VALE VER DE NOVO AS DUAS VERSÕES DE UM MESMO ARRANJO: A DESCARTÁVEL E A FOREVER!

 

A linda Renata Cardim, que me sugeriu fazer este post!

A linda Renata Cardim, que me sugeriu fazer este post!

 

Este post eu dedico à minha querida amiga Renata Cardim, paisagista maravilhosa que, com seu olho clínico, enxergou o que pra mim só era praticidade. Vou explicar pra vocês…

 

Este par de “Black amour” que adoro já moro em muitas casas, sempre fazendo o filme das mesmas.

Este par de “Black amour” que adoro já morou em muitas casas, sempre fazendo o filme das mesmas.

 

Dos enfeites de minha casa, tenho verdadeiro xodó por um par de “Black Amour” austríacos, feitos em terra-cota e que me acompanham há meia vida, sempre reforçando o tom de brasilidade que amo ter em minha volta.

 

A versão descartável…

A versão descartável…

 

Mais de perto…

Mais de perto…

 

Não sou muito de, digamos, “naturezas mortas”; pra mim, só as pintadas nas telas. Portanto, frutas de cêras, flores idênticas às verdadeiras e derivados, não fazem nada a minha cabeça. Então, como preencher os cestos que estas duas esculturas carregam? Sem nenhuma luz no fim deste meu túnel, passei anos trocando os “affaire” dos balaios, variando entre frutas e legumes, uma mão de obra sem fim.

 

A solução pro arranjo "forever" veio de uma lembrança...

A solução pro arranjo “forever” veio de uma lembrança…

 

Até o dia em que lembrei de uns arranjos de coco seco, que passavam o ano enfeitando a casa de minha tia Elisinha, chiquérrima e prática: eram “live”, duráveis e lindos. Bingo, resolvido o problema que, segundo a Renata, é de muita gente também. Se for, eis um final BBB para este post: bom, bonito e barato! BN

 

Eis, mais de perto, a versão com os cocos secos, que duram uma eternidade…

Eis, mais de perto, a versão com os cocos secos, que duram uma eternidade!!

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 ideias sobre “VALE VER DE NOVO AS DUAS VERSÕES DE UM MESMO ARRANJO: A DESCARTÁVEL E A FOREVER!

  1. Haa BN!! Só você mesmo para nos brindar com uma dica assim perfeita!!! Também tenho pavor de flores e frutas artificiais, estou sempre trocando os vasos de flores dentro de casa o que acaba sendo um motivo para cultivá-las e colocar a mão na terra, como aqui é muito quente e meu espaço é pequeno elas são plantas e flores resistentes ao calor e ao sol, mas sem muita sofisticação, a não ser as rosas, clássicas, eternas. Bjbjbj bom findi!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *