Pré-Night

Mãe desesperada procura: Outras mães em desespero!!
Filhos aborrecentes e suas baladas, noitadas, festas, e regras, impostas por eles mesmos! Socorro!!!!

Fui à festa de 15 anos de filha de amigos e voltei pra casa quase com depressão… A garotada já chega passando mal, muitos meninos bêbados, vários barrados na porta devido ao tumulto na hora de entrar ( quase 1 da manhã!), e a festa?

Tudo pronto, incluindo as “bebidas”( nos USA, dava cadeia!), e ninguém chega! Mico absoluto chegar na hora ou um pouco ou muito atrasado! O “in” é chegar no dia seguinte, depois de meia-noite, o inverso de Cinderella…

Pondero, discuto, mas o argumento é sempre o mesmo: “todo mundo só chega a esta hora mãe!”… A Chata!
E essa tal de “pré-night”? Uma criançada bebendo, sem ter noção dos efeitos do álcool, pra se “preparar” pra festa? E na festa tem mais…
E nós em casa, esperando, telefonando, preocupadas, sem dormir, até nossos filhos chegarem; é isso mesmo?
Sou a favor que eles se divirtam, muito,  desde que nós possamos ter sossego!
Horários mais saudáveis e hábitos idem!
Pais mais fortes pra enfrentarem esses aborrecentes ( estamos ficando horrendas, porque eles cansam nossas belezas!).

AC

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

19 ideias sobre “Pré-Night

  1. MEU DEUS!COMO SERÁ QUE VAMOS ENFRENTAR ESSA TURMA???PRECISAMOS NOS UNIR CONTRA ESSES ABORRECENTES BÁRBAROS.CANSAR A BELEZA DAS MÃES ESPERANDO DE BRAÇOS CRUZADOS ESSA TURMA DITAR AS REGRAS???VAMOS FAZER UM MOVIMENTO TIPO:DIGA NÃO AOS "ESQUENTAS" COMO ELES APELIDARAM AS PRé-FESTAS EM QUE ESSES JOVENS SE EMBRIAGAM ANTES DE PARTIREM PARA OUTRAS FESTAS.E OS TAIS AFTER'S SÓ DE PENSAR NESSA PALAVRA TENHO VERDADEIRA HORROR.

  2. Cecilia, Sei bem o que é isso, pois a minha filha age exatamente assim… quanto as noites mal dormidas e todo o estresse, só posso dizer que temos que confiar nos valores morais , eticos e tudo que conseguimos passar para eles, rezar e pedir a Deus que pensem antes de agir e ponderem nas consequencias,torcendo que escolham sempre o melhor . beijocas

  3. minha querida,isso não muda .é incrível.! quando a minha filha tinha essa idade, fiquei tão preocupada que a festa de 15 anos dela foi uma viagem maravilhosa pela california. eu não quiz promover esse tipo de diversão.mas confesso que até hoje continuo sem dormir quando ela sai. agora aos 21 anos, os amigos não bebem tanto, ou já aprenderam a beber, mas aí tem a violencia, as brigas em boites,etc… mas graças a A LEI SECA, os acidentes diminuiram. vr

  4. Cecilia querida, fiquei muito feliz em descobrir seu blog e mais feliz ainda ao ver a qualidade do que está sendo postado. Amei a dica do Violista no Telhado e esse comentário sobre as pré-Night e festa de 15 anos, achei maravilhoso. Realmente já sugeri a algumas amigas que fizéssemos uma campanha via e-mail sobre esse assunto que tanto incomoda aos pais responsáveis, mas as pessoas tem preguiça, vergonha de confessar que o filho passou por essa experiência, medo de a amiga que deu a festa não gostar do comentário, medo do filho achar que ela é uma chata, careta e etc… Gostei muito do seu posicionamento "nos USA, dá cadeia mesmo"… Não entendo porque o juizado de menores não se manifesta, mesmo vendo que nessas festas a ambulância fica na porta. Parabéns pelo Blog, já compartilhei no FB. BJs

  5. Querida Cecilia ,minha filha ainda não chegou lá mas fico apavorada com tudo o que escuto e vejo pois tenho varias amigas que tem filhos nesta idade!O pior é que os pais permitem pois se não permitissem não seria assim e concordo com a Martha que disse que os pais sentem vergonha em expor seus filhos , mas esquecem que ser assim tão permissivo é horrível. Hoje em dia vejo filhos que mandam nos pais e não mais pais que mandam nos filhos.Adorei!!!!!!!!Ah a dica do Violinista é sensacional!!!!

  6. Gostei de saber que tb vocês se incomodam com essas noitadas, como eu. Parece que vou às baladas junto com meu filho pois falo com ele até a hora dele chegar em casa e eu abrir a porta para conferir … OU seja, um noite na balada. Proibir, ñ dá especialmente se eles ñ nos dão motivos – o que eu faço é impor umas regras q ele já sabe, se desobedecer, ñ sairá de novo. Canso de falar que é muito cedo para nights e pre-nights, q daqui a pouco vão encontrar com os avós nos programas, pois ir a boite é coisa para gente mais velha, ñ eles . Mas façamos o que podemos: controlar e permitir só de acordo com o comportamento. O resto, é dar exemplo e rezar muito. Adorei o blog. Próximo passo: ir ao Violinista (e depois ao Tim Maia, que. me disseram, está um espetáculo). Beijo,

  7. Cecilia, sei exatamente como é pois minha filha também com 15 anos está passando por essa fase agora. Porém acho que é uma fase que todas nós já passamos e é mais do que normal que elas passem tambem. Temos que confiar em nossas filhas e filhos para que tomem as decisões certas com toda sabedoria que passamos para eles. Eles tem que ter a liberdade para aprenderem sozinhos (afinal esse é a unica maneira que eles realmente aprendem; depois que erram) e saberem sozinhos tomar as decisões certas, afinal de conta não estaremos sempre ao lado deles para dizer o que é certo ou errado… Quanto as pré-night, faz parte né? Não tem como chegar cedo na festa mesmo, o bacana é chegar com a galera já mais tarde! Os aniversariantes sabem disso, pois eles também participam dessas "prés"antes de outras festas! Revolucionar essa tradição eu já acho meio impossivel, assim como é monitorar tudo o que eles estão fazendo… O que resta mesmo é educar os nossos filhos e confiar neles porque só assim realmente teremos sussego! Um beijão e boa sorte com o blog!

  8. Ana Cecilia querida,muito divertido seu texto!Precisamos de muito humor p/encarar esses aborrecentes.Ainda nao cheguei na "pre night",por enqunto tento driblar as festas em boite para criancas de 11-12 anos!!Um desproposito total…Bjs e boa sorte,Anna

  9. Lá vai uma dica de uma mãe que já passou por isso, e olha que a geração dos meus filhos, hoje com 21 anos, foram uma das primeiras a enfrentar essa emancipação "não autorizada". NUNCA deixem seus filhos saberem que horas irão buscá-los, surpreenda, chegue em horários diferentes em cada festa e deixe claro que quem estipula o horário são os pais. Faça pré na sua casa e fique de olho no que está sendo servido. Não deixe que ele volte de carona e peça sempre para ver o convite da festa, se não houver um no nome dele(a) sem chance de ir…na época dos meus, o "in" era entrar de penetra com o nome do outro(a), com isso, tinha muita criança de 13 frequentando as festas de 15 anos e já começando a beber, um absurdo!!! Cuidado com motoristas que "protejem" nossos filhos de levarem broncas por terem bebido. Se não puderem buscar, façam com que entrem no seu quarto quando chegarem em casa. Com marcação serrada e sendo muitas vezes chamada de chata,meus filhos dificilmente passam do limite, graças a MÃE CHATA!!! Bjs, boa sorte e sem medo de ser diferente!!!! Chris Jacob

  10. Uhuuuuuuuuuuuuuu !!! Que MARAVILHA vc ter falado nesse assunto !!! O que vou escrever aqui já te contei um dia …Um dos meus caçulas outro dia me pediu para fazer uma "PRÉ NIGHT " aqui em casa, mesmo estando ainda … em obras achei simpático que eles recebessem os amigos, e ao mesmo tempo estava curiosíssima prá ver como é que era essa " PRÉ " … Encomendei pizzas, sanduiches diferentérrimos, uma variedade de refrigerantes enoooooooorme, só faltou mesmo o antigo GRAPETTE ! Com tudo organizado dei um bjo nos primeiros a chegar e vim para o meu quarto assistir um seriado … O tempo foi passando e de repente olhei para o relógio e como vc bem disse, já era " o outro dia ", abri a porta e já no corredor escutei as gargalhadas altíssimas … resolvi dar uma passada na sala prá perguntar se eles tinham desistido de ir para a festa … A-MI-GA … quando eu entro na sala me deparo com um dos amigos com uma garrafa de Vodka na mão, ando mais um pouquinho e vejo outra, mais um pouquinho dou de cara com o meu filho " TENTANDO " fazer um quatro com a perna e caindo no sofá … Parecia um pesadelo … Eu juro por Deus que só não tive mais um enfarte pq na hora eu devo ter esquecido da dor … Primeiro dei um grito prá que eles pudessem me VER, em seguida me controlei prá não me alterar mais do que já estava, e depois com a sala silenciosa falei pouco, baixo e sério : A " PRÉ " ACABOU ! Se vcs precisam beber prá chegar em uma festa, não MERECEM ir a NENHUMA FESTA ! Vcs só podem frequentar as do Jardim Zoológico, enjaulados !!! Eu pensei que uma " PRÉ NIGHT " fosse para vcs se encontrarem, bater papo e irem juntos para a festa se divertir … Quanta ingenuidade a minha … Na minha época nós íamos as festas para nos divertir, se alguém ficasse de porre era uma consequência por ter bebido muito e mal. Estou triste, decepcionada e chateada principalmente pq o que eu estou vendo aqui esta acontecendo com um dos meus filhos, em segundo lugar com amigos dele que eu achava inteligentes, elegantes e educados e em terceiro lugar por estar acontecendo aqui dentro da minha casa !!! Gostaria de saber quem trouxe as garrafas de Vodka e quantas foram consumidas, pq o COMBINADO em nenhum momento foi esse … E gostaria de comunicar tb que ninguém vai mais a festa nenhuma pq vou me sentar nesse exato momento e ligar para toooooooooodas as mães darem um pulinho aqui em casa … Assim foi a minha madrugada … Entregando em mãos alguns filhos para as mães mais antenadas, colocando uns quatro com a ajuda dos meus funcionários, em baixo do chuveiro frio, enquanto ao mesmo tempo tentava ACHAR os outros pais que estavam DESCONECTADOS, NÃO ATENDIAM OS TELEFONES !!! Às quatro e meia da manhã desisti de três que acabaram dormindo aqui em casa pq seus pais não foram encontrados … INACREDITÁVEL !!! Eu sou uma mãe presente, interessada, simpática e antenada apesar disso tudo esse " Halloween " aconteceu na minha casa, do meu lado … PRÉ NIGHT NEM PENSAR !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *