Vale ver de novo: PARIS: MUSEUS E SEUS RESTAURANTES por VIVI ROCHA

 

Nossa maravilhosa e querida Vivi Rocha, nos conta hoje mais um pouco sobre suas andanças por Paris!

AC

 

“Em Paris quando a programação é ir à um museu a primeira coisa que faço é saber se lá tem restaurante ou café para o almoço ou para um encontro. Acho muito cômodo já sair de manhã com o dia esquematizado. As vezes perdemos um tempo enorme se deixarmos para pensar na última hora, por exemplo, onde comer.

Os restaurantes ou cafés dos museus tem movimento o dia todo, garantindo assim que não encontrarei um lugar “as moscas” se tiver fora do horário tradicional das refeições. Franceses se misturam a esses ambientes ecléticos seja para uma refeição ou somente para “prendre un verre”, “un gâteau” , ou um expresso.  Além da atmosfera agradável, essa paradinha é uma boa recompensa para as pernas após as grandes caminhadas dentro dos museus.

 

Meus prediletos são:

No Louvre/ Café Marly : localizado ao lado de fora do museu, na praça da pirâmide o Café Marly da cadeia Costes é lindo seja ao ar livre com vista para o museu e a imponente pirâmide ou no interior com confortáveis estofados em veludo capitonnés, paredes com lindas boiseries e janelões para um pátio interno do Louvre. Esse restaurante, tem um astral lindo, comida sempre boa, gente bonita e mistura de intelectuais, turistas, e locais. Todos abençoados pelo belo visual para a pirâmide.

 

 

No Museu d’Orsay tem 3 opções. Eu fico entre o romântico e tradicional “1900” com decoração sóbria e clássica, lustres de cristal e belos trompe l’oeils.

Essa é uma elegante opção para o chá da tarde acompanhado de uma deliciosa pâtisserie.

 

 

A outra opção é o restaurante dos irmãos Campana, um tributo contemporâneo ao estilo Art Nouveau criado pelos famosos arquiteto brasileiros.  O Café Campana inaugurado em 2011, está estrategicamente localizado no espaço onde fica o legendário e gigante relógio de vidro e através do qual temos a vista para as margens do esplendoroso o rio Sena.

 

 

 

 

No Museu Georges Pompidou / restaurante Georges: No sexto andar do museu tem o  “Georges” com vista espetacular para os telhados de Paris, também da cadeia Costes segue a tradição do bom gosto na decoração e mantém o mesmo menu dos demais da mesma cadeia, uma delícia. A curtição já começa pela entrada que pode ser pela famosa escada rolante que fica do lado de fora do museu.

 

 

Le  Grand Palais/ restaurante Le Mini Palais : Do lado de fora do Grand Palais, à direita em direção ao rio Sena, bem na esquina, tem o Le Mini Palais, recém inaugurado, um charme e uma comida ótima. O Brioche gigante com massa de queijo é inesquecível!

 

 

 

 

Museus como o Quay Branly e o Palais De Tokyo também tem restaurantes com vistas espetaculares.

Não esquecer de consultar o horário de funcionamento, alguns abrem para o jantar e outros só durante os horários de funcionamento do museu.

Saudades de Paris!

VIVI ROCHA para o 40 FOREVER

 

www.maisonthierrycostes.com

www.musee-orsay.fr

 

AC

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 ideias sobre “Vale ver de novo: PARIS: MUSEUS E SEUS RESTAURANTES por VIVI ROCHA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *