência e variedade de opções do açougue Angelo Feroci, que chega a ser um ponto turístico imperdível na eterna Roma!

 

Vejam a beleza do balcão de mármore, original dos anos 20 do século passado, em estilo "art deco".

Vejam a beleza do balcão de mármore, original dos anos 20 do século passado, em estilo “art deco”.

 

Provavelmente a maioria de nós jamais irá à magnifica “Macelleria Feroci” comprar carne, sua principal função, mas quem sabe não poderemos passar por lá, um dia destes em Roma, pra apreciar a beleza de suas instalações e levar um de seus divinos pratos prontos, pra curtir com um maravilhoso “bicchiere da vino”…

 

Esta escultura pontifica na loja: chiquérrima!

Esta escultura pontifica na loja: chiquérrima!

 

Detalhe da decoração!

Detalhe da decoração!

 

Lindamente instalada no centro histórico de Roma, entre os bairros de São Eustáquio e Coluna, pertinho do Pantheon e quase em frente à “Chiesa della Maddalena”, esta “butique de carnes e cia” atende a todo e qualquer corte bovino mais, caças, aves caipiras e raras, embutidos divinos que vão até onde alcança a sua criativa imaginação gastronômica. Tem endereço mais chic e imprescindível?

 

Pra gente sentar e esperar sermos servidos... Tem banco mais "cool" ?

Pra gente sentar e esperar sermos servidos… Tem banco mais “cool” ?

 

Que tal a balança? Está mais pra escultura...

Que tal a balança? Está mais pra escultura…

 

À altura desta seleção das mais incríveis matérias primas, encontramos instalações dignas de museu. Fundado nos anos 20 do século passado, por Fierce Angel, este açougue lindo é passeio obrigatório para os turistas que gostam de ir além. Para os “gourmets” é obrigatório, pois a casa é referencia máxima no ramo, há quase um século: indispensável nossa visita.

 

Vejam quantas delícias...

Vejam quantas delícias…

 

Mais maravilhas...

Mais maravilhas…

 

Vejam os pratos "prêt-a-manger"... Estou ficando morta de fome!

Vejam os pratos “prêt-a-manger”… Estou ficando morta de fome!

 

Noves fora a equipe de profissionais, solicitos e treinados para tirar todas as nossa dúvidas, que não serão poucas diante do muito a ser desbravado: aprendizado delicioso para quem gosta do assunto “culinária em grande estilo”.

 

A simpatia da turma do Feroci!

A simpatia da turma do Feroci!

 

Em ação...

Em ação…

 

E lá vai a cliente radiante... Reparem que embalagem mais incrível!

E lá vai a cliente radiante… Reparem que embalagem mais incrível!

 

Deixo vocês com as fotos, sempre o mais preciso discurso! BN

CLIQUE AQUI PARA O SITE!

 

 

 

 

Elza me deu este vidrinho mágico, no meio de uma viagem... Ao chegar em casa, pus na geladeira, economizando pra um grande dia. Que foi escolhido, à revelia, por minha gulosa filha Isabel, que quase o come inteirinho sem dar notícias. Sorte que cheguei a tempo pra foto e prová-lo: di-vi-no!

Elza me deu este vidrinho mágico, no meio de uma viagem… Ao chegar em casa, pus na geladeira, economizando pra um grande dia. Que foi escolhido, à revelia, por minha gulosa filha Isabel, que quase o come inteirinho sem dar notícias. Sorte que cheguei a tempo pra foto e prova: di-vi-no!

 

Amei esta novidade culinária, concebida pelo gênio do chef espanhol Ferran Adriá, que me foi dada pelo requinte gastronômico da querida e antenada amiga, Elza Pereira.

Trata-se de um “caviar” de azeite que, como o primo rico nascidos do esturjão, também vem como bolinhas gelatinosas e explode na boca espalhando um gosto divino… Neste caso de azeite, extra-virgem, é claro, “made in Spain”.

 

Close no visual que é idêntico ao do "caviar" de salmon: pequena grande idéia!

Close no visual que é idêntico ao do “caviar” de salmon: pequena grande idéia!

 

Como o sabor é apurado mas bem rigoroso, fica um luxo com pão, para incrementar sua salada, una pasta da mamma, ou o que sua fértil imaginação conceber, com a ressalva: cuidado com a quantidade! BN

CIQUE AQUI PARA UM SITE QUE VENDE NO BR!

 

 

 

IMG_4756-584x438

Eis a caixa de caquis que ganhei de minha hostess chiquérrima, colhidos no seu jardim: mais chic ainda!

 

Esta dica pode não ser de uso imediato mas como disse o Rei, em “Detalhes”, no momento da necessidade, vocês vão lembrar de mim… Porque tem coisa pior do que caqui verde e/ou cheio de cica? Depois deste procedimento milagroso, eles serão cartas fora dos vossos baralhos…

Tudo começou num fim de semana maravilhoso que passei no Vale da Boa Esperança, na serra petropolitana, numa casa de sonho entronizada num jardim mágico e repleto de árvores frutíferas. A anfitriã, amiga adorada e com aquela fidalguia de filme de época, na hora das despedidas presenteou-nos, hóspedes, com uma caixa de caqui “home made”.

 

Entardecer num jardim de sonho…

Entardecer num jardim de sonho…

 

Como eram muitos caquis e nem todos estavam no ponto, ela discretamente explicou: deixem-os quietos por três dias, porque foram preparados para amadurecer igualmente.

Entre incrédula e exultante, quis saber deste truque salvador da pátria para os amantes desta sofisticada fruta. Noves fora que a mousse de caqui nunca mais será uma trabalheira: ou eu os compro no dia, escolhendo os quase passado ou não consigo que ela fique divina.

 

Aqueles caquis do caixote, viraram estes da foto, depois do retiro de 3 dias… Vou ensinar como!

Aqueles caquis do caixote, viraram estes da foto, depois do retiro de 3 dias… Vou ensinar como!

 

Depois de fazer tudo que me foi mandado pela doce amiga, comi o melhor caqui da minha vida: vivendo, aprendendo e contando tudinho pra vocês! BN

PASSO A PASSO:

 

Pegar o caqui, virado pra cima…

Pegar o caqui, virado pra cima…

 

Com uma faquinha “de ponta”, fazer um furinho onde ficam as folhas, exatamente como mostra a foto…

Com uma faquinha “de ponta”, fazer um furinho onde ficam as folhas, exatamente como mostra a foto…

 

Pingar no buraquinho uma gota de vinagre…

Pingar no buraquinho uma gota de vinagre…

 

Repo-los, arrumados, no caixote, fecha-lo e deixar os caquis adormecidos dentro dele, por 3 dias!

Repo-los, arrumados, no caixote, fecha-lo e deixar os caquis adormecidos dentro dele, por 3 dias!

 

Vejam o resultado, três dias depois!

Vejam o resultado, três dias depois!

 

IMG_1691-584x438

E, com os caquis madrinhas, fizemos esta maravilhosa musse… Clique aqui para a receita!

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...