CHINA por VIVI ROCHA, PARTE 2

Hoje continuamos nosso périplo chines com a adorável VIVI ROCHA, nos contando sobre a sua viagem à CHINA!

AC

 

Maria Rocha, linda, em Xian!

 

Xian:

Este, definitivamente, é um lugar que o viajante tem que querer muito ir! É muito cansativo, pois no meu caso e de outros amigos, nós fomos e voltamos no mesmo dia. Eu morri mas amei! É um voo de 1:40hs, (se der, voe em executiva), e depois um trajeto de uma hora e meia de carro. A visitação dura em torno de 2 hs e depois meia volta volver….Detalhe: leve um lanche ou você vai passar fome. O aeroporto é ótimo e lá tem o que comer, mas no avião e lá em Xian não tem nada normal!

O sitio arqueológico é impressionante, mesmo quem viu a exposição em São Paulo, deve ir. Peça um carro confortável com motorista e guia para que a viagem fique mais tranquila. Não deixe de ir, coragem, quando acabar o dia e você estiver de volta no conforto do seu hotel, você vai amar ter ido!

O exército esculpido em torno de 259 a.C, com mais de 6 mil figuras em terracota imponentemente enfileirados, vai surpreender e deixar de queixo caído qualquer turista exausto. Esse exército foi construído para adornar o mausoléu do primeiro imperador chinês, mausoléu este, que ainda não foi escavado. Xian ainda tem muito a nos mostrar, muito mesmo!

 

 


 

Shanghai

Seu nome é skyscrapers, que visual!! A cidade é cortada pelo rio Pu e a vista da margem chamada de Bund para a margem oposta, Pudong é aquela famosa que recentemente vimos no filme Skyfall  de James Bond. Faz parte do roteiro passear a pé pelos prédios gigantes em Pudong e olhar para cima, quase que o pescoço não dá conta.

 

 

 

 

 

Shanghai é o centro financeiro da China, o tráfego é intenso e a poluição é alta.

Entre os pontos turísticos, o bairro Xiantandi, é legal de visitar.O lugar foi todo restaurado e hoje abriga lojas e restaurantes; é bonito para passear a pé e valeplanejar de almoçar por lá também. Além disso, tem o museu de Shanghai, que fica na famosa e enorme People Square, com um acervo de mais de 120 mil peças entre porcelanas, pinturas e demais relíquias chinesas. Tem também o Yu Garden,construído na Dinstia Ming, e do lado de fora, a City God Temple Bazar, o nome já diz tudo, bazar “made in china”!  Além disso, claro, shoppings e mais shoppings…

 

 

 

A noite é legal escolher um bar ou restaurante que seja no topo de algum prédio para desfrutar a vista.

 


Hotéis:

Hotel Península, the best! CLIQUE AQUI PARA VER O POST  SOBRE O HOTEL!

Restaurantes e bares:

Para ver a vista, sugiro o bar do hotel Península, ou o bar do hotel Grand Hyatt, e o Rouge Bar and Lounge para dançar.  O restaurante do térreo do Hotel Península é muito bom, tanto para um happy hour quanto para o almoço.

 

Dicas da Priscilla, uma viajante que sabe das coisas:

Mr and Mrs Bund  – Jantar, está na categoria dos 50 melhores do mundo.

M on the Bund – jantar

Jean Georges– jantar

T8 em Xiantandi – almoço

Ye Shanghai, em Xiantandi, comida cantonesa , almoço.

Pergunte sempre ao seu concierge.

Hong Kong:

A sensação é de entrar na maquina do tempo e chegar no futuro!!!  Hong Kong é o máximo, é tão moderno que dá medo. Me senti numa cidade de ficção científica, para sentir o nível de modernidade, até o carro do hotel tinha wi-fi!

Milhares de viadutos, passarelas, pontes, prédios altíssimos e shoppings centers gigantescos, todos falam inglês, me senti tão segura que andei de taxi e metrô sozinha.

O maior shopping é o Elements. Em torno deste shopping tem vários hotéis, mas vale visitar o Ritz-Carlton que fica no prédio mais alto da China. Lá tem o bar Ozone que fica nada mais nada menos que no 118 andar, isso mesmo, são 490 metros de altura, o ouvido fecha quando o elevador vai subindo, dá muito medo, mais a vista é indescritível, é o bar mais alto do mundo!  Se você só pudesse fazer um coisa em Hong Kong eu diria para não deixar de subir lá. É só para ver a vista e tomar uma coca, pois o bar é muito grande e meio sem aconchego, aproveite e vá até o banheiro de lá só para ver um outro angulo da vista. 

 

 

Sugiro passear antes no shopping, cuidado para não se perder entre as lojas de marcas mais fabulosas do planeta!, e quando anoitecer subir até o Ozone.

Hong Kong é primeiríssimo mundo, converse com seu concierge que não faltará sugestão para passeios, atividades e excelentes restaurantes! Ah, tem também um programa bem de turista, é um trenzinho bem legal para ver a vista do Victoria Peak .

 

 

Hotéis:

Vários, e todos ótimos.

Restaurantes:

No shopping Landmark tem 3 ótimos, tanto para almoço como para jantar:

L ‘Atelier do Joel Robuchon (francês)

MO bar, onde comi o melhor mini cheese burguer da minha vida, com molho teriyaki.

Zuma (japonês)

Amber: Além de lindo, tem 2 estrelas Michelin e é cotado como um dos 50 melhores restaurantes do mundo e o melhor da China. O menu degustação do almoço é delicioso .

Lung King Heen:  jantar, comida chinesa.

e muito mais….

 

VIVI ROCHA para o 40 FOREVER

 

Post sem foto da Vivi não vale! Aqui, uma foto dela comigo!

 

AC

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 ideias sobre “CHINA por VIVI ROCHA, PARTE 2

  1. NOSSA!!! VOLTEI NO TEMPO!! AMEI DE VERDADE A CHINA E ACREDITO QUE E UMA VIAGEM INESQUECIVEL E COM SENSACOES INDESCRITIVEIS POIS OS TEMPLOS E MONUMENTOS E BUDAS,ETC….SAO DE ARREPIAR. PARABENS PRA VIVI QUE DEU SHOW! QUASE GUIA HEIN!!! CULTURA DE VIAGEM E TUDO!!! BEIJOS P VOCES

  2. Amiga, a nossa foto juntas poderia ter sido tirada na China! Na próxima vou te carregar conosco..
    Nem adianta negar, rsrssrs
    Obrigada pelo carinho,
    Vivi

  3. vivi querida, tua descrição da viagem é maravilhosa e estou cada vez mais a fim de ir….vou tomar folego e programar, adorei, beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *