UM RESTAURANTE CHARMOSÉRRIMO EM TIRADENTES!

O resumo da ópera, por Frei Beto!

Este post me foi inspirado pela recente viagem à Tiradentes de uma queridíssima “Sobrinha do Dia”, a adorável Carol Klien.

A queridíssima Carol klien: inspiração!

Estamos em plenas férias de julho e o friozinho, pelo menos aqui no Rio, ainda não deu as caras. Que tal partirmos para outras praias, ou melhor, lugares aonde você possa por o seu queixo pra bater, as suas lãs para passear e proporcionar à “patroa” um fim-de-semana pra lá de romântico, como ela tanto merece…

A fachada do Tragaluz, num casarão centenário, te convidando para uma noite inesquecível!

Sugiro, sem hesitar, a linda Tiradentes, pequena jóia do barroco brasileiro, uma cidade sofisticada e genuína, que prova que tradição e bom gosto precisam dar as mãos.

Um recanto do Tragaluz.

Como nada é melhor que o estômago, para remover montanhas, pretendo te tirar de casa contando sobre uma das atrações da antiga Vila de São José do Rio das Mortes: o encantador Tragaluz, aonde bebe-se bem, come-se melhor ainda e impossível sair-se de lá sem roubar, ao menos, um beijinho!

Panorâmica: olhem que delícia de lugar!

O ambiente aconchegante e sofisticado do restaurante tem a luz de velas como marca registrada e detalhes inesquecíveis pra você levar para casa. Como a original apresentação do cardápio, que mais parece um livro de cordel, ilustrado por desenhos de crianças: é uma verdadeira graça.

Uma das páginas do divertido cardápio: a do meu prato principal!

A voz do povo é a minha sentença, portanto escolhi para comer o carro-chefe da casa, uma galinha d’angola deliciosa, acompanhada por raviolis de abóbora: de comer rezando. Para coroar, a melhor goiabada com queijo que conheço: cascão, ela vem grelhada e coberta por uma crosta de castanha de caju mais duas grandes companhias, a calda de Catupiry e o sorvete de goiaba “home made”. Às favas as calorias ou não tenho os craques César Parcias e Ivan Moreira para aplacarem as minhas culpas gastronômicas.

A cantada em prosa e verso “galinha d’angola à Tragaluz: di-vi-na!

Portanto, não deixe pra amanhã o que você pode fazer agora: passe a mão no telefone e reserve um fim de semana na elegante pousada Solar da Ponte, com direito à Tragaluz e muito mais. Eu recomendo… BN 

Eis o mais incrementado “Romeo e Julieta” que conheço!

CONTATO:
RUA DIREITA, 52, TIRADENTES
Tel: 32 3355 1424
Fechado às terças-feiras.

Clique aqui para outro post sobre Tiradentes!

Deixo vocês com subida para a linda Matriz de Tiradentes!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

32 ideias sobre “UM RESTAURANTE CHARMOSÉRRIMO EM TIRADENTES!

  1. Frei Beto,
    É meu primo querido. Filho da minha amada Tia Estela.
    Este Restaurante é muito requintado. Adoro!
    Bjs Meninas, como vcs me distraem!

  2. Em 2010 fiz um tour pelas cidades históricas mineiras. A última delas foi Tiradentes, onde além de conhecer a charmosa cidade, tive o privilégio de participar de um concerto na Igreja Matriz, onde foi reinaugurado o órgão gigantesco, recentemente restaurado.
    As lojinhas de doces caseiros e queijos são um convite ao pecado (… da gula!!!).
    Após o evento na Igreja Matriz, jantei num restaurante delicioso.
    Recomendo esta cidade a todos que visitarem Minas Gerais…

  3. Bom dia, tudo bem?

    Só um comentário, que não tira o mérito fantástico das informações do blog. Se der, corrijam a palavra que saiu grafada como “exitar” quando o correto é “hesitar”. Entendam como uma mera contribuição. Abraços

    • Oi querida Sonia, muito obrigada pela visita e, principalmente por me ajudar a zelar pelo BLOG! Correção feita, graças a vc, troquei a grafia do verbo, que é com H pela do substantivo. Bjs carinhosos e sempre q notar algo fora dos eixos, é só avisar, o bLOG é de nós todos! Bjs carinhosos da BN

  4. adoro essa cidade! eu e germano estamos sempre ”batendo o ponto” la. o Tragaluz eh incrivel,e as velas no ambiente convidam ao namoro…ui!! tambem adoro o Solar da Ponte. esse blog poderia ate ser um livro de bolso com tanta dica incrivel. beijos meninas

    • Queridíssima, só assim você aparece! A Bebel esqueceu de dizer que todo o trabalho de recuperação de Tiradentes há 40 anos atras, foi feito pel minha avó, Maria do Carmo de Mello Franco Nabuco, a convite do Governador de Minas Gerais Israel Pinheiro. Desde Museu, Igreja, Cadeia, iluminação, jardins, tudo! Ela ia dirigindo horas a fio e se dedicou com todo amor aquele patrimonio que está aí hoje, bombando! Beijos

      • Oi minha fofa amada,claro que não poderia esquecer do maravilhoso trabalho de Dona Maria do Carmo, minha musa número 1. Mas como ele já foi lindamente mencionado num post sobre a cidade de Tiradentes, por sua neta adorada, achei que era intromissão da minha parte repetí-la! Até linquei o post do restaurante ao post sobre a cidade. Bjs da BN, maior fã das Nabuco!

  5. Amo Tiradentes! Vou todo ano ! O Tragaluz é maravilhoso ! Assim como os restaurantes, os passeios são imperdíveis e ainda conhecemos uma parte da história do Brasil, ao vivo e à cores! Meus filhos adoram! Bjk

  6. O Tragaluz é ótimo, o Solar da Ponte maravilhoso, mas o melhor de tudo mesmo é esta cidadezinha-joia. Ah, Brasil, tão pouco favorecido em matéria de preservação, de memória… Bebel querida amei, amei o post!!
    **Querida Ana Cecília, eu acompanhei pela imprensa o
    trabalho e a dedicação louvável de sua avó para nos deixar este legado. Nós agradecemos!
    Dona Maria do Carmo Nabuco — uma patriota!!**
    Bjs mil para vcs vabr

    • VABR queridíssima, você nem imagina a luta que foi todo o trabalho da minha avó, que amava Minas Gerais acima de tudo!Ela passava a mão no telefone e ligava para o Amador Aguiar, para o Dr. Antunes e para o Roberto Marinho e “avisava” o que queria fazer e nenhum deles NUNCA disse um “NÃO” pra ela, tal a confiança que tinham no empenho dela em fazer o trabalho da melhor forma possível! Fico muito feliz que você saiba que ela foi a grande responsável pela Tiradentes maravilhosa que temos hoje em dia! Beijos, Ana Cecilia, neta pra lá de orgulhosa!

    • Oi querida VABR, Tiradentes é dos exemplos brasileiros de que quando se restaura, com super competência e cuida-se, com esmero, todo mundo sai ganhando. Eu fui pra Tiradentes antes de Dona Maria do Carmo e ela era igual a tantas outras jóias mineiras. Depois dela, ficou a anos luz de distância e toda esta sofisticação que o Tragaluz representa, veio no bojo do trabalho desta grande senhora. Não entendo porque, até hoje, a lindíssima e preciosa Ouro Preto não tem seu centro histórico interditado para carros, por exemplo. Seria um ótimo começo. Bjs carinhosos da BN

  7. É verdade Bebel, além do tráfico pesado de carros,
    Ouro Preto precisa de tantas outras interferências…
    O puro barroco brasileiro carece de muuuito carinho, não é mesmo?
    Bjs vabr

    • Exatamente VABR, são pequenas grandes providências que fariam a maior diferença. A última vez que estive em Ouro Preto, a linda praça da prefeitura estava toda tomada por imensos palanques, aonde ocorreria um show, e os prédioa centenários encobertos. Amo música, mas cada macaco no seu galho. Digamos que fosse minha única vez na cidade, sairia sem ver sua cereja do bolo. Bjs da BN

    • Oi Ana querida, obrigada pela correção. Tinha escrito êxito (substantivo), errado no contexto, pois queria escrever hesite (verbo). Ao corrigir, acrescentando o h, o x ficou pra trás. Muito obrigada por me ajudar a ser melhor, volte sempre com seu generoso olhar. Bjs da BN

  8. Que graça de lugar! Merece uma visita.
    Eu adoro essas cidades do Brasil colonial, onde parece que entramos no túnel do tempo.
    Beijinho da Sandra

  9. No último final de semana pude passar 5 dias em Tiradentes com meu marido e minhs filhas.Realmente é encantador.Adoro esta cidade e não fico um ano sem ir lá.Tenho uma filha de 13 e outra de 10 que também adoram (acho que consegui passar minha paixão Por Tiradentes para elas).
    Além do mais o artesanato,comida e o sossego fazem regarregar nossas baterias.Sou também mineira de Muriaé e acompanho o blog diariamente.Parabéns pelos posts interessantes que sempre me enriquecem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *