WOODY ALLEN É SEMPRE…

… UM DESCANSO PARA O ESPÍRITO!

A primeira cena de “Roma” é na monumental Piazza del Poppolo: Allen começa arrepiando.

Assim, não existe filme ruim do meu muso dirertor, só filme menos bom, como “Para Roma Com Amor”, sua última incursão na série “Metrópoles” (dizem, as boas línguas, que a próxima será filmada no nosso beloved Rio).

Personagens de Allen apaixonando-se, tendo a Fontana di Trevi por testemunha!

Adorável, neurótico, bastante engraçado, repetitivo, lugar comum, lindo, chic, surpreendente, nada demais, tudo de bom, enfim, não importa qual seja o adjetivo para classificar “Roma”,  porque o que levamos pra casa é a alma leve e solta e o coração morto de saudades da cidade mais charmosa da Europa, que o talento de Allen nos mostra, em seu esplendor. Tudo isto embalado pelo ritmo da maravilhosa “Nel blu di pinto di blu” (ou melhor, Volare): na minha seção o cinema não se conteve e cantou, junto com Domenico Modugno, e te juro que me emocionei, pois não somos os últimos românticos?

O encontro dos “arquitetos” Alec Baldwin e Jesse Eisenberg, numa romântica esquina do bairro boêmio de Trastevere.

Noves fora que o elenco é uma atração à parte com o promissor Jesse Eisenberg descolando-se, lentamente, de Mark Zuckerberg, Ellen Page lindinha, provocante e sedutora, o grande Roberto Benigni arrasando como celebridade instantânea, a deusa Ornela Muti ainda bonita, Penélope Cruz sempre divina e o desconhecido ator, pelo menos para mim, Fabio Armilliato, roubando a cena como o sensacional cantor de banheiro: uma grande sacada.

Allen fecha o filme com chave de ouro, ou melhor, na Piazza de Espanha: show!

Portanto, se você que está organizando a programação do finde, não deixe de ir à Roma, ela merece o seu ingresso! BN

O cartaz do delicioso filme e, abaixo, o trailer….

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

21 ideias sobre “WOODY ALLEN É SEMPRE…

  1. Concordo! Mesmo quando não é muito bom, Woody Allen é sempre uma ótima diversão. O filme é muito engraçado, as situações são inusitadas, a trilha sonora emocionante e os diálogos entre o personagem dele com a esposa são a cara do diretor.

  2. Woody Allen sempre nos surpreende:ora com a musica,ora com a fotografia(um primor),ora com as falas… fascinante e surpreendente em alguns aspectos, mesmo que o filme nao seja uma obra prima. Aguardemos, pois, Rio .. quem sabe? aí em materia de fotografia, ele vai se superar…

  3. Roma & Woody Allen! Poderia haver uma dupla mais
    incrível? Elenco super,diálogos como sempre inteligentes
    e uma fotografia impecável fazem algo mais nos filmes
    dele. Este filme com certeza não se pode perder.
    A música, ai a música italiana.. Existe algum idioma mais melódico do que este?

    “Penso che un sogno così non ritorni mai più
    mi dipingevo le mani e la faccia di blu
    poi d’improvviso venivo dal vento rapito
    e incominciavo a volare nel cielo infinito..
    Volare oh oh
    Cantare oh oh oh…
    Bjs Bebel ! vabr

  4. Oi, Bebel
    Adorei o filme! Allen também é minha paixão, então a gente perdoa até os pequenos defeitos. Fabio Armilliato é tenor italiano e foi convidado para fazer o Giancarlo. Saiu-se muito bem como ator, não acha? Ele cantou árias da Tosca, Fedora, Turandot e Pagliacci. Bela voz!
    Beijos.

    • Oi Helô, minha luz no fim do túnel, que máximo ele ser um artista que migrou! Multi talentoso! Ele está maravilhoso. Amei saber sua história por vc, não tinha conseguido grandes coisas no google. Bjs carinhosos e volte sempre pra nos visitar e abrilhantar nosso BLOG! BN

  5. Oi Bebel,
    Allen, Roma, fotografia, música, amor… mix de ingredientes que nos fazem sonhar. Adorei a leveza do filme!
    Um grande abraço
    Vitória

  6. Olá Bebel, adorei os seus comentários sobre o filme e concordo com vc: pode não ser o melhor de Woody Allen mas, ainda assim, vale o cinema, pois saimos leves de lá. O tenor Mario Armilliato esteve mto bem como ator cantando num chuveiro e no palco; só mesmo sendo profi do bel canto.
    🙂
    bjs da Sandra

    • Querida Sandra, delícia de filme, né? O maravilhoso tenor arrasooouuu mesmo, e eu nem o conhecia… Procurei na internet e à duras penas descobri seu nome… Nada melhor que vcs, nossas amigas cultivadérrimas, que esta abençoado BLOG nos apresentou, para me contar o que não sei! Thanks and love BN

  7. OLIN, REALMENTE LINDO, O FILME DA MUITA NOSTALGIA, ROMA A CIDADE ETERNA ,CONTINUA LINDA, AS MUSICAS PARA OS FOR EVER, SAO PERFEITAS…..VÇS SAO O MAXIMO…..GRACIAS POR TANTAS COISA LINDAS QUE JA VI E REVIVI AQUI….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *