O COMANDANTE EM CHEFE DA GARRAFEIRA, NAPOLEÃO VELLOSO, NOS FALA SOBRE VINHO E CIA…

 

A maravilhosa “Equipe Garrafeira” : Marcio Barcelos, nosso Guia Napoleão Velloso, Gilberto da Silva e Paulo Giovanni, craques no atendimento e conhecimento. Noves fora o papo sensacional, programaço…

 

Amei o post de MP contando sobre uma super novidade: o personal chef. Lembrei, enquanto o lia, que tenho, há tempos, um profissional parecido, me assessorando…

Falo de Napoleão Velloso, um dos idealizadores da saudosa “Super Delli”, que entende de comida como gente grande, tornou-se também um “expert” em vinhos e, o melhor: ele e sua linda e adorável mulher, Carla Barros Velloso, são amigos queridíssimos de nós, aqui do BLOG.

 

O super competente e gente boa, Napoleão Velloso, que nos dará, a seguir, uma aula imperdível sobre vinhos, sua paixão…

 

Brinco que ele é meu ” Personal Wine Consultor” e, com seu riso contagiante, me contesta: sou seu “Personal Cachaceiro Tabajara”…

Nomenclatura a parte, toda vez que recebo, tenho por hábito montar o cardápio e, em seguida, ligar para o Napoleão me ajudar a combina-lo com a bebida que tomaremos. Além de acertar sempre, na mosca, com seu paladar elegante e apurado, é o rei do “custo / benefício: beber bem e de acordo com meu bolso era um sonho de consumo que consegui realizar, finalmente, quando conheci “A Garrafeira”, sua loja charmosíssima, bem no coração da Dias Ferreira.

E por falar nela, passei por lá na semana passada e tive a sorte de pegá-lo numa hora tranquila e pedi: Napoleão, conta pro BLOG o que você toma em casa…
Sempre solícito, ele fez para nós uma pequena e preciosa seleção, em sua maravilhosa adega, justificando cada garrafa escolhida. Tento reproduzir a seguir…

 

APERITIVO:

Taylor’s: Este Porto branco, Napoleão gosta tanto que o toma puro ou transformado em aperitivo… Veja a receita abaixo!

1- “Taylor’s”, Deep Dry Port, Porto branco;
Que ele ensina a tomar puro, bem gelado;
Ou num copo longo, repleto de gelo, da seguinte maneira: uma dose de Porto, mais o dobro da dose, de água tônica, e um mini bouquet de hortelã, pra arrematar: mara!

 

2- “Villa Wolf”, Pinot Gris, 2010, vinho branco da Mozela, região vinícula alemã;
Ele conta ser um “achado”, pois o enólogo que o fez é craque e seu custo / benefício 1000, com sabor elegante, ligeiramente frutado e com toques de mineral. Ótimo como aperitivo, para abrir o apetite…

 

Croft Pink: este é o primeiro vinho rosé feito no Porto…

3- “Croft Pink”  é um Porto rosé e o hit do último verão português;
Ele aconselha a tomá-lo num copo longo, com gelo.

 

VINHO BRANCO:

 

Greco di Tufo: Um vinho branco incomum e muito especial…

4- “Greco di Tufo”, 2010;
Ele define este divino vinho da Campânia, região no sudoeste da Itália, como de “tipicidade única”, mais pra seco e riquíssimo em aroma e sabor;
Perfeito para acompanhar frutos do mar.

 

5- “Kris”, Pinot Grigio
Segundo Napoleão, este elegante vinho da região do Trentino-Alto Ádige, Itália, fronteira com a Áustria, foge, com sua uva rosada Pinot Grigio, do sabor dos vinhos de uvas  Chardonnay e Sauvignon Blanc, que dominam o mercado.
Faz uma bela dupla com um divino peixe assado.

 

VINHO ROSÉ: 

 

Château Roubine: sua indicação de rosé!

6- “Château Roubine”, Cru Classé;
Já que o vinho rosé entrou na lista “eno fashion”,  pedi pro nosso Guia indicações e ele só fez esta, que contou ser um vinho refrescante e a cara do clima brasileiro;
– Vai muito bem com frutos do mar ou um franguinho assado e bem crocante.

 

VINHO TINTO:

Chante de Merle, uma das descobertas de Napoleão e que hoje tem 99 pontos na tabela RP!

7- “Chante de Merle”, 2010, Bosquet des Papes, Chateauneuf-de-Pape;
Este ele considera uma de suas descobertas, pois está disponível na “Garrafeira” bem antes de receber seus atuais 99 pontos, na bombada lista de Robert Parker.

 

8- “Château Pesquié”, do Ventoux, no vale do Rhône;
Com um sabor de frutas vermelhas e uma cor linda, este vinho é pra tomar novo. Robusto, cai como uma luva acompanhando um suculento cordeiro, por exemplo.

 

Roquette & Cozes: gostei desta join venture franco-portuguesa. É outro vinho que quero conhecer!

9- “Roquette e Cozes”, 2010, Douro, Portugal;
Fruto de uma “join venture” enóloga, este vinho uniu duas tradicionais famílias do ramo: a Roquette, da “Quinta do Crasto”, Portugal, e a Cozes, do “Château Lynch Bages”, no Pauillac, França.
Vinho feito à moda de Bordeaux, elegantérrimo com seu tanino equilibrado, é o melhor acompanhante para um rosbife ou uma caça!

 

Château La Reynes: Esta é uma grande dica… o vinho clássico dos franceses para um divino cassoulet e que podemos adapta-lo para a nossa feijoada.

10- “Château la Reynes”, 2009, de Cahors.
Pedi pra nosso Mestre indicar um bom vinho para os dias de feijoada. Seu conselho é tomarmos este clássico acima, o mesmo que os franceses escolhem quando, aos sábados, se deliciam com seu cassoulet. Por ser muito estruturado enfrenta, com galhardia, a potência destes pratos.

 

Olivier Leflaive é outra grande dica: super companhia para um cozido…

11- “Olivier Leflaive”, Pinot Noir, Bourgogne, França;
Genérico entre seus pares, por não ter área de cultivo dedefinida, na região, este elegante vinho nasceu pra acompanhar um cozido, como me respondeu nosso Guia, eu pensando em nossos almocinhos.

 

12- “Lilliano”, 2009, Chianti clássico italiano;
Outra pergunta: um vinho bom para acompanhar una pasta da mamma…
Além de cumprir sua missão muito bem, tirou nota máxima no “Gambero Rosso”, melhor guia de vinhos da Itália.

 

Reignac: este é o único Bordeaux da lista, mas sustenta lindamente sua solidão!

13- “Reignac”, 2006, Bordeaux;
Além do mais, este vinho tem uma história curiosa, como contou Napoleão. Seu produtor organizou uma “Prova às Cegas” (com “provadores” de primeira e registro em cartório), reunindo os tops da região e bateu ícones como Château Latour e Cheval Blanc…

 

Echezeaux: por este vinho os sinos do Napoleão dobram…

14- “Echezeaux”, Grand Cru, Bourgogne;
Para Napoleão, este vinho é quase divino… Perfeito na companhia de sua carne predileta, um “Côte de Boeuf” com panachê de legumes. Perguntei, o por quê da companhia frugal:  nada pode roubar a cena do vinho.

 

VINHO DE SOBREMESA:

 

Tokaj: o vinho de sobremesa húngaro que é um must!

15- “TOKAJ”, da Hungria;
Sendo “3 Puttonyos” ele segue a máxima: “Maior número de uvas para fazer a menor quantidade de vinho”. Luiz XV considerava este o “vinho dos reis ou o rei dos vinhos”…
Nosso Mestre aconselha-o também com um delicioso queijo azul, tipo gruyère, ou com sobremesa…

 

CHAMPAGNE:

 

Esta Champagne Deutz, Blanc de blancs, é a que ele mais curte, vou experimentar!

16- “Deutz”, Champagne, Blanc de blancs;
Champagne preferida por ser feita só de uvas brancas, que lhe dá elegância e delicadeza, segundo Napoleão.

 

17- “Laurent Perrier”, Champagne, rosé.
Melhor rosé dos Champagnes,  segundo Napoleão, é também um super custo / benefício: mais barato que os rosé reserva, é uma belo “curvée”!

 

DIGESTIVO:

 

Bas-Armagnac Napoléon: xará de nosso Mestre e sua sugestão para a digestão…

18- “Bas-Armagnac”, Delord, Napoléon;
“Termino com minha graça”, sentenciou o Mestre, brincando com a especificação “Napoléon” deste digestivo, que é o preferido pelos que sabem das coisas.
Geo detalhe: “Bas”por ser da parte de baixa altitude da região, mas a qualidade é a mesma.

 

Depois desta maravilhosa palestra virtual, vou já pra Garrafeira dar uma refrescada na minha adega: lá tem todos estes vinhos divinos que mencionamos acima e muito mais. BN

 

CONTATO GARRAFEIRA:
TEL: +55 21 2512 3336
Rua Dias Ferreira, 259 A

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

22 ideias sobre “O COMANDANTE EM CHEFE DA GARRAFEIRA, NAPOLEÃO VELLOSO, NOS FALA SOBRE VINHO E CIA…

  1. Obrigada pelo post ! esta maravilhoso q aula ! Moro numa cidade q tem free shop e vou procurar alguns ja q sou leiga no assunto ! Valeu ! Muito bom .

  2. Bom saber que comercializam o Tokaj , fato raro ! Excelentes dicas , só falta a temperatura cair um pouco … Bjs Duque de Wellington ( brincadeira com o Napoléon )

  3. Bebelzinha depois dessa super aula vou imprimir o texto e fazer bonito na hora de escolher bons vinhos! Bjss e obrigada pelo post maravilhoso. Helena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *