GRIFE PROVIDENCIA

A grife  PROVIDENCIA é um projeto de geração de renda que adota como conceito a criação de  peças artesanais sofisticadas e antenadas às tendências de moda. Produzidas  a partir de aproveitamento de material doado ao Banco da Providência, no Rio de Janeiro, a ação dissemina às artesãs a cultura de recuperar, reciclar e reutilizar. O atelier trabalha com tecidos finos como tafetá, renda, seda, que se misturam a pérolas, botões, ramis e ferragens, dando sofisticação aos produtos com muita criatividade. As artesãs também trabalham com costura, crochet e bordados a mão.

 

Leiam os depoimentos das artesãs sobre o trabalho na Grife da Providência:

Patrícia Gomes Santos
Mora em Senador Camará, tem um filho e toma conta de mais dois irmãos menores. Está na grife Providência desde a primeira turma de capacitação, de março de 2009.

“Vi um panfleto colado na escola do meu filho dizendo que o Banco da Providência estava abrindo curso de capacitação. Me inscrevi e participei de todas as etapas. Ao final fiz a capacitação em bijuteria no atelier. Para mim foi muito bom porque passei a ter um trabalho certo onde ganho todo mês. Antes fazia bordado em pedrarias como autônoma e só trabalhava quando tinha encomendas.
Então só contava mesmo com o salário do marido que é pouco. O que ganho aqui na Providência ajuda muito. Já fiz obra para melhoria na casa e ficou muito bonita, saímos sempre para passear nos fins de semana porque aqui onde moramos não tem área de lazer para as crianças e até viajamos nos feriados. Nossa vida melhorou muito.”

 

Michele Alves da Silva
Mora em Honório Gurgel com o marido e duas filhas. Foi inscrever o marido no curso de mecânica do Banco da Providência e descobriu que tinha cursos de artesanato. Se inscreveu também pois os dois estavam desempregados.

“Meu marido fez o curso e se formou, está empregado com carteira assinada e eu me formei como artesã. Desde então muita coisa mudou na minha vida. Trabalho muito no atelier, são muitas encomendas, peço até ajuda às minhas amigas para fazer as bijous. Com o dinheiro que ganho vamos passear na Quinta da Boa Vista, Shopping, etc.
Agora estou reconstruindo a minha casa, colocando abaixo e fazendo outra. Juntamos uma renda e estamos comprando todo o material. Guardo dinheiro também para investir em meu próprio trabalho, revendo material de limpeza, lingerie, biquíni, e etc. Vendo para minhas amigas na comunidade onde eu moro. Minha família sempre foi muito unida, mesmo quando estávamos desempregados, seguramos a barra. Depois que começamos a trabalhar, estamos ainda mais unidos.”

 

Olhem algumas peças feitas por essas artesãs que com este trabalho estão mudando as vidas de suas familias para melhor!

 

 

Vamos ajudar?

Elas precisam do vale transporte para chegar ao trabalho, sem isso elas não poderão produzir. São R$ 44 reais por mes para ajudarmos a muitas familias.

Clique aqui para doar online!

Clique na imagem para doar online!

Se preferirem podem ligar para  21- 3257-2730 e fazer uma doação via boleto ou transferência de conta.

http://www.grifeprovidencia.org.br/home

 AC

NOTA: Me sinto muito honrada em fazer parte do Conselho do Banco da Providencia, que há muitos anos vem atuando em comunidades com o mais baixo IDH da cidade, isto é, lugares onde o poder público não aparece, seja com escolas, hospitais ou postos de saúde, delegacias e até mesmo saneamento básico. Territórios esquecidos por todos mas não pela equipe do Banco da Providencia, que atende 1.400 familias, muitas delas sem nenhum documento, sem nunca terem ido a uma escola, sem nenhuma capacitação para entrar no mercado de trabalho, muitos vezes sem ter o que comer. Familias que sobrevivem com R$ 65 reais por pessoa para morar, vestir e se alimentar… Com o trabalho feito por eles, documentando estas pessoas, colocando as crianças nas escolas ( nenhuma certidão de nascimento uma única familia de 22 pessoas tinha! Nunca existiram diante da lei!), capacitando os adultos para o mercado de trabalho, conseguiu-se no ano passado que 700 familias passassem a ter renda superior a R$ 140 reais por pessoa. A “porta de entrada” é a Agencia de Familia, onde as assistentes sociais acompanham as mães, pais e filhos buscando um caminho conjunto para que essas familias deixem a situação de pobreza. A “porta de saída” é a Agencia de Empregos e esta de Empreendimentos Populares, que mostrei acima pra vocês!

Este trabalho resgata a esperança e a crença na capacidade de cada uma dessas pessoas! São vidas e familias que mudam para melhor!

Ana Cecilia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

7 ideias sobre “GRIFE PROVIDENCIA

  1. Espero que esse ” POST ” ajude a encontrar mais almas caridosas como a sua. Muitas vezes as pessoas tem vontade de fazer algo pelo outro mas não sabem por onde começar. Esta aí um bom começo.
    Parabéns pela iniciativa, mais uma prova do diferencial do 40 forever.
    beijos,
    vivi

    • VABR querida, lindo é o trabalho que é feito capitaneado pela Marina Araujo e pela Clarice Linhares. Se puder, entre no site pra conhecer como milhares de familias, totalmente abandonadas, são resgatadas e conduzidas à uma vida digna. Você já tinha ouvido essa de uma familia em que 22 membros nunca tiveram 1 único documento? Como não tinham certidão de nascimento, nunca foram a escola, nunca tiveram um emprego formal, nunca existiram… Tristeza sem fim! A alegria começa quando essas “anjas”chegam! beijos e mil obrigadas!!

  2. Incrivel o poder de R$ 44,00 !
    Vamos todos nos juntar pois a união, realmente, faz a força !
    Parabens e minha admiração por todos aqueles que , sem obrigação, fazem a diferença na vida de tantos
    Cristiana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *