Eis o charmoso "A Casa museu do objeto brasileiro", em SP!

Eis o charmoso “A Casa museu do objeto brasileiro”, em São Paulo!

 

Estive em Sampa, semana passada, durante a SPFW com as incansáveis TM e aproveitei com muito estilo, modéstia à parte, a única “folguinha” que consegui, na interminável agenda que a dupla me impôs!

 

Preciosa mas concisa, "Renda-se" é uma exposição imperdível para todos os que curtem o "mundo fashion"!

Preciosa mas concisa, “Renda-se” é uma exposição imperdível para todos os que curtem o “mundo fashion”!

 

Cumprindo à risca a recomendação veemente de minha querida amiga, Soninha Quintella de Carvalho, das maiores excecutivas brasileiras do “fashion business”, fui à expôs “Renda-se”, e saí maravilhada!

 

Os looks foram fotografados tendo como modelo a maravilhosa Fernanda Tavares!

Os looks foram fotografados tendo como modelo a maravilhosa Fernanda Tavares!

 

Instalada no gracioso “A Casa”, museu do objeto brasileiro, que é dirigido pela craque Renata Mellão, a mostra apresenta alguns deslumbrantes “looks”, inéditos, feitos à partir de croquis de renomados estilistas brasileiros, executados por comunidades de artesãs rendeiras e com a competente coordenação do curador, Dudu Bertholini, o grande construtor de imagens da moda de nosso país: parceria preciosa!

 

Este é o vídeo que conta toda a história da montagem da exposição, estrelado pelo curador Dudu Bertholini, na foto à esquerda.

Este é o vídeo que conta toda a história da montagem da exposição, estrelado pelo curador Dudu Bertholini, na foto à esquerda.

 

Assim, pude apreciar encontros fantásticos como o da grande arte de Adriana Barra com o “Clube de Mães de Camalaú” (renda Renascença), o de Walter Rodrigues com as “Rendeiras de Morros da Mariana” (renda de Bilro), o de Lino Villaventura com Perpétua Martins (renda Filé), o de Martha Medeiros com as rendeiras do Sertão de Alagoas (renda Renascença e Bilro)…

 

Esta túnica é renda Renascença assinada pela rainha da cor, Adriana Barra!

Esta túnica é renda Renascença assinada pela rainha da cor, Adriana Barra, em renda Renascença do “Grupo de Mães de Camalaú”!

 

Ainda vi um documentário divino sobre a montagem e desenvolvimento do projeto “Renda-se”, iniciado em 2012, verdadeira aula de como promover a identidade brasileira na moda, sem perder de vista a auto-sustentabilidade das artesãs.

 

A delicadeza da renda Filé, feita pela artesã Perpétua Martins, sob a batuta do divino Lino Villaventura!

A delicadeza da renda Filé, feita pela artesã Perpétua Martins, sob a batuta do divino Lino Villaventura!

 

Com a palavra, o curador Dudu Bertholini: “Trabalhamos na confecção destes looks, todos elaborados e exclusivos. Documentamos todo projeto em vídeo, que estará exposto e fotografamos os looks na modelo Fernanda Tavares, em imagens assinadas pelo fotógrafo Guilherme Licurgo”.

 

A rainha das rendas, Martha Medeiros usou a beleza da renda Renascença, das rendeiras de Alagoas para fazer seu vestido... Que pode ser de noiva!

A rainha das rendas, Martha Medeiros usou a beleza da renda Renascença, das rendeiras de Alagoas para fazer seu vestido… Que pode ser para uma noiva tropical!

 

A exposição é de 14 de abril a 28 de junho de 2015. Luxo só! BN

 

Este look lindo é by Samuel Cirnamsck feito de renda irlandesa pelo "Grupo Divina Pastora", de Sergipe!

Este look lindo é by Samuel Cirnamsck feito de renda irlandesa pelo “Grupo Divina Pastora”, de Sergipe!

 

CONTATO:
“A CASA museu do objeto brasileiro”:
Av. Pedroso de Morais, 1216. Pinheiros SP
+55 21 3814 9711
De terça a domingo das 11h às 19h.

 CLIQUE AQUI PARA O SITE!

 

 

 

IMG_1617

A maravilhosa curadora Vanda Klabin diretamente da Gamboa nos conta tudo que viu de divino por lá!

 

Estamos vivendo, no Rio, uma semana borbulhante, em se tratando de um assunto que nosso BLOG louva: as artes plásticas.

Para coroa-la, recebemos hoje a a maravilhosa Vanda Klabin, que nos explica, tintim por tintim, sobre mais uma exposição divina que ela acompanhou o passo a passo … Sigamos com ela! BN

 

Que beleza do cenário...

Que beleza do cenário…

 

Visão aérea!

Visão aérea em foto de Felipe Brown!

 

Entremos...

Estação Gamboa: artistas da pesada!

 

PAISAGENS PROVISÓRIAS, DO FESTIVAL ART RUA 2013, NA GAMBOA
POR VANDA KLABIN!

“Painéis de grandes dimensões, instalados em dois galpões de 3600 metros quadrados, totalmente restaurados, na área da Vila Olímpica da Gamboa, receberam obras de sessenta artistas, nacionais e internacionais.

 

Beleza de espaço!

Beleza de espaço: Este é Felipe Bardy artista plástico e cenógrafo da mostra!

 

Uma forma de ateliê coletivo, onde os artistas conquistaram a sua presença inquietante na produção artística contemporânea ao utilizar uma linguagem plástica fluida, com uma plasticidade que é vivenciada pela dimensão pública da própria feitura de suas obras e pelas inúmeras interferências no tecido da vida urbana.

 

Reflexo da vida da cidade!

O artista Rafa Canholato e as crianças que participarão da festa de inauguração!

 

O resultado deste conjunto de obras, que focaliza o cenário das ressonâncias da arte do grafite, revelam o espírito instigante destes artistas, das suas experimentações em grandes formatos em um incessante processo criativo, capturaram e conquistaram nosso olhar!

 

Joana Cesar em ação: Uma das três mulheres que participam do evento!

Joana Cesar em ação: Uma das três mulheres que participam do evento!

 

Painel de Joana César pronto: foto by Vanda Klabin!

Painel de Joana César pronto: foto by Vanda Klabin!

 

Cada artista aqui apresentado tem, na sua trajetória, o registro de sua poética na memória urbana e agora acrescentam os seus valores estéticos dos muros urbanos nestes painéis ao utilizar tratamentos diferenciados na sua superfície: Seja através de colagens, fragmentos de cartazes, grafites, sprays, materiais reciclados, objetos diversos, madeiras, agrupamentos de letras, alfabetos cifrados, técnicas mistas ou outros meios onde formas remetem ao cotidiano urbano e trazem, na escala expansiva da superfície destes paineis um espetacular panorama do cenário contemporâneo da arte.

 

Os curadores

Os curadores craques André Bretas e Fabio Kougut!

 

André Bretas e Fabio Kougut presenteiam a cidade do Rio de Janeiro com esta paralela oficial de arte urbana da ArtRio 2013, que traz também como objetivo a integração da arte ao movimento de revitalização da região portuária do Rio de Janeiro.
(As fotos até aqui são de Henrique Madeira)

A produção do Festival Art Rua 2013- Gamboa nos traz a presença de um frescor, de um gosto pelo improviso, de uma urgência e intensidade de seu fazer artístico. Existe uma troca significativa entre a história individual de cada um e a história cultural carioca que nos remete a uma escala onde uma poesia da imaginação funciona através de um leque de tendências de diferentes plataformas artísticas.

 

Painel bárbaro de Pedro Sachez!

Painel bárbaro de Pedro Sachez!

 

Esta mostra nos conquista e crava a sua poética na memória pública da cidade do Rio de Janeiro”. VK

PS: Vamos todos pra Gamboa!!!! BN

 

Painel de Gais Ama: Visual!

Painel de Gais Ama: Visual!

 

CONTATO:
VANDA KLABIN
TEL: +55 21 2267 2662
FAX: +55 21 2523 9335
CEL: +55 21 9986 9256
vklabin@terra.com.br

 

A linda Expô “Picasso Black & White” provou até aonde vai o talendo de um grande mestre…

 

Vi, em dezembro passado, uma deslumbrante e monumental exposição do mestre, Pablo Picasso, no Guggenheim de NYC.

 

Entre tantas preciosidades, algumas nunca expostas por serem de coleções particulares, este foi o meu preferido; do Museu Picasso de Barcelona, que é um must, ” Las meninas, after Velazquez” é um estouro!

 

Museu abaixo, por suas paredes, em caracol, a mostra contou a história da arte do maravilhoso espanhol, passeando por suas diversas fases, com um porém: só valeram as obras monocromáticas. Era “Picasso Black and White”. De tão incrível, achei que por um bom tempo, o botão “pausa em Picasso” estava acionado.

 

 

Qual nada, a imaginação humana é infinita e os louváveis curadores não param de arrancar nossos suspiros… Assim, neste último maio, em Londres, fiz um sério trato comigo mesma: nada está visto por antecipação. Porque titubeei em priorizar a exposição “Becoming Picasso: Paris 1901”, na nossa intensa programação, achei que era chover no molhado… Fui salva pela insistência de minhas amigas e, de tudo que vi, foi a mais surpreendente!

 

Auto-retrato de Picasso, aos 19 anos, exposto na Mostra de Vollard: Fase de auto confiança, rumo indefinido e pinceladas a Van Gogh!

 

Um século depois, “Becoming Picasso” teve o dom de me colocar diante de um menino de 19 anos, que engatinhava suas pinceladas na efervescente Paris da Belle Époque, “cidade Butantã”, repleta de cobras no pedaço, com seus talentos e desejo de vencer. Confesso que, por instantes, tive piedade de Pablo Picasso, no topo do mundo e sem rumo, copiando ídolos como Degas, Van Gogh e Toulouse Lautrec. Me lembrei do “espermatozoide manco”, de Woody Allen, e em todos os que sucumbiram…

 

“No Moulin Rouge” : Quadro em que Picasso e Toulouse Lautrec se confundem e Picasso começa a assinar suas

 

Mas voltando aos vencedores, esta mostra teve o dom de fazer a síntese do deslanche da inspiração “picassiana”, que se deu em 1901, resumido-a em duas salas:

 

Agora é a vez de Degas ser a fonte d inspiração, na figura da mulher, tema central deste quadro:  “O Quarto Azul”…

 

“A Anã Dançarina”: Um blend entre Van Gogh, Velazquez e suas “Niñas” ou Degas e suas bailarinas ….

 

– A sala do meu surto de piedade continha a maioria dos quadros da primeira mostra do pintor espanhol, ocorrida em Paris, de  24 de junho a 14 de julho de 1901, e organizada pelo grande marchante, Ambroise Vollard. Para reunir material, Picasso fez uma espécie de imersão pictórica e produziu 64 obras, de uma tacada, em pouco mais de um mês. Típico de um jovem super confiante e de sua ego trip.

 

Carlos Casagemas, que com sua morte inundou a vida de Picasso de tristeza, inspirando sua carreira rumo à maravilhosa “Fase Azul”…

 

No ” Enterro de Cartagemas”, em plena “Fase Azul”, outra homenagem ao amigo Carlos, Picasso vai atrás de El Greco e seu emblemático ” O Enterro do Conde de Orgaz”, para sua inspiração… Fiquei pasma diante dele por sua beleza, por nunca tê-lo visto, nem reproduzido e por ser “O Conde de Orgaz” meu El Greco favorito…

 

–  A segunda sala expôs a abrupta guinada, na vida e obra do pintor, após o suicídio do amigo de seu peito, Carlos Casagemas. Assolado pela melancolia que a dor lhe causou, inaugura a deslumbrante “Fase Azul” e com ela um estilo próprio. É quando Pablo vira Picasso para nunca mais deixar de sê-lo, em sua brilhante e prolixa carreira. BN

 

“O menino com a Pomba”é considerado o primeiro quadro da fase azul e, como todos acima, estava na preciosa “Becoming Picasso”.

 

Luis Carlos Nabuco, nosso “blogueiro” com Paola Chinegalo, Atonio Dias e Stella Silva Ramos!

 

O nosso BLOG recebe, com a maior alegria, a visita de Luis Carlos Nabuco, um dos sócios da maravilhosa Galeria MUL.TI.PLO, para nos contar sobre a sensacional exposição que estréia hoje, em seu divino espaço. Sigam com ele! BN

 

Nabuco vai contando e vocês vão curtindo as fotos das aquarelas preciosas!

 

Uma rara coleção de 21 aquarelas e colagens de Antônio Dias, um dos mais importantes artistas plásticos brasileiros, estava escondida dos olhos do público há mais de 25 anos.Descobrimos este verdadeiro tesouro em Barcelona, nas mãos de um colecionador e, imediatamente, decidimos trazer para expor na Galeria.

 

Cada uma mais linda que a outra…

 

Com inauguração hoje, à partir das 19 horas do dia 17 de abril, a mostra “Para Onde Vai a Libido?” exibirá todas as aquarelas. É um privilégio termos adquirido e uma honra expor esses trabalhos.

 

 

As obras datam da década de 80 e nem mesmo o artista as tinha visto reunidas. Antonio Dias iniciou esse trabalho no quarto de um hotel, durante uma de suas muitas viagens pelo mundo. Daí ele brinca dizendo que são “Trabalhos de Hotel”, porque precisava apenas de aquarela, dos papéis artesanais nepaleses, ultra resistentes às intempéries do tempo- e das mãos para rasgar o papel e dar forma às obras.” LCN

 

 

A expo fica na Galeria MUL.TI.PLO até 22 de junho: esperamos vocês! Stella, Cristina e Nabuco!!!

 

 

 

CONTATO:
Mul.ti.plo Espaço Arte
Rua Dias Ferreira, 417| 206 | Leblon
Tel.: 55 21 2259-1952
multiplo@multiploespacoarte.com.br

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...