QUATRO BRASILEIROS GANHAM O OSCAR…

… POR ENQUANTO, DA GASTRONOMIA: VEJAM!

Alex Atala, chef do DOM, é o quarto colocado!

A lindíssima chef gaúcha Helena Rizzo e seu parceiro Daniel Redondo colocaram o Maní, maravilhoso restaurante paulistano em quinquagésimo primeiro lugar!

A MUSA DO BLOG e talentosíssima chef, Roberta Sudbrack, estréia na lista em septuagésimo primeiro lugar: VIVA!

50th BEST 2012
Eis a lista dos 100 melhores restaurantes do mundo, 2012! 

1º- Noma – Dinamarca
2º- El Celler de Can Roca – Espanha
3º- Mugaritz – Espanha
4º- D.O.M. – Brasil
5º- Osteria Francescana – Itália
6º- Per Se – Estados Unidos
7º- Alinea – Estados Unidos
8º- Arzak – Espanha
9º- Dinner by Heston Blumenthal – Inglaterra
10º- Eleven Madison Park – Estados Unidos
11º- Steirereck – Áustria
12º- L’Atelier – França
13º- The Fat Duck – Inglaterra
14º- The Ledbury – Inglaterra
15º- Le Chateaubriand – França
16º- L’Arpège – França
17º- Pierre Gagnaire – França
18º- L’Astrance – França
19º- Le Bernardin – EUA
20º- Frantzén/Lindeberg – Suécia
21º- Oud Sluis – Holanda
22º- Aqua – Alemanha
23º- Vendôme – Alemanha
24º- Mirazur – França
25º- Daniel – EUA
26º – Iggy’s – Cingapura
27º- Narisawa – Tóquio
28º- Nihonryori RyuGin – Japão
29º- Quay – Austrália
30º- Schloss Schauenstein – Suíça
31º- Asador Etxebarri – Espanha
32º- Le Calandre Padua – Itália
33º- De Librije – Holanda
34º- Fäviken Järpen – Suécia
35º- Astrid y Gastón – Peru
36º- Pujol Mexico City – México
37º- Momofuku Ssäm Bar
38º- Biko – México
39º- Waku Ghin – Cingapura
40º- Quique Dacosta – Espanha
41º- Mathias Dahlgren – Suécia
42º- Hof Van Cleve – Bélgica
43º- The French Laundry
44º- Amber – China
45º- Vila Joya – Portugal
46º- Il Canto Siena – Itália
47º- Bras – França
48º- Manresa – EUA
49º- Geranium – Dinamarca
50º- Nahm – Tailândia
51º- Mani – Brasil
52º- Bo Innovation – China
53º- Les Amis – Cingapura
54º – Caprice – China
55º- Ristorante Cracco – Itália
56º-Chez Dominique – Finlândia
57º -The Tasting Room – África do Sul
58º -Coi – EUA
59º -Combal Zero – Itália
60º -Varvary – Rússia
61º -Marque – Austrália
62º -Malabar – Peru
63º -Attica – Austrália
64º -La Maison Troisgros – França
65º -Sant Pau – Espanha
66º -Jean Georges -EUA
67º -Martín Berasategui – Espanha
68º – Restaurant Andre – Cingapura
69º -Spondi – Grécia
70º -Dal Pescatore – Itália
71º -Roberta Sudbrack – Brasil
72º -La Vie – Alemanha
73º -Maison Pic – França
74º – The Test Kitchen – África do Sul
75º – Restaurant Relae – Dinamarca
76º -Tetsuya’s – Austrália
77º -Blue Hill At Stone Barns – EUA
78º -Guy Savoy – França
79º – Momofuku Ko – EUA
80º – Viajante – Inglaterra
81º – La Grenouillère – França
82º – Robuchon à Galera – China
83º – Zuma – Emirados Árabes
84º – Buhkara – Índia
85º – Die Schwaldstube – Alemanha
86º – Tantris – Alemanha
87º – Septime – França
88º – Le Gavroche – Inglaterra
89º – Piazza Duomo – Itália
90º – Masa – EUA
91º – Landhaus Bacher – Áustria
92º – In De Wulf – Bélgica
93º – Lung King Heen – China
94º – Hibiscus – Londres
95º – Mr And Mrs Bund – China
96º – La Petit Maison – Emirados Árabes
97º – Restaurant Sat Bains – Inglaterra
98º – Chez Panisse – EUA
99º – Chaika – Rússia
100º – Hakkasan – Inglaterra

 QUE LISTA É ESTA?

Organizada pela revista inglesa “Restaurant”, a lista “S.Pellegrino World’s 50 Best Restaurants” é um retrato anual das opiniões e experiências de 837 especialistas, escolhidos para julgar os melhores restaurantes do mundo. O que constitui o “melhor” é deixado a critério destas pessoas viajadas e confiáveis, que compõem a “Academia Electrolux dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo”.

A Academia é composta por 27 regiões distintas do mundo. Cada região tem seu próprio painel de 30 membros composto por donos de restaurantes, chefs, escritores de comida e viagens e gourmands e um presidente, que dirige este painel. Os presidentes da Academia são selecionados pela revista “Restaurant” por seu conhecimento e visão da cena dos restaurantes, em cada região.

Não há critério, pré-determinado, para que o voto  seja decidido. Assim, uma experiência interessante em um estabelecimento simples, onde descobre-se inovação excepcional, pode ser julgada melhor do que uma refeição mais opulenta, em um restaurante amplamente festejado. A escolha fica inteiramente a critério dos membros julgadores. Tudo o que os organizadores  pedem é que sejam respeitadas algumas regras. Os resultados da lista são o simples cômputo de todos os votos expressos pelos membros da Academia, em todo o mundo. Detalhes: nossa “Blogueira por Uns Dias”, a maravilhosa e incansável Vanda Klabin, personal Sherazade do BLOG por ter sempre uma história incrível pra nos encantar, é membro da Academia: poderosa… E o paulista Josimar Mello, que faz parte da comissão que escolhe o júri, é prova viva da pluralidade do espírito que abençoa esta escolha. Modernidade à flor da pele!

Esta lista é baseada, sobretudo, em experiências pessoais. Com isso, ela nunca pode ser considerada definitiva mas é, sem dúvida, uma pesquisa honrosa de gostos atuais e um indicador crível dos melhores lugares para comer em todo o mundo!

A lista é publicada on-line (aqui) e na revista Restaurant, depois de anunciada na cerimônia de premiação, em Londres, no final de abril de cada ano (em 2012, foi na segunda-feira, dia 30). Os presidentes da Academia, os 50 melhores chefs do mundo, a mídia mundial e patrocinadores participam da cerimônia. E é a arquirrival, no momento, à emblemática constelação distribuida pelo francês Guia Michelin, aos seus restaurantes prediletos.

Três brasileiros estão na lista de cem melhores do mundo:
Alex Atala, chef do restaurante D.O.M, em Sampa, que ano passado esteve em 7º lugar, pulou para 4º e o restaurante Maní, também paulista, de Heleza Rizzo e Daniel Redondo, 74º ano passado, saltou para a 51º posição.
A grande novidade é a estréia da chef Roberta Sudbrack, que comanda o restaurante homônimo no Rio de Janeiro, na 71ª posição. Congratulações aos quatro, merecem todas as honrarias, são profissionais de “mãos repletas”! BN

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 ideias sobre “QUATRO BRASILEIROS GANHAM O OSCAR…

    • É verdade e este prêmio tem o grande mérito da abrir o leque. Basta ver o primeiro colocado, já há algum tempo, o Noma dinamarquês. Já estive lá e foge do padrão estéticos dos grandes da terra, apesar de ser enorme também, de uma outra maneira! Bjs e muito obrigada por nos visitar BN

  1. Parabéns ao Brasil e a seus criativos chefs.
    Muito + reconhecimentos virão!
    Garotas, só uma observação: tudo bem que sou de Curitiba, poderia “puxar a sardinha”….mas a Helena do Maní, é gaucha.

  2. Nossos chefs estão de parabéns. Mas o Maní é um dos meus favoritos. Simplesmente ma-ra-vi-ilho-so.
    Vale a pena ir qdo vierem a SP.
    bj Sandra

  3. Parabéns aos chefs brasileiros à todos eles, a Alex Atala, em especial, porque foi um grande prazer ir ao D.O.M e sair muito satisfeita, gosto muito da cozinha amazônica, do tucupi e que tais que despertam seu interesse, então tudo fica muito interessante na composição de seus pratos, que continuem fazendo sucesso esses ótimos e criativos chefs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *