BANGCOC BY ANDREA DE ANDRADE RAMOS

Pedi a minha querida amiga Embaixatriz Andrea Andrade Ramos que me fizesse um roteiro de Bangcoc onde atualmente está morando. Ai vai:

Meu roteiro de Bangcoc é o seguinte:

Mercado de artesanato Chatuchak

A cidade tem mil atrações. E para todos os gostos. O turista precisa, no entanto, estar de cabeça aberta e ser capaz de curtir o que há de luxo e o que há de “trash”. Em ambos os polos existe algo a experimentar e aproveitar. Desde o mercado de artesanato, o ChatuChak, a sofisticação dos hotéis 5 estrelas. Afinal esse é o grande trunfo da cidade: juntar tudo e provocar o visitante em todos os sentidos. E deixa-lo tonto e perplexo…

Fotos feitas por Andrea- Templo de Wat Pho , o único aberto a noite toda.

Um roteiro tradicional incluiria o Grand Palace, o Wat Pho (Templo do Buda Deitado, o único que fica aberto a noite. Depois das 17hs fica bem vazio!) Wat Arun, a casa do Jim Thompson (com almoço no restaurante depois, ou antes da visita), o Mercado Flutuante, o Mercado das Flores.

 

Tudo isso é um must. Assim como almoçar, ou jantar, a beira do rio Chao Praya na varanda do Mandarin Oriental. E pedir uma salada de pomelo de entrada e pad thai (ou green curry) de prato principal. E quem quiser arriscar sobremesa eu sugiro stiky rice&mango com sorvete de coco. O Blue Elephant tem ótima reputação e oferece aula de cozinha tailandesa  (incluindo uma ida ao mercado) com direito a comer o que se preparou.  O aluno ganha um kit que inclui avental com logo do restaurante. É divertidissimo. O lugar é bárbaro e vale uma ida a noite para jantar. Para relaxar tem duas opções: massagem num dos mil spas e/ou drinks em algum dos bares no topo dos arranha-céus da cidade.

Restaurante Blue Elephant

A melhor casa de massagem tradicional em Bangcoc: Health Land. E a melhor da cadeia está em Asoke. Vou lá 2 vezes por semana. Um delirio. Spa de luxo? Mandarin Oriental e o recém-inaugurado spa do St. Regis. Esse ultimo é imperdivel. Mas spas abundam na cidade e hotéis como o Peninsula, o Banyan TreeMetropolitanHyatt Erawan, tem ótimos spas. Para drinks o Sky Bar deixa qualquer um boquiaberto com a vista espetacular.E tem bom jazz. O meu preferido para drinks, logo ao cair da tarde, é o Vertigo, no topo do Banyan Tree Hotel. É menos turistico e a vista de 360 graus da cidade é fantastica. O Long Table tem ótimo som lounge e a vantagem de boa comida (os outros são mais fracos pra jantar). Fica perto do Health Land e pode-se fazer massagem antes, ou depois. Tanto faz. O Health Land so fecha as 23hs…

 

Bed Super Club

Outro bar/restaurante badalado é o Bed Super Club.O jantar envolve uma performance de grupos alternativos. E depois, as 22hs, a boite abre ao público com duas opções: som eletrônico de um lado e musica disco do outro.O charme aqui é comer deitado num sofá-cama. O ambiente é todo branco, parece uma nave espacial. Incrivel! Para quem gosta de comida mais spyce tem o Bolan. Um lugar super in. Mas tem que aguentar a pimenta.Outras dicas: Chines: China House, ao lado do Mandarin Oriental. Italiano? Zanotti. Frances do momento: Uncle John. Deixou de ser segredo e com isso anda lotado.O chef trabalha na cozinha do Sukotai, mas a noite serve os mesmos pratos pela metade do preço. Mas o lugar é um boteco…

Para compras além das marcas conhecidas (todas estao no Paragon e/ou no Emporium) eu recomendo a loja do Jim Thompson em Silom. São vários andares com sedas, roupas e acessórios do maior bom gosto. A loja da Arte de Vivre no Mandarin, ou no 4 Seasons, para quem gosta de joias (carregadas) e objetos que misturam prata com madreperola, vale a pena.E last but not least tem o imperdível ChatuChak Market. Tem tudo. É imenso! Bom para artesanato, celadon, faqueiros, antiguidade e bugingangas. Mas leve um assecla para carregar as sacolas e uma ventarola. O calor é saarico.

Enfim, Bangcoc tem mil opções.E não cobri a metade. Para os viajantes descolados o Blue Planet é o guia indicado. O LUXE Bangkok tem as dicas mais sofisticadas. É pequeninho, super bem escrito e cabe na bolsa! E o Time Out da cidade permite acesso pela internet. É otimo guia, com cobertura bem ampla e de grande qualidade. No mais compre a Thailand Tatler do mês e fique em dia com o jet set local e as últimas novidades em matéria de hotéis, restaurantes, cultura.

Depois deste roteiro da Andrea estou louca para embarcar para Bangcoc!

MP

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um comentário para Anônimo Cancelar resposta