O EMBAIXADOR PAULO UCHOA NO PARQUE DE VIRUNGA NO CONGO Vale a pena ver de novo

 

photo-3

General Santos Cruz, o Comandante Militar da ONU na RDC eo Embaixador Paulo Uchoa, Embaixador do Brasil na RDC.

 

Meu queridíssimo amigo Paulo Uchoa, nosso Embaixador na República Democrática do Congo, acabou de me enviar notícias e fotos de sua mais recente aventura: uma visita Parque Nacional Virunga, na província do Kivu do Norte, santuário dos incríveis gorilas-das-montanhas, uma das quatro espécies de grandes primatas. Muito próximos de nós, geneticamente, esses animais fascinantes estão seriamente ameaçados de extinção. Com uma população de milhares em tempos passados, hoje são pouco mais de 800 vivendo em uma área de fronteira tríplice entre Uganda, Ruanda e a RDC.

MP

 

photo-12

Vista Aérea da cidade de Goma.

 

E o nosso Embaixador conta…

“Chegar até eles é uma aventura digna de Indiana Jones. De Kinshasa, capital do Congo, é preciso se deslocar até cidade de Goma, capital da província do Kivu do Norte. A viagem é feita em avião e leva 3 horas. De lá, são mais duas horas de carro até a entrada da reserva. A partir da aí, os visitantes seguem a pé em meio a uma densa floresta tropical em busca das famílias de gorilas que habitam o parque. Acompanhados por guias bem treinados e por guardas do Instituto Congolês de Preservação da Natureza, o grupo segue trilhas deixadas pelos gorilas em suas perambulâncias. Não raro, os visitantes se deparam com manadas de elefantes ou de búfalos, em trânsito de uma parte do vale para a outra. Quanta emoção!!!

photo-8

Funcionários e guardas florestais no Parque Nacional de Virunga no Congo.

photo-7

Paulo Uchoa ne trilha deixada pelos gorilas!

 

A caminhada leva em média duas horas até que se aviste um dos grupos de gorilas. Orientados pelos guias, os visitantes se posicionam de 4 a 7 metros dos primatas, para, em silêncio, observá-los por até 1 hora. O contato direto com os animais é proibido, e os gorilas mostram-se indiferentes à presença humana. Com um comportamento social muito parecido ao nosso, o grupo é, na verdade uma família, chefiada por um patriarca chamado de “silver back”, por causa da cor acinzentada que parte do pelo de suas costas adquire com o passar dos anos. Vejam só: os gorilas também ficam grisalhos! Criaturas normalmente dóceis, a não ser que se sintam ameaçadas, esses primatas gigantes são herbívoros e passam a maior parte do tempo se alimentando de folhas e brotos de bambu. Antes de dormir, preparam um “ninho” com folhas e arbustos onde passam a noite em família.  A experiência é inesquecível.

photo-5

Gorila das montanhas, este é o grande patriarca SilverBack.

 

A reserva onde se encontram os gorilas-das-montanhas é apenas uma pequena parte do Parque Nacional Virunga, o mais antigo do continente, com uma área de 8 mil quilômetros quadrados e uma das mais ricas biodiversidades de áreas protegidas. A beleza é tanta, que a UNESCO decidiu incluí-lo na lista de Patrimônio da Humanidade. O parque oferece também uma excelente opção de hospedagem, a pousada Mikeno Lodge, na região do Rumangabo, não longe da reserva dos gorilas. São 16 chalés decorados com muito charme, com vistas estonteantes e um excelente restaurante.

 

photo-10

Mikeno Lodge

photo-11

Mikeno Lodge

photo-9

Mikeno Lodge

 

O Kivu do Norte é uma província muito bonita e há vários outros programas para os turistas aventureiros. O Lago Kivu, um pouco ao sul do Parque Virunga, é belíssimo. Com cidades e vilarejos instalados em suas margens em um cenário que combina vegetação exuberante e montanha, a província é apelidada de a “Suíça da África”, em razão da semelhança com regiões suíças e seus vilarejos localizadas à beira de lagos com montanhas ao fundo. A paisagem é composta por uma coleção de vulcões, alguns ativos, outros dormentes, e os visitantes mais corajosos podem integrar-se a grupos para escalar o Nyiragongo, o Nyamuragira, o Virunga. Muita adrenalina!!

 

photo-4

Os dois vulcões em erupção!

photo-2

Lago de Kivu

 

O turismo na região foi interrompido por décadas de conflitos armados. No último ano, houve registro de avanços modestos, mas encorajadores na pacificação e estabilização da região, em parte graças à coragem e ao empenho do General brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz, Comandante Militar das tropas das Nações Unidas no país. Os dirigentes do Parque apostam que a situação continuará a melhorar, o que permitirá o desenvolvimento de uma atividade turística sustentável em uma região de grande beleza natural.”

Achei esta aventura incrível e só chamo nosso Embaixador competentíssimo de Indiana Bond!

 http://www.visitvirunga.org/

Todas as fotos foram tiradas  exclusivamente pelo Embaixador Paulo Uchoa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 ideias sobre “O EMBAIXADOR PAULO UCHOA NO PARQUE DE VIRUNGA NO CONGO Vale a pena ver de novo

  1. Ja de volta em terras do tio Sam…Mal foi minha surpresa ao perceber na minha “history”, do meu laptop que, meu marido as acompanhava diariamente…LOLOLOL
    O melhor a fazer, Maria Pia, eh NAO invadirmos o habitat natural deles. Em quase tudo que o “humano”(sic) toca, destroi.Conheci Africa bastante bem, mas nunca o Congo Belga.Beijos para as lindesimas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *