RETROSPECTIVA MONUMENTAL DE CARLOS CRUZ-DIEZ OU O SENHOR DAS CORES: POR VANDA KLABIN!

A fachada da Fundação, anunciando a restrospectiva! Notem que, ao lado, está nosso "Abaporu", e da Tarsila do Amaral também! BN

A fachada da Fundação Costantini, com uma deslumbrante escultura de Cruz-Diez pra te receber! BN

Visão interior do lindíssimo museu! BN

Carlos Cruz-Diez provando do próprio "veneno": imerso em uma das suas "salas de cor"! Que visual! BN

Nossa querida colaboradora Vanda Klabin, que vem abrilhantando nosso Blog com posts bárbaros, nos manda notícias de uma nova e incrível exposição, desta vez do artista plástico Carlos Cruz-Diez, “El color en el espacio y en el tiempo”, que acontece no lindo museu da Fundação Costantini, em Buenos Aires. Com um detalhe sensacional: como membro do ICOM, que é o Conselho Internacional de Museus, ela teve a especialíssima autorização para fotografar a mostra. Só que o catálogo ainda não ficou pronto, portanto, suas fotos são inéditas e o 40forever as publica, em primeiríssima mão! Curtam! BN

 “Quiero que mi trabajo estimule el mesmo tipo de placer que produce una pintura, pero sin haber sido pintado”.

Carlos Cruz-Diez

A exposição retrospectiva  do artista venezuelano  Cruz -Diez , em cartaz  no Museu Malba, Fundación Costantini, Buenos Aires,  apresenta os trabalhos realizados ao longo de sessenta anos de sua produção artística,  com seus experimentos extraordinários  a respeito da natureza instável e ambígua da cor. As suas variações cromáticas  trazem  como resultado, um diálogo frutífero entre arte, ciência e  tecnologia.

A cor, um  “organismo viviente” e sempre tratada com um elemento autônomo, é o eixo principal para o entendimento de sua obra.

Nascido na Venezuela, em 1923,  Cruz-Diez estudou na Escola de Belas Artes em Caracas , onde  passa a ser professor. Em 1955 , por ocasião de  sua visita à exposição “Le Mouvement”, na Galeria Denise Renée, em Paris –  que teve a participação de artistas como Alexander Calder, Jesùs Rafael Soto, Marcel Duchamp, Victor Vasarely, entre outros, passa a se interessar pela Arte Cinética, que privilegia  a inserção da idéia do  movimento e sua  expressão plástica  nas artes visuais  e de experiências óticas,  como elemento constitutivo da obra de arte.

Em 1960, Cruz -Diez instala-se definitivamente em Paris, período que a Arte Cinética estava em seu pleno apogeu.  A  partir de então , realiza sucessivas exposições  e numerosas obras cromáticas integradas à arquitetura, murais, instalações  interativas e intervenções em espaços públicos.

Desenvolve as séries Fisiocromías / Induciones Cromáticas / Cromointerferencias, As Fisiocromías são estruturas compostas de finas lâminas metálicas ou translúcidas,  cuja a cor varia em função da intensidade da fonte luminosa e da posição do espectador.

Suas intervenções artísticas, verdadeiras “situações visuais”, vão eliminar a distância que havia entre o espectador e a obra de arte. Estudioso da Física, Química e da Fisiologia, cria modulações óticas e sensoriais a partir da cor, agora  tratada como espaço: o espectador é deslocado para compartilhar de sua obra  ou interfere em sua percepção ou cria saturações ao enfatizar a sensação física das mudanças cromáticas.

Como todos os pintores da sua geração, Cruz- Diez se considera um descendente direto do impressionismo, do cubismo, do fauvismo e do construtivismo.

Suas obras estão presentes nas principais coleções como MOMA / NY;  Tate Modern/Londres; Centre Georges Pompidou/Paris; Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris, Paris; Museum of Fine Arts, Houston, entre outros.” Vanda Klabin!

Carlos Cruz-Diez

El Color en  el Espacio  y en el Tiempo

MALBA /Fundación Costantini, Buenos Aires

21 de setembro de 2011 / 5 de março de 2012

Curadoria: Mari Carmen Ramirez

VANDA MANGIA KLABIN

Tel   +55 (21) 2267-2662

+55 (21) 2522-5624

Fax  +55 (21) 2523-9335

Cel   +55 (21) 9986.9256

vklabin@terra.com.br

CURTAM AS FOTOS PRECIOSAS DE VANDA KLABIN!

PASSEANDO PELA EXPOSIÇÃO!

 

“FISIOCROMIAS”!

Obs: Seguem abaixo, quatro exemplos do mesmo quadro, em dois ângulos diferentes. À medida que se caminha, as lâminas de cor modificam a visão do espectador! Um show! BN

 

Continuando a Fisiocromia!

Obs: Este quadro abaixo é uma homenagem de Cruz-Diez ao grande colorista Albers, que fez parte da Bauhaus!

 

AS INCRÍVEIS “SALAS DE CROMOSATURAÇÃO”, que são fontes luminosas que ele usa para o espectador ficar imerso na obra, interagindo com ela!

“CROMOINTERFERÊNCIA”!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

43 ideias sobre “RETROSPECTIVA MONUMENTAL DE CARLOS CRUZ-DIEZ OU O SENHOR DAS CORES: POR VANDA KLABIN!

  1. Parabens pelo artigo!fiquei com vontade de ir ver esta retrospectiva,espero que tenham o catalago a venda online
    Obrigada pela generosidade ao fazer estas fotos e o artigo maravilhoso.
    Bjs

  2. QUERIDA VK
    VC ESTA CADA VEZ MELHOR !!!!!!!!!!!!!!!!
    VISITAR ESSA EXPO NO MALBA PELA TUA
    MÃO E COM O TEU OLHAR ESTA TUDO DE BOM….
    É O FAMOSO OLHAR DE VK….
    OBRIGADO AMIGA…….

  3. Pessoal do 40forever, gostei muito do trabalho de vcs. Descobri o blog pq escrevi um comentário sobre a expo. do Cruz-Diez que abriu em SP no meu tumblr. Se puderem, dêem uma espiada lá. No mais, parabéns!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *