Mulher-pensando

É sempre uma alegria receber mais um dos brilhantes textos do Professor Deonísio da Silva!

Olhem que assunto divertido ele escolheu para nos brindar hoje!

AC

 

TRADUZINDO O QUE AS MULHERES PENSAM  QUE PENSAMOS

 

Deonísio da Silva º

 

“Estou lendo Dire quasi la stessa cosa: esperienze di traduzione (Dizer quase a mesma coisa: experiências de tradução), livro de Umberto Eco, publicado ano passado na coleção Tascabili, da Editora Bompiani.

 

Tascabili, plural de tascabile,  aplica-se no Italiano a algo pequeno, que se pode carregar consigo, na tasca, bolsa, que veio de taska, uma palavra da língua dos francos que passavam por Frankfurt, na Alemanha; aliás, deram nome àquela cidade.

 

Os italianos, ancestrais de tanta gente que ora me lê, e meus ancestrais também, por parte de minha mãe Da Boit, precisam saber que tascabile se aplica também à mulher bonita que seja baixinha, a um pequeno automóvel, ampliando o significado original de tasca, que é bolsa.

 

A cidade alemã tem este nome porque ali o rio Meno dava vau, e os francos podiam passar com suas tropas. Por isso o nome completo é Frankfurt am Main (Passo dos Francos no rio Meno).

germany-frankfurt-3

 

A editora dos livros de Umberto Eco faz esses tascabili em Milão, do Latim Mediolanum, depois Mediolano em Italiano, consolidando-se em Milano, cidade fundada pelos celtas e conquistada dos ínsubres pelos romanos no ano 222 a.C. De quebra, lembremos que as duas cidades, Frankfurt e Milão, fazem algumas das maiores feiras mundiais, de que são exemplos a do Livro na primeira, e as de moda, na segunda.

 

Estou fazendo como o escritor de Bologna, que cerca o assunto de todos os lados com sua vasta erudição e, logo às primeiras páginas, dá mostras de que os apressados devem procurar outro livro.

 

Ele começa dizendo que tradurre (traduzir) não é coisa para despreparados. Os próprios dicionários ajudam pouco, ainda que ele cite apenas os melhores. Em geral, traduzir é dare l´equivalente (dar o equivalente). Já vimos que não é fácil fazer isso. O equivalente de tascabile pode aplicar-se a um livro, um automóvel ou uma mulher baixinha…

mulher baixa

 

Na infância, ouvi muito esses versos: “Coisa que eu não gosto/ É de mulher baixinha/ Entra pela sala e sai pela cozinha”. O compositor estava enganado! Até Roberto Carlos louvou a mulher baixinha numa canção!

 

E em Portugal, afinal sou um da Silva, a jornalista Catarina Fonseca revelou “as dez coisas que os homens mais olham” nas mulheres. Em ordem decrescente são: “seios, pernas, roupa, cabelos, altura, boca, cintura fina, rabo, olhos e voz”.

seios

obama-sarkozy-olhando-um-bumbum

E sobre os enganos das três coisas que as mulheres acham que os homens acham importantes nelas, eis: 1ª: Trabalho: “Só começam a preocupar-se com o nosso trabalho depois de terem ido para cama conosco cinco vezes”.  2ª: Quilos a mais: “Se formos apenas um bocadinho rechonchudas, vão achar lindo”.  3ª. Perfume: “Os homens só notam se tivermos despejado o frasco em cima. E estivermos nuas”.

Woman-Thinking

 

Às vezes, as mulheres nos parecem confusas, mas sempre nos desconcertam e surpreendem. Não vivemos sem elas! Sem traduções, também não vivemos! Mas daí é só recorrer aos livros e aos outros!”

DEONÍSIO DA SILVA para o 40 FOREVER 

 

 

º Da Academia Brasileira de Filologia, professor (aposentado) da UFSCar (SP), escritor, Doutor em Letras pela USP e consultor dos Dicionários Caldas Aulete e das universidades Estácio (RJ) e Unisul (SC). Apresenta os programas Sem papas na língua, com Ricardo Boechat, e Pitadas do Deonísio, com Pollyanna Bretas, ambos na Bandnews Fluminense FM 94,90.

AC

 

 

Tintin pra Favorita!

Tintin pra Favorita!

 

Passamos um dia incrível em BH, quando fomos lançar as camisetas do BLOG, na maravilhosa loja Mares. Nossa agenda, graças à hospitalidade mineira e da equipe da bombada grife, ficou mais repleta que a da Dilma, só que de deleites, como diz MP.

 

MP com Lelete Farkas, uma de nossas maravilhosas anfitrãs, na porta do "A Favorita"!

MP com Lelete Farkas, uma de nossas maravilhosas anfitrãs, na porta do “A Favorita”!

 

Da hora em que desembarcamos às despedidas, foi uma programação intensa, que começou com o pé direito, no charmosíssimo restaurante A Favorita, que mostro a seguir.

 

Primeiro ambiente, na entrada...

Primeiro ambiente, na entrada…

 

Situado numa rua super charmosa, A Favorita é um espaçoso bistrô super acolhedor, o tipo do lugar que temos a impressão de já termos visitado mil vezes: me senti em casa!

 

foto 3-1

Adorei esta mesona de bar comunitária: happy hour garantida!

 

Comida leve e deliciosa, uma mesona de bar comunitária e gente bonita e descolada.. Receita garantida de sucesso, vou virar frequesa de caderninho. BN

 

Este segundo ambiente também e'uma delícia e desemboca numa simpaticíssima varanda, onde almoçamos!

Este segundo ambiente também é uma delícia e desemboca numa simpaticíssima varanda, onde almoçamos!

 

A deliciosa varanda!

A deliciosa varanda!

 

Os pratos do dia...

Os pratos do dia…

 

IMG_4856

A cesta de variados pães: inesquecíveis!

 

foto 2

Minha escolha: suflê de queijo divino com uma saladinha, pra fazer “peso médio”….

 

Uma das estrelas do cardápio: tagliolini com frutos do mar. Provei e aprovei, com 10!

Uma das estrelas do cardápio: tagliolini com frutos do mar. Provei e aprovei, com 10!

 

Na saída, MP e eu tivemos a  honra de conhecermos os craque Juca Kfouri e Tostão, que também almoçaram por lá!

Na saída, MP e eu tivemos a honra de conhecermos os craque Juca Kfouri e Tostão, que também almoçaram por lá!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...