NAOSHIMA: A INHOTIM DO JAPÃO

Convidei meu querido amigo Paulo Uchoa que é diplomata de carreira e que atualmente ocupa a posição de adido cultural em Nova York para nos dar uma dica maravilhosa de arte contemporânea. Eu fiquei maravilhada com esta descoberta! MP

“Queria dividir com os leitores do seu blog uma dica imperdível que minha amiga e colega Patrícia Cortes me deu para quem gosta do Japão e de Arte Contemporânea: o Benesse Art Site Naoshima. Esse centro dedicado a Arte Contemporânea é uma iniciativa de empresário japonês Tetsuhiko Fukutake e estende-se pelas ilhas de Naoshima, Teshima e Inujima, no Mar Interior, que fica entre as ilhas Honshu, Shikoku e Kyushu, no sul do Japão. O complexo é composto de um conjunto de museus e hoteis, muitos deles projetados pelo arquiteto japonês Tadao Ando, e abriga uma impressionante coleção de Arte Contemporânea da mais alta qualidade.

 

 

Acho importante lembrar aos leitores que Naoshima não é apenas um grande museu com espaços ao ar livre ou cobertos para a exposição de artes plásticas e arquitetura. Um dos objetivos de Fukutake, que sempre contou com o apoio incondicional do Prefeito Chikatsugu Miyake, de Naoshima, era de oferecer aos artistas e arquitetos a oportunidade de criar e exibir trabalhos originais que se integrassem à natureza à cultura das ilhas do Mar Interior e que pudessem proporcionar ao visitante a opotunidade de experimentar e estar em contato com o que houvesse de melhor em arte contemporânea.

Quase 30 anos depois de sua criação (as primeiras atividades do centro datam de 1985). Naoshima tornou-se uma importante referência para artistas, arquitetos, colecionadores e admiradores de Arte Contemporânea. Chegar a Naoshima é uma longa viagem de qualquer lugar do mundo. Mas segundo Patricia, que visitou o Centro em companhia de sua filha, que estuda arquitetura, durante o período em que ela e o marido serviram na Embaixada do Brasil em Toquío, conhecer Naoshima foi uma das grandes experiências que ela viveu no Japão.

Fica então a dica!

Paulo Uchoa assumirá a posição de Embaixador do Brasil junto a República do Congo.

Para ver o site clique AQUI e curta este lugar mágico!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

11 ideias sobre “NAOSHIMA: A INHOTIM DO JAPÃO

  1. Adrorei a reportagem do Embaixador,Paulo Uchôa ,que alem do mais ,é o nosso George Clooney,do Rio Branco ,para quem gosta de arte contemporania,depois de Inhotim este lugar deve ser muito interessante !!! SW

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *