NEY URURAY o grande paisagista

 

O encantador Ney Ururahy

Hoje relendo uma frase de Kahlil Gibran me lembrei de Ney: “A simplicidade é o último degrau da sabedoria”. Há muito tempo meu queridíssimo Ney pratica esta teoria, há muito ele entendeu que a simplicidade é tudo nesta vida, que a felicidade está nas pequenas coisas do dia a dia como o ruido dos pássaros, um barulho de água correndo ou um luar refletido no mar. Coisas que não tem preço…

Ele não só é um grande paisagista, como um poeta da arte e da sabedoria de viver, um grande amigo, um mágico para desenhar jardins e das pessoa mais queridas que conheço. Ele tem sempre o desejo de querer entender o espirito de seu cliente, seu jeito de ser, seu gosto, sua infância para depois poder realizar seu sonho. Adoro quando parafraseia Lucio Costa e diz que prefere a luz da lua em seus jardins.

Hoje Ana Maria Gontijo convida no Palácio do Itamaraty em Brasilia, para o lançamento do tão esperado livro: “NEY URURAHY  PAISAGISMO “que está maravilhoso, com todas suas obras primas apresentadas de maneira gloriosa!

Ney é dos últimos aristocratas deste mundo pois sua elegância vem do fundo da alma. Parabéns meu querido amigo e espero ainda te encontrar em muitas luas cheias por esta vida afora. Parabéns e obrigada Ana Maria por realizar um sonho para todos nós e a karla Osório por ter sido a curadora.

MP

Ney criando com suas linhas onduladas.

Jardins da Embaixada da Italia.

Planta dos jardins da Embaixada da Italia.

Lindos jardins em Brasilia.

Na sua casa…

 

 

Ney com sua querida Fátima, sua eterna e amada assistente. Fatima descreve bem a arte de Ney dizendo: “Seu modo íntimo de lidar com as espécies vegetais, em suas composições de projetos, transcendem a natureza humana, como se houvesse uma cumplicidade entre ele e a natureza”.

 

 

 

Estes são alguns dos lindos jardins que Ney fez, sempre com toda dedicação e amor ao seu trabalho.

Fotos de Rui Faquini

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 ideias sobre “NEY URURAY o grande paisagista

  1. Os jardins do Ney sâo mais bonitos que os jardins da Babilonia ! Como diz a MP ,êle alem de criativo,grande paisagista,é um poeta ,pela forma que êle distribui as suas plantas ! Parabens as editoras desde belo livro !!!

  2. Acabei de chegar da bela recepção, prestigiadíssima com a presença de muitos pioneiros. Todos estavam elegantérrimos. O local – Itamaraty- não poderia ter sido melhor. Agora vou me deleitar vendo o livro. Parabéns aos patrocidadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *