115903470_1GG

 

Quando me separei, deixei muitas coisas para trás, entre as quais um livro maravilhoso que havia ganho de uma querida amiga, chamado “À Mesa com Proust”… Ele andou esgotado mas, para minha grata surpresa, a Editora Sextante acaba de reedita-lo.

Soube desta boa nova outro dia quando AC, BN e eu tivemos uma reunião na editora. Para minha alegria, na saída, seu diretor Marcos da Veiga Pereira, me presenteou com este sensacional livro: amei! Fiquei tão feliz de vê-lo voltar às livrarias, que resolvi dividir com vocês esta notícia!

O livro tem fotos lindas de um tempo e atmosfera cada vez mais distantes, onde as pratas eram muito bem areadas, as toalhas perfeitamente engomadas e passadas, os bouquets de flores admiravelmente bem feitos, tudo lindo, “home-made”  e produzido pela dona da casa, coisa rara hoje em dia onde tudo tem cara de florista.

 

foto

 

À Mesa com Proust” faz você entrar no mundo mágico deste grande autor do século XIX, que sabia descrever as elegâncias e mazelas da vida como ninguém: as suas madeleines ficaram famosas, chegamos a sentir seu delicioso cheiro e sabor…

Sua leitura conduz, com maestria, a nos deleitarmos com os menus da infância de Proust, suas memoráveis refeições em família e também nas casas de amigos requintados. É uma maravilhosa e inesquecível viagem pelos sabores e delícias da gastronomia da “Belle  Époque”.

 

foto

 

Ideias muito chics de menus como este do livro “Caminho de Guermantes”:

Ostras de Canale
Perdiz ao champagne
Marreco com airelas
Purê de castanhas
Batatas na brasa
Frutas cristalizadas
Ponche

Dica importante: as ostras eram acompanhadas de Sauternes….

E receitas divinas como esta omelete:

OMELETE DE COGUMELOS, ASPARGOS E CEBOLINHA

INGREDENTES:

10 ovos

100gr de manteiga

200gr de cogumelos de Paris

12 aspargos frescos de bom tamanho

3 colheres de sopa de cebolinha francesa, sal, pimenta.

MODO DE FAZER

Limpe os aspargos crus, deixando-os com 2 a 3 cm de espessura após eliminar a ponta não comestível. Lave-os rapidamente e cozinhe em água fervente de 8 a 10 minutos, conforme a espessura. Interrompa o cozimento mergulhando os aspargos em água bem fria, pois assim eles conservarão uma cor bonita.

Corte os talos dos cogumelos bem rente ao chapéu. Lave-os, corte em lâminas finas e enxugue com um pano limpo, de forma que desprendam um mínimo de água ao cozinhar.

Em uma frigideira, derreta 40 gr de manteiga e quando quente, refogue rapidamente os cogumelos em fogo forte. Retire assim que estiverem ligeiramente dourados.

Derreta de novo 40 g de manteiga na mesma frigideira, depois de limpá-las com papel absorvente . Coloque os aspargos na manteiga quente, retirando- os quando estiverem com uma cor bonita. Corte os aspargos em rodelas bem finas. Reserve as pontas.

Derreta a manteiga restante em uma frigideira onde caibam todos os ovos. Assim que a manteiga ficar bem quente ( mas sem dourar ) , despeja os ovos batidos. Com um garfo, vá descolando os ovos que coagulam na beirada, levando-os para o centro. Continue a fazer isso até o cozimento desejado. Enrole a omelete e coloque em travessa preaquecida. Enfeite as pontas de aspargos à volta e sirva bem quente!

Aconselho este livro para presentearmos nossos queridos e a nós mesmos: é absolutamente imperdível!

MP


O "Humanidade 2012" flutua ao fundo de Copacabana!

Depois de lindamente cantado por MP, em um post, resolvi conhecer Humanidade 2012, o deslumbrante espaço concebido pelo genialidade da cenógrafa Bia Lessa, para que a sociedade civil também participe da Rio+20.

Aproveitei para fazer a visita no dia em que inaugurava a biblioteca Terezinha Gonzaga Ferreira, que é um dos nove módulos que compõe o, digamos, complexo de exposições do Humanidade. Como nos conta o guia impresso, “aí está exposta uma biblioteca inusitada, formada por 10 000 títulos selecionados por 120 personalidades brasileiras, o que faz dela uma biblioteca de livros e de pessoas”.

Faço uma pausa, como a que fiz enquanto caminhava pelo lindo Forte de Copacabana, para apreciar aquele marzão sem fim, bordeado pela elegância extrema das areias de Copacabana; já tinha me esquecido como é bonito vê-los de cima. Pensando, pensando fui parar em Alexandria, mais precisamente na sua costa aonde pontificaram, sublimes, uma biblioteca real e seu farol, cujas famas de grandiosidade e beleza enchem os olhos e ouvidos da nossa imaginação, até hoje. Exausta, ela pede clemência por sua incompetência em reproduzí-los e conclui: mar e livros, um encontro abençoado.

Parte da fachada da antiga Biblioteca de Alexandria, a mais famosa de todas, que foi concebida na dinastia ptolomáica, a qual pertenceu a cultivadíssima rainha fashion Cleópatra. Dizem que Julio Cesar perdeu a fala quando a visitou...

A nova biblioteca de Alexandria, inaugurada em 2002, nas cercanias da antiga e super star....

Mas voltando ao século XXI, a biblioteca de Bia é também deslumbrante e democrática pois todos podem participar dos debates que ela hospeda e manusear seu acervo: o acesso é livre e a cortesia é da casa. Concebida como uma instalação funcional, a arte e a praticidade se misturam e se completam. Assim, numa arena fechada para abrigar os livros, estantes forram todas as paredes e o grande vão é ocupado por mesas dispostas em círculos concêntricos aonde os usuários participam das palestras ou simplesmente lêem. É um lugar cheio de energia e de ação, adorei conhecer.

O Humanidade 2012 fica, no Forte de Copacabana, até a próxima sexta-feira, dia 22 de Junho. Depois, como manda a cartilha ecológica, suas instalações serão todas reaproveitadas e o meu xodó, a biblioteca, será doada, na íntegra, para uma comunidade pacificada (a ser escolhida) ou poderá ainda, segundo contou Bia Lessa, ser reinstalada em algum lugar no centro da cidade. O Rio agradece!

Curta um preview deste lindo passaeio! BN

VISUAL DA BIBLIOTECA:

A entrada para a biblioteca

O surpreendente teto!

O sarau literário que inaugurou os trabalhos na biblioteca!

O famoso pêndulo desconectado que precisa de consenso para centrar-se: representa o planeta!

SOBRE O ACERVO:

Cada um dos eleitos convidados tem sua estante, nomeada como acima, e seus livros prediletos reunidos nela. Esta é do presidente Fernando Henrique...

O presidente Lula também contribuiu!

A maravilhosa Dona Canô escolheu seus livros de cabeceira!

O craque Tostão é mega versátil pois também bate um bolão em se tratando de leitura!

A unanimidade nacional, Fernanda Montenegro, deixou sua lista pra nos orientar!

A queridíssima chef Roberta Sudbrack fez suas escolhas!

A vez do querido Zuenir...

A estante da guerreira Marina Silva, que dedicou sua vida à causa ecológica...

Nosso antenadérrimo BLOG contribuiu para a lista do médico Paulo Niemeyer somando, aos dele, seus livros de cabeceira. Vejam algumas escolhas abaixo.

Uma das prateleiras 40FOREVER/ P Niemeyer: aqui brilha "Guerra e Paz", obra escolhida por quase todos os participantes.

Nesta prateleira 40Forever/P Niemeyer pousa a minha paixão: Marcel Proust e sua "Procura..."

Concluo com o princípio de tudo: Bia Lessa... comigo na foto. BN

PARTICIPE DO SORTEIO NO BLOG! CLIQUE AQUI!

 

A letra da música acima (cliquem!), YOUNG AT HEART, cantada por Frank Sinatra, tem tudo a ver com o livro e com as mulheres 40 FOREVER!

 

Martha Mendonça

 

Fui para o quarto com o livro da jornalista Martha Mendonça para começar a ler o que iria ser a minha leitura durante o fim de semana.

Com o 40, Um romance feminino nas mãos, me perdi no tempo e só fui dormir quando acabei de lê-lo.

Me diverti, me emocionei, me identifiquei, não deu pra sentir as horas passando, amei!! Para nós, mulheres nos 40 Forever, e mesmo para aquelas que ainda não entraram, é uma leitura imperdível, onde você se encontra com você mesma em várias situações!

Fiquei com uma caneta marcando páginas e mais páginas, frases pra ler e reler.

“… só pensamos no futuro quando ele começa a ficar escasso. Tenho saudades demais pra quem ainda vai fazer apenas quarenta anos. Que estranha idade essa minha, que é muito e é pouco, já saímos da juventude mas ainda não somos velhos, não sonhamos muito mais, mas não desistimos de querer…”

Constatações maravilhosas, senso de humor, fundo do poço, balanço do tempo que passou, resgate das infinitas possibilidades que a vida nos oferece, em 110 páginas que você sorve num folego só!

 

O Lançamento é amanhã, na  Livraria da Travessa do Shopping Leblon, às 19:30!

AC

Lená Loureiro que desde criança adora escrever, desenhar e fazer colagens, vai lançar seu primeiro livro infantil neste Sábado dia 21 em São Paulo. Divertido e muito bem ilustrado.

Lená Loureiro

Lená se formou em propaganda em Paris, e sua tese de formatura foi uma campanha publicitária para produtos infantis, que ela apresentou em forma de teatro de marionetes, e de um livro ilustrado com muitas imagens, foi o maior sucesso!

De volta a São Paulo lecionou artes plásticas e foi vitrinista, até descobrir sua verdadeira paixão: escrever para pequenos leitores. Como Lená explica: “Tive alguns momentos de apreensão, uma pitada de questionamento, e várias colheradas de muito trabalho! Parece até receita de bolo, mas não é que juntando todos estes ingredientes, consegui tirar do forno um livro apetitoso?”

MP

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...