A fachada do simpatissíssimo Lucio!

A fachada do simpatissíssimo Lucio!

 

Minha queridíssima Lúcia Moura, amiga de fé das TM e, por tabela, minha também, é chique até não poder mais, sabe muito das coisas e o que indica e faz é pra ser anotado e copiado: 100% de acerto!

 

Um dos salões... Decoração aconchegante e despretensiosa!

Um dos salões… Decoração aconchegante e despretensiosa!

 

Pois foi o que fiz com este restaurante italiano que ela me levou em Londres, onde mora, e que passei a indicar porque é divino, casual e fora do circuito da moda gastrô, portanto, clientela local. Chama-se Lucio e está instalado numa simpática casa em Chelsea.

 

Este é o salão contíguo...

Este é o salão contíguo…

 

Dividido em dois pequenos salões, com um bar ao fundo do primeiro, o cardápio é italiano normal, sem grandes “pirotecnías”. Comi um tagliolini com vongole maravilhoso, a carta de vinhos é bem variada e prima pelo custo/benefício e as sobremesas… Ah, pense nelas antes de encomendar, são especiais! Como todo o resto BN

 

Maravilhosooooo!

Maravilhosooooo!

 

CONTATO RESTAURANTE LUCIO:
257/259 Fulham Road, Londres
020 7823 3000

 

 

img_9592_agi9-murillo-tinoco_p

Martha Castilho / foto Lu Lacerda

 

Minha querida amiga e comadre, a chiquérrima Martha Castilho, antenadíssíma nas artes, esteve em New York e foi convidada pelo Museu Guggenheim e por Jerry Gorovoy, assistente de Louise de Bourgeois, para fazer uma visita a Easton Foundation, que vem a ser o ateliê de Louise. Durante anos este ateliê ficou fechado e agora está reabrindo para o público.  Martha adorou e fotografou tudo para mostrar no nosso blog.

 

17-lb.w529.h352.2x

Louise de Bourgeois e seu assistente Jerry Gorovoy.

 

Louise foi uma grande artista, era pintora, escultora, desenhista e gravadora, nasceu em Paris em 1911 e morreu em New York em 2010 com 99 anos. Sua obra Maman, uma gigantesca aranha, foi um marco na história da arte moderna. Grande fonte de inspiração foram os artistas Alberto Giacometti e Constantin Brancusi.

 

maman

Uma das gigantescas aranhas de Louise em Londres

 

Imagem 1

 

De forma a expressar as insustentáveis tensões familiares, eu tinha de expressar a minha ansiedade em formas que eu pudesse modificar, destruir, e reconstruir”dizia Louise.
Ela usa as suas histórias pessoais no seu trabalho, e foi uma das criadoras mais imaginativas na área da arte contemporânea, trouxe para a arte conceitos feministas e psicológicos, antes de estes fazerem parte da cultura popular.

Aqui estão as fotos de seu ateliê tiradas por Martha Castilho.

 

Imagem 8

A entrada do ateliê.

Imagem 10

Fotos de Louise num painel

Imagem 11 Imagem 12 Imagem 13 Imagem 16 Imagem 17 Sua poesias….

Imagem 25 Imagem 29 Imagem 2 Imagem 5Easton Foundation

 

Ella ou melhor, Cinderella (estrelada pela linda Lily James), chegando translumbrante no baile...

Ella, ou melhor, Cinderella, chegando translumbrante no baile: Luxo só!

 

Passei uns dias em Nova York, lindos por sinal, justo numa trégua abençoada ao frio que assolou a cidade neste inverno, acompanhada das minhas TM, o que significa “pernas pra que te quero”…

Andamos a “Big Apple” de cabo a rabo e o que tinha pra ver (nada inesquecível pois estavam numa entre safra de eventos culturais) contou com nossa presença e curiosidade: Três exposições, sendo uma “trienal” (nem sabia da existência do termo), alguns restaurantes novos (vou postar um japonês mara), a peça “The Audience” (com a magistral Helen Mirren, esta imperdível) e… Um filme!

Como era domingo, só mulheres, fizemos uma programação à nossa imagem e semelhança, “brunch downtown” e cineminha, com minhas filhas mais Mariana Veiga e Cleucizinha Oliveira, duas “sobrinhas” que amo, moradoras da cidade, e uma unanimidade: a escolha do filme…

 

O par romântico estrelado pela linda Lily James, como Ella, e Richard Madden como o Príncipe Kit.

O par romântico “meant to be” estrelado por Lily James, como Ella, e Richard Madden como o Príncipe Kit, com a roupa de casamento: Lindosssssssss!!!

 

“Vamos ver a nova versão da Disney de Cinderella”, bradaram uníssonas! Eu, confusa com a escolha, segui a multidão e ainda bem: O filme é magia pura e encanta a todos os que acreditam que a vida pode ser surpreendente…

Dirigido pelo inglês Kenneth Branagh e com elenco acertadíssimo, o roteiro segue a estória original da Gata Borralheira de 1697, by Charles Perrault, tem locações deslumbrantes e vestidos lindos, que agradam aos “fashionistas” mais exigentes.

 

A craque Sandy Powell, figurinista detentora de 3 Oscar, a caminho do quarto: Seu trabalho é espetacular!

A craque Sandy Powell, figurinista detentora de 3 Oscar, a caminho do quarto: Seu trabalho é espetacular!

 

Desenhado pela “tri-oscarizada” Sandy Powell, o figurino é surpreendente e mistura a estética dos contos de fadas com o estilo dos anos 40 e muito talento pra fazer esta química funcionar. O resultado enche os olhos do espectador tanto quanto reforça a trama e a personalidade das personagens.

 

Este é o croquis do vestido de baile: Como de uma aquarela, imaginou

Este é o croquis do vestido de baile: Como de uma aquarela, imaginou Sandy Powell!

 

Close no vestido apoteótico que Cinderella abafa no baile!

Close no vestido apoteótico com o qual Cinderella abafa no baile!

 

Assim, o vestido do baile de Cinderella, além da beleza, o modo como foi concebido ajuda na sensação de “dançando nas nuvens”, no famoso “pas de deux” com o príncipe, sem precisar recorrer aos efeitos especiais.

 

Vejam o movimento que tem o vestido: Mágico!

Vejam o movimento que tem o vestido: Mágico!

 

Feito com mais de 240 metros de tecido, 10 mil cristais Swarovski, mais de 5 Km de costuras e nove cópias (“just in case”), a grande sacada fica por conta das 8 camadas de anáguas de tecido muito fino, em tons variados de azul, verde e roxo: “Por isso, quando ela se movimenta, as camadas se movem de uma forma semelhante a da água”, explica a maravilhosa Sandy!

 

"O diabo veste..." aqui Cindy Powell, no caso a madrata, e é divinamente má na pele da musa Cate Blan

Eis a madrasta diabólicamente sublime, Lady Tremaine, vivida por minha musa Cate Blanchett: Chique até não poder mais!

 

tumblr_njnkayFCdQ1tp4fo4o1_1280

O maravilhoso “gown dress” com que a madrasta vai ao baile: Sensação!

 

E o que são as roupas da maravilhosa madrasta, encarnada magistralmente pela diva Cate Blanchette? Equilíbrio perfeito entre glamour e maldade, conseguem a proeza de extrair sentimentos dos looks, se é que isto é possível!

 

Sophie McShera como Drisella e Holliday Grainger como Anastasia são diversão master com seus looks ridículos!

Sophie McShera como Drisella e Holliday Grainger como Anastasia são diversão master com seus looks ridículos!

 

E, na sequência, Anastásia e Drizella, as filhas malas da malvada, nem precisaram ser horrendas ( Vividas pelas charmosas Holliday Grainger e Sophie McShera, respectivamente). Sempre vestidas idênticas, mas em cores diferentes, como personagens de filme de animação, o ridículo imposto pelas hilárias indumentárias encarrega-se do estrago visual, sem recorrer à feiura física. Genial!

 

Helena Bonham Carter 'é a madrina super star com seu sintilante vestido que até Madonna usaria...

Helena Bonham Carter é a madrinha super star, com seu cintilante vestido digno de Madonna…

 

E chegou a vez dela, o sonho de consumo número um de qualquer mulher sincera e racional deste planeta, ou você nunca imaginou-se tendo uma fada madrinha, quando o bicho pega?! A do filme, vivida por Helen Bonham Carter, é muito divertida e vaidosa. Como a afilhada, também ganha vestido novo pro baile, pode?! Sorry, mas pra descreve-lo, preciso de ordem de grandeza: Foram usados 120 m de tecido, 400 lâmpadas LED e milhares de cristais Swarovski, que dão um efeito pop ao modelito estratosférico que, medido de frente, tem metro e meio de pura “cintilância”!

 

Lily e na inauguração da vitrine temática da gloriosa Saks Fifith Avenue: NYC é Cinderalla!

Lily James e Richard Madden na inauguração da vitrine temática da gloriosa Saks Fifith Avenue: NYC loves Cinderalla!

 

Onze estilista bombados como Charlotte Olympia, Manolo Blahnik e Jimmy Choo fizeram suas versões do sapatinho de cristal: Frisson fashion!

Onze estilista bombados como Charlotte Olympia, Manolo Blahnik e Jimmy Choo fizeram suas versões do sapatinho de cristal: Frisson fashion!

 

Refeita do susto e de volta às ruas reparei, finalmente, que muitas vitrines reverenciavam o filme e que era o “fashion talk of the town”. Basta dizer que onze grandes “designers” de sapato, a pedido da Disney, criaram uma releitura do sapatinho mais famoso ever: O de cristal e da Cinderella, “bien sûre”.

 

Eis o sapatinho mais famoso da história na versão 2015! Aproveitando a febre, foram feitas 400 unidades para serem vendidas aos aficcionados. Feito com 221 facetas de Swarovski que refletem a luz, dando o efeito mágico,

Eis o sapatinho, versão 2015! Aproveitando a febre, foram feitas 400 unidades para serem vendidas aos aficcionados, mundo afora. Feitos com 221 facetas de Swarovski que refletem a luz, dando o efeito mágico desejado, no Brasil custará a bagatela de R$8490 com um pequeno detalhe: Quem comprar leva só o pé que a Cinderella perdeu. O outro é da princesa forever, pessoal e intransferível…

 

Portanto, se quiserem deliciar-se com estória da carochinha, atores bárbaros, roupas lindas e locações encantadoras se organize pois quinta, dia 26 de março, será o lançamento do filme no Brasil…
Com o lema “Seja corajosa e tenha um bom coração”, Cinderella é escapismo da melhor qualidade! BN

 

Fiquem com a beleza da fachada do palácio do Príncipe Kit e até quinta nos cinemas... Vou ver de novo!

Fiquem com a beleza da fachada do palácio do Príncipe Kit e até quinta nos cinemas… Vou ver de novo!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...