LUIZ ERNESTO, PINTURA MUDA

 

 

Minha cunhada amada, Andréa Magalhães Lins, volta ao 40 Forever hoje para nos contar sobre a exposição e o trabalho de LUIZ ERNESTO.

AC

 

 


“Apresento hoje, o artista plástico e meu professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Luiz Ernesto Moraes.

Ex-aluno desta escola, Luiz Ernesto, foi diretor da mesma de 1988 a 2002. Em 1992 passou um ano na Escócia, cursando uma bolsa de estudos, no Glasgow Print Studio onde desenvolveu uma série de trabalhos em diferentes técnicas de gravura. Desde 1979, tem participado de exposições individuais e coletivas. Seu trabalho desenvolve-se em diversos meios, como desenho, pintura, objetos e fotografia e tem como ponto de partida os objetos banais do cotidiano.

Vale a pena visitar  –   http://www.luizernesto.com.br

 

 

“Quase poemas”, frutos da mistura de imagem e texto, em peças que em sua composição propõem uma discussão dos limites e definições técnicas da pintura, em uma época que oferece ao artista inúmeras possibilidades para a produção de imagens.

Assim Luiz Ernesto apresenta “Pintura Muda”, O belo trabalho meticuloso e detalhado que está desde 8 de novembro e fica até  8 de dezembro, na Galeria Silvia Cintra.

 

 

As dez obras, representam uma evolução natural da linha adotada de forma mais intensa pelo artista na última década: o uso de imagens de objetos do dia a dia, associadas aos “quase poemas”, por definição do próprio autor, que juntos adquirem um novo sentido.. Ele utilizou materiais como: resina epóxi, fibra de vidro e fotografias, que não pertencem à tradição da pintura. Após fotografar objetos, imagem central da peça, o artista começa a laminar uma placa em fibra de vidro, alternando resina, a imagem impressa e pigmentos. A frase entra impressa em uma das camadas, dando toque fundamental. O resultado é uma peça inteiriça, na qual a resina funciona como estrutura e também parte integrante da obra. “Não tenho a pretensão de dizer que são poemas, mas diria que são quase. As palavras vêm ganhando peso em meu trabalho e essas frases são não apenas um complemento das imagens, mas parte fundamental”, diz Luiz Ernesto.

 

 

Luiz Ernesto também lançou um livro na noite de vernissage, à venda na Galeria.

O livro  chama-se LUIZ ERNESTO – ANTOLOGIA, foi editado pela editora Réptil e abrange 30 anos de carreira. O texto principal foi escrito pelo crítico e curador Guilherme Bueno, que estará com Luiz Ernesto na Galeria Silvia Cintra, dia 21/11 às 19:00hs, para uma conversa aberta ao público sobre a exposição.

Estão todos convidados!

Galeria Silvia Cintra

Rua das Acácias, 104 – Gávea – RJ

www.silviacintra.com.br

 

Andréa Velloso de Magalhães Lins para o 40 FOREVER

AC

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 ideias sobre “LUIZ ERNESTO, PINTURA MUDA

  1. Luiz Ernesto, além de grande artista plástico é excelente professor!
    Seus conhecimentos pictóricos e técnicos são vastos e complexos, fazendo dele um artista completo.
    Parabéns mestre por mais essa empreitada! Muito sucesso!!

  2. qualquer comentario sobre luiz ernesto é pequeno…………. ele e grandioso; nos seus trabalhos e como pessoa . ele é unico. tenho orgulho em ser sua aluna .parabens meu mestre

  3. Sensacional oTrabalho,que ilustra a sensibilidade do grande Artista,através do “Simples” agregando uma técnica inovadora onde as suas Obras falam,e transmitem palavras oriundas da Alma e do Coração demonstrando a apurada Susceptibilidade impulsiva de um Grande Mestre!!!!
    Parabéns
    Paulinho Mesquita

  4. Uma amostra imperdível dos trabalhos do Luiz Ernesto. As obras apresentadas são dotadas de grande sutileza. Agradam não apenas aos olhos, resgatam fragmentos de lembranças e emoções.

    Taisa Collaço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *