O BLOG NAS OLIMPÍADAS!

Maquete do lindo Parque Olímpico carioca, que será erguido na Barra da Tijuca! ( foto AECOM do BR)

Hoje é domingo de Páscoa que quer dizer passagem, mudança, transformação.

Para combinar com este espírito de renovação, o BLOG tem a honra de receber a visita da “Prefeita Olímpica”, a querida amiga Maria Silvia Bastos Marques, pra nos contar o que vai mudar na nossa amada cidade para sediar, com brilho, a maior festa esportiva da face da terra e, se este episódio, mudará também a cara do Rio… E pra muito melhor! BN

MARIA SILVIA BASTOS MARQUES:

“Um Rio renovado – a melhor cidade para morar, trabalhar e visitar!*

“Os Jogos Olímpicos de 2016 estão impulsionando a maior transformação da História recente do Rio de Janeiro. Para coordenar as atividades da Prefeitura para os Jogos, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, criou a Empresa Olímpica Municipal (EOM). Temos trabalhado com muito entusiasmo, em conjunto com o time da Prefeitura, para entregar tudo que é necessário para fazer Jogos inesquecíveis e, ao mesmo tempo, deixar um legado transformador para a cidade.

A Prefeitura está promovendo uma verdadeira reforma em nossa cidade, preparando-a para oferecer infraestrutura e serviços com padrão de qualidade internacional a cariocas e visitantes e, assim, realizar com excelência, os grandes eventos que culminarão com os Jogos de 2016. Até lá teremos a Copa das Confederações e o Encontro Mundial da Juventude Católica, em 2013, a Copa do Mundo, em 2014, o aniversário de 450 anos da cidade e o início dos eventos-teste das Olimpíadas, em 2015, e, finalmente os Jogos de 2016.

Tem sido muito motivador poder contribuir para este momento especial em nossa cidade. O Rio é um dos principais motores da economia do país, caixa de ressonância do Brasil para o mundo e inesgotável fonte de inspiração. Os Jogos de 2016 trazem um sentido de urgência e alavancam reformas estruturais, físicas e comportamentais em diversas áreas.

Entre os projetos de maior impacto na cidade estão os da área de transporte. Os novos corredores expressos Bus Rapid Transit (BRTs), que estão sendo implantados pela Prefeitura, vão modificar a mobilidade no Rio, quadruplicando o uso de transporte de alta capacidade. Interligados ao metrô, trens e ciclovia, os BRTs vão formar um novo anel viário em torno da cidade.

Com a inauguração, prevista para maio, do primeiro BRT – o Transoeste – que ligará Barra da Tijuca a Santa Cruz e Campo Grande, teremos uma boa amostra do que encontramos em cidades como Londres, Nova York ou Paris: um sistema eficiente, que incentiva o uso de veículos coletivos, desafoga o trânsito e reduz a poluição ao retirar carros e parte dos ônibus convencionais de circulação. Do trabalhador que precisa chegar ao serviço pontualmente, a quem vai usufruir o fim de semana na Costa Verde, todos serão beneficiados.

Um dos projetos mais transformadores em execução é a revitalização da Zona Portuária, que está dando cara nova a uma das regiões mais importantes e históricas da cidade.

Como aconteceu em Buenos Aires, Nova York e Barcelona, para citar só algumas cidades do mundo, o projeto Porto Maravilha, aguardado há décadas pelos cariocas, evidencia todo o potencial desta área, berço da cidade do Rio de Janeiro.

O centro da cidade possui importante patrimônio colonial e de lazer, herdou belos sobrados, casarões e grandes galpões do início da industrialização, mas estava em lastimável estado de conservação.

O investimento no Porto Maravilha, de R$ 8 bilhões, está sendo feito com recursos privados, por meio de parceria público-privada (PPP). Além de novas moradias, espaços de lazer e edificações comerciais, estão sendo construídos no local o Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR) e o Museu do Amanhã, dois importantes espaços culturais. Durante os Jogos Olímpicos, funcionarão na região do Porto uma Vila de Mídia, centros de Credenciamento e de Tecnologia e outras instalações operacionais.

Economizar dinheiro público, aliás, tem sido uma constante nos empreendimentos olímpicos da Prefeitura, que vem desenvolvendo diversas formas de parcerias com o setor privado. A reforma do Sambódromo, sucesso no Carnaval deste ano após a recuperação do traçado original do arquiteto Oscar Niemeyer e a adaptação do local às provas de tiro com arco e maratona para os Jogos de 2016, também foi realizada com recursos privados.

O setor privado ajudará ainda a impulsionar parte do Parque Olímpico, local símbolo dos Jogos, onde serão disputadas diversas modalidades esportivas. O consórcio vencedor da concorrência da PPP viabilizará as obras de infraestrutura e a construção de instalações esportivas. Após os Jogos, o Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, abrigará o Centro de Treinamento para atletas de alto rendimento e será um novo bairro, do tamanho do Leme, construído dentro dos princípios mais modernos de acessibilidade e sustentabilidade.

Os Jogos de 2016 vão ganhar mais encanto, ainda, com o campo de golfe que será construído – também com recursos privados – ao lado da Reserva de Marapendi, na Barra da Tijuca. A instalação marcará o retorno do golfe às Olimpíadas, depois de 112 anos fora da competição”.

O escritório americano Hanse Golf Course, vencedor do concurso de design do campo de golfe, soube dar destaque à formação das dunas e ao contorno natural do terreno. A ideia é aproveitar o melhor daquela paisagem deslumbrante, preservando ao máximo a identidade do ambiente, com sua vegetação praiana combinada aos tradicionais gramados.

Muito mais há a contar, como por exemplo a respeito do ensino de inglês em todas as séries do ensino fundamental – qualificando nossos jovens que poderão ter uma melhor inserção no mercado de trabalho; dos projetos habitacionais da Prefeitura – que permitirão a urbanização de todas as favelas até 2020; da construção de novos hotéis em toda a cidade – viabilizados por uma nova legislação urbanística e fiscal etc.

Mas se pudermos sintetizar a nossa visão do Rio em 2016, diremos que, com a união dos governos municipal, estadual e federal, e do comitê organizador dos Jogos, e com a empolgação e o trabalho de cariocas e de brasileiros, vamos mostrar ao mundo uma cidade renovada, com infraestrutura e serviços, que realizará com sucesso e alegria o mais complexo e importante evento esportivo e de congraçamento mundial, aproveitando esta oportunidade única para construir um legado importante e duradouro para todos que amam o Rio de Janeiro”. Maria Silvia Bastos Marques.
Presidente da Empresa Olímpica Municipal.

CURTAM ALGUMAS FOTOS DO PROJETO EM ANDAMENTO!

Obras do Porto Maravilha! ( foto do cidadeolimpica.com)

Visita do COI ( Comitê Olimpico Internacional) à uma estação do BRT! (foto JP Engelbrecht)

Visita do COI e lançamento do Projeto do Golfo Olímpico! (foto JP Engelbrecht)

Mapa de como será a rede de transporte do Rio 2016!

Os quatro "clusters" onde acontecerão os jogos!

O projeto do sambódromo, de Oscar Niemeyer, foi completado no carnaval de 2012 e que será usado nos jogos olímpicos para, por exemplo, a final da maratona! (foto de Alexandre Macieira)

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *