MALTA, parte 2: A LINDA CAPITAL VALLETTA E SUA CO-CATEDRAL!

 

Catedral de Malta: seu interior é bastate austero!

 

Esta é a continuação do maravilhoso post “MALTA, parte 1: QUANDO GEOGRAFIA & HISTÓRIA SE MISTURAM”, que foi nos contado pela maravilhosa “globetrotter” Monica Sayão e seus roteiros de viagens sensacionais… Sigamos com ela! BN

“MALTA parte 2”, por Mônica Sayão
“Quando a Ordem dos Cavaleiros de São João chegou a Malta, em 1530, Valletta era praticamente desabitada.

A primeira construção a ser erguida foi o Forte Elmo, em forma de estrela, na entrada do porto. Após a vitória dos Cavaleiros que resistiram à frota otomana por 1 ano, no episódio conhecido como o Cerco de Malta, em 1565, eles receberam muitos recursos das potências européias para que Valletta fosse construída como cidade fortificada.

A gente precisa saber que a Ordem dos Cavaleiros de Malta era formada por 8 grupos de origem distinta da Ordem dos Hospitalários: os de Auvergne, os da Provence, os da França, os de Aragão, os de Castela e Portugal, os da Itália, os da Baviera e os da Inglaterra. Aliás, a cruz de Malta , que aparece pela primeira vez em moedas de cobre datadas de 1576, tem 8 pontas que simbolizam as obrigações a serem seguidas pela Ordem, que eram: ter fé, viver na verdade, dar provas de humildade, ser misericordioso, arrepender-se dos pecados cometidos, ser incondicionalmente sincero, e suportar a perseguição.

 

Detalhe da fachada.

 

Uma das construções mais importantes e mais lindas é a co-catedral de São João, concluída em 1576. Ela é dedicada a São João Batista, o padroeiro da Ordem.

 

Mas a surpresa vem ao entrar na nave principal. Uau!!!

 

For fora ela é austera, erguida com a mesma pedra local usada em todas as construções. Mas seu interior é inesperado e impactante, decorado em estilo barroco!

 

A Cruz de Malta sempre presente, mesmo na ornamentação das paredes.

 

Anexo à co-catedral há ainda um museu que vale ser visitado. Entre outras tesouros, há uma expressiva coleção de tapeçarias flamencas” MS.

 

O piso da nave é todo composto por túmulos em mármore dos Cavaleiros mais importantes… Reparem a caveira neste túmulo!

 

A tela A Decapitação de João Batista, do grande pintor Caravaggio, fica numa capela onde não se pode fotografar… Tive que “pegar emprestado” da internet. Ao vivo, é espetacular.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 ideias sobre “MALTA, parte 2: A LINDA CAPITAL VALLETTA E SUA CO-CATEDRAL!

  1. Tenho loucura de conhecer Malta, acho que é uma viagem de sonho. Mas deixe perguntar, o que é Co-Catedral? Algo a ver com a Ordem dos Cavaleiros de São João que teve suas bases na ilha?

    • Oi Helena, o arquipélago de Malta realmente é lindo e repleto de história – vale muito uma visita! Quanto à co-catedral, esta foi uma designação que foi adotada a partir de 1820, quando o bispo de Mdina (outra cidade de Malta) foi autorizado a usar a catedral de São João em Valetta como uma sede eventual. Bj, Mônica

  2. Entendi, trata-se de uma designação eclesiástica especial. Muito grata pela gentileza em responder , querida Mônica. Abraço grande, H.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *