Eis o lindo Museu Dior, em Granville na Normandia!

Eis a linda “Ville Les Rhumbs”, onde está instalado o Museu Dior, em Granville na Normandia!

 

Dia destes, ganhei um maravilhoso perfume da Dior e fiquei intrigada quando li que as flores, de sua composição, vinham do “Jardim Dior”… Pensei, vou atrás deste lugar que deve ser perto de “heaven”. Só que a vida tão corrida varreu, lá pros redutos de Freud, a minha mais firme intenção de conhecê-lo até que me deparei, de novo, com outra notícia, sobre o mesmo jardim: aí o acaso virou destino, parei tudo e aqui estou, contando pra vocês sobre a maravilha que conheci.

 

Christian Dior em seu divino jardim!

Christian Dior em seu divino jardim!

 

Tudo começou quando a família Dior comprou, em 1905, a “Ville Les Rhumbs”, um palacete encantador, construído no final do século XIX pelo armador Beust, no alto da falésia de Granville, em frente às ilhas Anglo-Normandas e perto do irônico Monte San Michel. Nossa, quanta beleza junta…

 

Outro ângulo da adorada casa da infância de Christian Dior!

Outro ângulo da adorada casa da infância de Christian Dior,

 

Do jardim vê-se o mar...

Do jardim vê-se o mar… Que visual!

 

Les Rhumbs é a divisão de uma rosa dos ventos... Esta está no jardim.

“Les Rhumbs”  vem da divisão de uma rosa dos ventos… Por isso este mosaico no jardim.

 

E foi nesta maravilha de cenário que cresceu seu mais ilustre morador, o grande Christian Dior, que assim a descreveu em sua autobiografia, “Dior por Dior”: “… é a casa de minha infância. Dela, guardo as lembranças mais meigas e maravilhadas. O que digo? Minha vida, meu estilo, devem muitíssimo à sua arquitetura e localização”.

 

O lindo roseiral do Jardim Dior plantado, inicialmente, pela mãe do costureiro, Madeleine Dior!

O lindo roseiral do Jardim Dior plantado, inicialmente, pela mãe do costureiro, Madeleine Dior!

 

Look da piscina...

Look da piscina…

 

A charmosa pérgola...

A charmosa pérgola…

 

O recanto do jardim delicioso e extensão da casa de chá.

O recanto do jardim delicioso e extensão da casa de chá.

 

O tempo passou e a crise dos anos 30 pegou a família do sucedido comerciante Maurice Dior em cheio. Por isso, em 1932, ele é obrigado a vender seu “personal kingdom” para a prefeitura de Granville, que manteve a propriedade fechada até 1938, quando autoriza a visitação pública de seu lindo jardim.

 

Cartaz da exposição "Dior, La Revolution du New Look".

Cartaz da exposição “Dior, La Revolution du New Look”.

 

Daí à bela “Ville Les Rhumbs” virar centro cultural foi uma longa jornada que resultou no único museu, em toda França, dedicado à vida e obra de um costureiro e ao sucesso de sua casa de costura. BN

 

Croquis de u tailler bar, carro-chefe do New Look criado por Dior e que revolucionou a moda ocidental

Croquis de um tailler bar, carro-chefe do New Look criado por Dior, que revolucionou a moda ocidental.

 

CLIQUE PARA O SITE.

 

 

Perfect-lips

 

Existe a tão sonhada perfeição? Acho que não, mas ficar próxima à ela, e ao menos estar satisfeito com o resultado já é muito bom!

Leiam o que a Dra. Doris Hexsel nos conta sobre os lábios!

AC

Os múltiplos passos para um lábio perfeito

“Os lábios são estruturas importantes na aparência da face, sendo considerada a mais importante na metade inferior da face. Com o passar da idade, os lábios perdem volume. Infelizmente, hoje em dia, há muitas pessoas com lábios excessivamente grandes, cujos volumes foram adquiridos por preenchimentos, algumas vezes por materiais impróprios. Dessa forma, os lábios podem contribuem para a beleza de um rosto, tornando-o mais bonito ou causando uma aparência esquisita.

 

blog-perfect-lip-lip_implant

Podemos valorizar uma face interferindo nos lábios. Para isso, utilizamos preenchedores a base de ácido hialurônico, que são preenchedores transitórios, sendo os mais seguros e produzindo os resultados mais naturais.

 

perfect-red-lip

 

Ao intervirmos nos lábios, seguimos também outros passos, entre eles:

– Repomos as perdas naturais que acontecem com a idade, mas sem exagerar.

– Estabelecemos uma relação adequada entre os volumes do lábio inferior e do lábio superior.

– Corrigimos assimetrias.

– Tratamos as rugas peri-orais.

– Refazemos o filtro (aquelas colunas entre o nariz e o lábio superior) e o chamado “V” do cupido, que tende a ficar menos evidente com o passar da idade.

 

Creating-perfect-lips-by-lip-specialist-Dr.-Tim-Neavin-Copy

Too-Faced-Perfect-Lips-3164

 

– Tratamos as proximidades, incluindo rugas periorais (“código de barras”), cicatrizes e os sulcos ao redor da boca.

Podemos fazer transformações maiores ou menores, interferir em muitos detalhes, mas sempre buscando resultados naturais, valorizando a beleza do rosto e buscando um efeito rejuvenescedor.

LipInjectionFillers

A forma e a anatomia do lábio de cada pessoa precisa ser respeitada, além das características de gênero: os homens tem lábios mais finos e retilíneos enquanto as mulheres tem lábios mais volumosos e em forma de coração.”

 

Dra. DORIS HEXSEL para o 40 FOREVER

OBS: As fotos foram todas selecionadas por mim, AC, para ilustrar o texto mandado pela Dra. Doris!

 

DORIS HEXSEL

doris@hexsel.com.br

www.hexsel.com.br
Clinica Hexsel de Dermatologia
Dom Pedro II 1592
Cep 90550-141
Porto Alegre – RS   Fones: (51) 3264 1234 e 3264 7353 Fax (51) 3395 1075
Rua Visconde de Pirajá 550 – Sala 107 – Subsolo – Ipanema – 22410-002 – Rio de Janeiro  Fone/ Fax (21) 2431 0160

 

AC

Captura de Tela 2016-05-19 às 5.41.36 PM

 

Brigitte Anne Marie Bardot ( 28 de Setembro 1934 ) foi o simbolo sexual dos anos 50 /60, eleita pela revista Times como um dos 100 nomes mais influentes da história da moda.

Seu primeiro filme ela tinha apenas 17 anos “Le trou normand” e no mesmo ano casou-se com Roger Vadim, que faria com ela o filme de maior sucesso de sua carreira “Et Dieu cria la femme “( E Deus criou a mulher ). Ela era um mito na Europa e nos Estados Unidos.

 

 

Além de ser a responsável pela popularização de Saint Tropez, na França, ao se mudar para lá no verão de 1964, Brigitte Bardot também mudou a vida de uma pequena cidade do litoral do Rio chamada Búzios, onde ficou hospedada em suas visitas pelo Brasil.

 

Captura de Tela 2016-06-19 às 7.01.04 PM

Bob Zaguri e Brigitte Bardot.

 

Foi na companhia do namorado Bob Zaguri, um playboy e produtor marroquino, que viveu muitos anos no Brasil, que Brigitte conheceu Buzios. Depois de sua visita ter sido acompanhada diariamente pelos jornais e recheada de fotografias, Búzios foi ‘descoberta’, e virou até município, se tornando um dos pontos mais sofisticados e procurados do verão brasileiro e internacional.

 

Captura de Tela 2016-06-19 às 7.00.33 PM

Estátua de Brigitte Bardot em Búzios.

 

SEUS CASAMENTOS.

Em 1950 Brigitte Bardot se casou com Roger Vadim (que também foi casado com Catherine Deneuve e com Jane Fonda)  e que foi o responsável por deslanchar o seu sucesso, mas o casamento só durou 6 anos pois se apaixonou por Jean Louis Trintignant no filme “Et Dieu cria la femme”.

 

Captura de Tela 2016-06-19 às 6.58.26 PM

Roger Vadim e Brigitte Bardot.

Captura de Tela 2016-06-25 às 11.09.00 PM

Bardot com jean Louis Trintignant no filme que ela se apaixonou por ele.

Em 1959 se casou com o ator Jacques Charrier que lhe deu seu único filho, Nicolas Jacques Charrier, o qual ela abandonou com o pai quando os dois se separaram.

O terceiro casamento foi com o playboy e multimilionário alemão Gunter Sachs. Eles se conheceram em 1966, apresentados por amigos em comum. Algumas horas depois de terem se conhecido, Sachs enviou um helicóptero até a casa de Bardot em Saint Tropez, e cobriu a casa dela com pétalas de rosas vermelhas. Os dois se casaram quatro semanas depois em Las Vegas, e esta história divina foi uma das mais comentadas no mundo internacional do jet set.

 

Captura de Tela 2016-06-19 às 7.31.51 PM

Gunther Sachs e Brigitte Bardot.

 

O quarto e último casamento realizado em 1992, e que perdura até hoje, foi com Bernard D’Ormale, um conselheiro político de Jean Marie Le Pen, ex-presidente da Frente Nacional francesa, principal partido de extrema direita da França.

Brigitte Bardot, após ter feito mais de cinquenta filmes, deixou todo este mundo do glamour, e se mudou para sua linda casa em Saint Tropez ; ‘La Madrague”  se dedicando simplesmente a salvar os animais.

 

Captura de Tela 2016-06-19 às 7.02.59 PM

Vista de ‘La Madrague”em Saint Tropez.

 

Em 1986 criou a fundação Brigitte Bardot, convidou o Dalai Lama para ser membro honorário, e sua fundação foi considerada utilidade publica pelo governo francês. Ela se dedicou a causas nobres como a proibição da caça as baleias, a salvar cães de briga, liderou campanhas contra a fabricação de casacos de pele, lutou pelo fim das touradas.

Brigite Bardot foi um ícone do século XX , musa da beleza sexy e do charme, e de um mundo onde reinava o glamour total!  MP

 

Captura de Tela 2016-06-19 às 7.00.12 PM

 

 

Tipo streep tease: revelando a iguaria aos poucos...

Tipo streep tease: revelando o divino doce de batata roxa aos poucos…

 

Aproveitei nossas gloriosas férias para dar uma de Ferán Adriá do brejo…  Para tanto, montei, com a maravilhosa Irene, um humilde laboratório na minha cozinha e nele desenvolvemos (eu falando e ela criando) algumas novas receitas e fáceis, prá gente continuar rolando um lero, no quatro bocas, numa boa.

 

Lembram desta foto na feijoada linda que eu fui?!

Lembram desta foto na feijoada linda que eu fui?!

 

Começo a “desovar” as novidades, por uma promessa: aquele doce de batata roxa surreal, que vimos num post sobre uma linda mesa de feijoada, lembram?
Pois conseguimos fazer, em casa, seu clone e, cá entre nós, de tão bom não deve nada ao seu primo mais chic, o marron glacé. Vamos à receita…

 

Este é o meu ( da Irene) clone....

Este é o meu ( da Irene) clone….

 

INGREDIENTES:
-1 1/2 Kg  Batata roxa;
– 1/2 Kg Açúcar cristal;
– 2 Xícaras de água.

PREPARO:
– Lave e descasque as batatas;
– Ponha em uma panela as batatas, o açúcar e a água;
– Deixe cozinhar, em fogo baixo, mexendo o tempo todo, devagar, até que a batata enteje cozida, já pastosa (soltando os pedaços);
– Caso a água seque, antes da batata estar no ponto ideal de cozimento, acrescente um pouco mais de água, tomando cuidado para não encharca-lo;
– Quando as batatas estiverem perfeitamente cozidas, passe-as numa peneira, amassando, até formar um purê. Só assim ela terá uma textura fina ideal.
– Pegue, então, este purê e volte com ele ao fogo brando e continue mexendo, até dar o ponto do doce, que é quando ele estiver: cremoso, lustroso e soltando do fundo da panela.
– Para dar uma pista, é o mesmo processo do brigadeiro, que só está pronto quando passamos a colher e sua massa está uniforme e compacta, soltando, como uma única porção, do fundo da panela. E como seu irmão de fé, ele também fica puxa-puxa!
– Detalhe: Demora em torno de 2 1/2 h de cozimento.
– Importante: Não ponha na geladeira pois endurece.

Depois, é só servir com um queijo minas maravilhoso e, no dia seguinte, correr pro Céééésarrrrr!!! BN

 

Close up pra dar água na boca....

Close up pra dar água na boca….

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...