Existem lugares na vida que gostamos pra sempre, como é o caso do meu xodó por um restaurante escondido no litoral carioca.
Por ser “off Broadway”, não é um lugar que vamos sempre. Mesmo  assim me intriga como, até hoje, desço aquela rampa deslumbrada, como na primeira vez!
É o Bira, na Pedra de Guaratiba.

Pra maioria de vocês, este assunto deve ser pra lá de requentado. Mas escrevo na esperança de achar um distraído leitor e poder iniciá-lo, como fiz recentemente com uma família de amigos sofisticadíssimos, que nunca tinham ouvido falar.

Ele fica estalado (como um ovo) no meio da deslumbrante Restinga de Marambaia, com suas varandas debruçadas sobre o manguezal. Que coisa linda!
A comida é caseira e deliciosa, menu brasileiro, arroz soltinho, bobós, peixadas, jaba com jerimum, compotas de nossas frutas e tudo que adoraríamos comer na rua, mas só conseguimos faze-lo em nossas  casas.

Peraí! Ia me esquecendo do melhor: Os pastéis divinos acompanhados da melhor caipirinha do pedaço! E aí eu incluo toda a orla!
Vale a pena largar a preguiça em casa no primeiro dia de sol, chovendo perde muito, e ir pro Bira ser feliz!

BN

O Rio tem dessas coisas!

Passo na Capricciosa para um jantar  dominical e sento ao acaso. Olha pro lado, Valentino! Olho pro outro, Claudia Gimenez num papo animadíssimo com a Roberta Sudbrak, olho pr’atrás, Chico Buarque…
Dias depois, entro na lojinha da Proforma do Leblon (Cobal) e reparo a linda menina que faz um enxoval. Reconheço Charlotte Casiraghi se preparando pra malhar com Cesar Parcias. Sim ele, sempre ele!

Ok! Mas alucinação mesmo foi me deparar com uma miragem do Bill Clinton e Anthony Hopkins andando, displicentes, pela calçada de Copacabana. À noite, no JN, confirmei que ainda não estou louca!
Em qualquer lugar do mundo, as “celebs” zanzam com cara e aparato de famoso. Só aqui é que passam desapercebidas, confusas na paisagem.

Isto tudo pra contar que fim de semana retrasado, recebo um torpedo de meu amigo e professor Rafael Fonseca me convidando pra algo que minha falta de óculos transformou num “blind date”.
Seguimos pro Instituto Moreira Salles, que só isso já é um programaço!
Eis que surge em minha frente  Alex Ross, o very cool e very tudo crítico de música da revista New Yorker, lançando ali seu novo livro, numa tarde chuvosa de sábado. E como quem não quer nada, evidente, lembra que estamos no Rio!
Para tanto, fez uma palestra mara sobre, “A evolução da chacona até o blues, e a arte da melancolia” que apesar do título mala, foi super interessante, totalmente compreensível e despretensiosa, como seu autor.

Ah! O que é chacona? Aprendi com ele: É uma dança espanhola, rodopiante e mega sensual, que hipnotizava a todos que a vissem! Fiquei até afim de aprendê-la, vai que não é papo?!

Você que não deu esta sorte, ainda está em tempo! Compra o livro “Escuta só”, Alex Ross, Cia. das Letras (que é a porta para se entrar, com simplicidade, no mítico mundo da música clássica), leia o segundo capítulo e bingo! Você (quase) esteve lá!

BN

Tenho uma característica, que a esta altura do campeonato, no Brasil, não sei mais se é um defeito ou qualidade.
Sou pra lá de pontual! Chego sempre um minuto adiantada, de tão paranóica com horário que sou!
Até quando tenho certeza absoluta que vou mofar esperando, chego na hora! Desespero meu e das minha amigas!
Mulheres da minha familia são famosas pelo atraso, trabalham com outro fuso horário: Tokio-Rio!

Li outro dia no O Globo uma matéria com o pai da Gisele Bundchen (aliás muito boa!), em que ele contava sobre a educação das filhas. Entre os vários elogios que a Gisele recebia das muitas pessoas com quem trabalha, um deles era sobre o profissionalismo, a pontualidade.
O pai dela diz então: “Ser pontual, é a maior forma de consideração que você pode demonstrar pelo próximo”.

Tenho uma amiga, pra lá de atrasada aqui no Rio (atrasada no último!), que viaja muito, e lá fora, não atrasa nem um milésimo de segundo, porque se atrasar não é mais convidada pra nada! Ou seja: quando quer a pessoa consegue ser pontual!

Aqui essa mania de chegar atrasado virou sinônimo de ser chic, o que na verdade é mal educado demais!

O segredo é não sair atrasado de casa ou do trabalho, a não ser por motivo de força maior!
( Este post é dedicado para as minhas atrasadas amadas ! Please, cheguem na hora!!! )

AC

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...