O vilarejo de Hozrayel, a meia hora de carro ao norte de Beirute, abriga uma das casas de Jo Achkar e de Michel Charrière. A propriedade, que data do século XVIII, já serviu como residência de um governador otomano na época em que o Líbano era uma das províncias do Império. Em Paris, são proprietários do andar nobre do Hôtel des Ducs des Gesvres, um dos últimos hôtels partículiers do século XVII que ainda existem na capital francesa.

Jo e Michel são também sócios em um escritório de arquitetura que trabalha apenas com propriedades de reconhecido valor histórico. Os dois aceitam cuidar de não mais do que seis projetos simultaneamente. Assim podem dedicar mais tempo a cada um deles.

Suas casas e seus projetos criam ambientes de beleza e sofisticação dignos de superproduções de Hollywood. Já fui convidada para um jantar na residência parisiense do casal e é absolutamente extraordinário!

Especialistas em arte do século XVIII, o estilo deles é caracterizado por uma superposição de objetos, móveis e quatros colecionados ao longo da vida e encontrados em antiquários, feiras de antiguidades e leilões pelo mundo afora.. Diferentes tipos, diferentes cores, diferentes tamanhos, paredes revestidas em tecido, muitos espelhos, tudo numa combinação de perfeito equilíbrio. E em seus jantares sempre muita vela os dois são de um talento raríssimo!

Vejam a maravilha da casa no Líbano!

 

Michel Charrière um dos donos da casa.

O Libano é uma festa!

MP

Há apenas 2 meses abriu na região de Champagne, numa pequena cidade chamada Essoyes, a visitação da casa do grande pintor impressionista Auguste Renoir.

O espaço demorou 2 anos para ser restaurado e conseguiram preservar toda a autenticidade da época. Esta casa teve um grande importância na vida e nas obras do pintor pois durante 30 anos, ele morou e viveu neste local. MP

A entrada do portão da casa.

 

Uma casa singela de cidade do interior, repleta de muito charme.

 

Uma de sua telas vista da rua.

 

Abaixo os ambientes foram totalmente refeitos como era na época do pintor.

A sala de jantar.

 

O ateliê do mestre.

 

A sala de estar de Renoir.

 

Detalhe das cadeiras da sala.

 

A charmosa cozinha da casa.

La Maison Renoir à Essoyes

 

 

Parece um navio mas não é, é o Yacht Clube de Monaco. Fui levada por uma querida amiga que é sócia, e me convidou para almoçar. O lugar é divino e o projeto de Lord Norman Foster e decoração de Jacques Grange é um deslumbre. Ele fica localizado no porto, e combina muito com a cidade. Com uma área de 5000 metros quadrados, 204 metros de comprimento, 22 metros de altura e 4000metros quadrados de terraço, o clube é absolutamente uma obra de arte.

 

Vejam algumas fotos que tirei de seu interior….

 

Elegancia pura!

Muito chique e elegante!

MP

Minha querida amiga, VIVI VASCONCELLOS, nos conta sobre esta viagem espetacular que fez!

AC

Entre  as belezas naturais que a América do Sul tem para nos oferecer, El Calafate na Patagônia Argentina se destaca como uma boa opção. É lá que se encontra a famosa geleira chamada Perito Moreno, uma das maiores reservas de água doce do mundo.

É uma viagem rápida que pode ser encaixada em um fim de semana prolongado. Aconselho tanto para casais quanto para a familia. Só é preciso  3 noites para conhecer uma mega geleira e não ter que ir ao Alaska! Uma noite em Buenos Aires e duas noites em El Calafate é o suficiente. Na noite de Buenos Aires as opções de jantar são muitas, desde uma carninha deliciosa  no Porto Madero à  um jantarzinho descolado em Palermo Viello. No dia seguinte de manhã cedo, vôo direto para El Calafate, e na volta  é possível voar direto para o Rio.

 

Em  El Calafate  a dica é ficar no o hotel  “Los Notros” que fica dentro do parque nacional, de frente para o Perito Moreno. É um hotel rústico, porém charmoso,  confortável e a comida é ótima. A tarde, depois dos passeios, eles nos recebem no aconchego do lobby para um delicioso happy hour.   O hotel oferece passeios que se encaixam nos diversos tipos de viajantes, passeios de barco, e caminhadas sobre a geleira. Lá de cima podemos ver cavernas, riachos e escutar o estrondo dos blocos de gelo  se descolando e caindo dentro d’água… No dia do “trecking” sobre a geleira, o nosso guia nos preparou uma surpresa: montou um bar lá no alto,tanto o gelo como a água retirados do local, foi muito divertido! Eu estava morrendo de medo,mas valeu a pena!!!

 

 

 

Los Nostros Hotel

 

www.parquesnacionales.gov.br

www.losnotros.com

www.plantelturismo.com.br

Vivi Vasconcellos para o 40 Forever

AC

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...