DICA PARA EXPERIMENTAR PULSEIRAS!

 

A dica deste post, aprendi nesta charmosa loja de Salzburg!

A dica deste post, aprendi nesta charmosa loja de Salzburg!

 

Se eu estiver descobrindo a pólvora junto com Marco Polo, e contar o que vocês todas já soubem desde o século XII, mil perdões, é a minha distração crônica. Mas achei esta dica tão boa que lembrei de Colombo e seu ovo. Vamos à ela…

 

Quando eu experimentava estas lindas escravas de madeira da foto, veio a atendente com esta pequena grande idéia, pelo menos para mim!

Quando eu experimentava estas lindas escravas de madeira da foto, veio a atendente com esta pequena grande idéia, pelo menos para mim!

 

Aprendi, na charmosa Wonh Design, loja de bijuteria super descolada em Salzburg, uma maneira irrefutável para acertar o tamanho das pulseiras escravas sem fecho já que, pelo menos eu, tenho uma tendência a compra-las um tamanho acima e depois, passo a vida equilibrando-as para não escorrerem mão abaixo.

 

Mini passo a passo: eis a meia/luva!

Mini passo a passo: eis a meia/luva!

 

Eu experimentando: se a pulseira não entrar justa, esquece!

Eu experimentando: se a pulseira não entrar justa, esquece!

 

Para acertar de vez, basta colocar uma meia de seda como uma luva, na hora de experimentar… Tiro certeiro. Tenho uma hoje, na minha gaveta de bijuteria, pois além de acertar o tamanho, ajudam na hora de calçar as pulseiras, evitando machucar-nos! BN

PS: A querida leitora Patrícia Corado acrescenta que, na falta da meia, um saquinho plástico faz papel de dublê perfeitamente…

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

10 ideias sobre “DICA PARA EXPERIMENTAR PULSEIRAS!

  1. Ótima dica, Bebel! Adorei!
    Assim como os saquinhos plásticos também; nunca tinha ouvido falar em nenhum dos dois, vou já deixar uma meia à mão na minha gaveta de bijoux. 😉
    Beijos da Sandra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *