Gosto deles cortados pequeninos para comermos tipo bocado!

Gosto deles cortados pequeninos para comermos tipo bocado!

 

Este salgadinho é delicioso pois mistura doce com salgado, amo. E sua origem é mega DOC pois nos inspiramos para “criá-lo”, Irene & eu, num divino e de atum, da casa de AC. Tomara que gostem!

 

Os ingredientes!

Os ingredientes!

 

INGREDIENTES (RENDE 50 UNIDADES):
– 1 Pão de Forma, tipo “Torta Fria”: cortado ao comprido;
– 100 G Queijo gorgonzola;
– 50 G Queijo Philadelphia light;
– 50 G Cerejas (ou cranberries) desidratadas ou em calda, picadas;
– 2 Colheres rasas de azeite;
– Pimenta do reino e sal a gosto.

 

Close up no pão!

Close up no pão!

 

Agora a vez da cereja: esta é a que usamos, desidratada. Tem no Zona Sul e Hortifrutti!

Agora a vez dos “berries” secos (cerejas ou cranberries): esta é a marca que usamos, desidratada. Tem no Zona Sul e Hortifrutti!

 

O queijo, não tem erro, mas não custa nada mostrar!

O queijo, não tem erro, mas não custa nada mostrar!

 

PREPARO:
– Misture os queijos, o azeite, o sal e a pimenta do reino, amassando para fazer um creme homogêneo e reserve;
– Umedeça um pano de prato limpo e coloque-o sobre a mesa de mármore ou pia aberto;
– Pegue uma das fatias do pão de forma e coloque-a numa metade do pano de prato e com a outra metade do pano, cubra-a;
– Passe o rolo de pastel por cima, “abrindo” a fatia de pão como se fosse massa, até ela ficar bem fininha;
– Descubra a fatia de pão, que agora estará ultra fina;
– Com uma espátula, cubra esta fatia de pão com parte do “creme de queijo” que está reservado e salpique parte das cerejas picadas, ao longo dele;
– Enrole tudo, como se fosse um rocambole, e corte em rodelas, no tamanho que desejar;
– Repita este processo até terminar os ingredientes.

Quando quiser variar, invente recheios para o seu mini rocambole: ele é sempre um su! BN

 

 

Eis um primo longe do divino "Mont Blanc" mas que é muito gostoso!

Eis um primo longe do divino “Mont Blanc” mas que é muito gostoso!

 

Na época do natal, mostrei num jantar “vapt vupt”, um primo em terceiro grau da divina sobremesa “Mont Blanc”: sorvete de creme com uma compota de castanhas jogada por cima que servi, lembram do post?!

Pois, finalmente, conto pra vocês a receita que fica divina o ano todo! BN

 

Close na compota de castanhas...

Close na compota de castanhas…

 

INGREDIENTES:
– 1 Kg Castanhas portuguesas;
– 1/2 Kg Açúcar Fit União;
– 2 1/2 Xícaras de água;
– 2 Xícaras de açúcar mascavo;
– 1 Flor de anis.

 

Das maiores iguarias da face da terra, na minha modesta opinião, marrom glacê do divino é uma afete pra fazer... Esta receita é mais de compota... Não custa nada sonhar!

Das maiores iguarias da face da terra, na minha modesta opinião, marrom glacê do divino é uma afete pra fazer… Esta receita é mais de compota… Não custa nada sonhar!

 

PREPARO:
– Lave as castanhas e dando um talho em cima e embaixo de sua casca, pra facilitar descasca-las;
– Cozinhe as castanhas por 10 minutos na panela de pressão;
– Descasque-as e reserve;
– Faça uma calda com o açúcar Fit misturado ao mascavo mais 2 xícaras de água com a flor de anis;
– Deixe a calda engrossar;
– Junte as castanhas à ela, ainda no fogo e misture lentamente;
– Diminua o fogo e deixe a calda formar um ponto de fio grosso;
– Importante: não pode passar daí e chegar ao ponto de bala mas a calda deve ser cremosa.

 

 

Como esqueci de tirar foto das peras no jantar que mencionei, pedi pra fada Irene Lopes fazer de novo!

Como esqueci de tirar foto das peras no jantar que mencionei, pedi pra fada Irene Lopes fazer de novo!

 

Esta receita é em homenagem à minha querida amiga Patrícia Peltier que, apesar de cozinhar o fino, resolveu fazê-la, teve uma dúvida e quis tira-la logo com quem? Eu, pode?!

 

Como esqueci de fotografar, tenho a visão panorâmica do que servi: elas estão na travessa da esquerda...

Como esqueci de fotografar, tenho a visão panorâmica do que servi: elas estão na travessa da esquerda…

 

É que estas pêras acompanhavam o tender numa ceia “vapt vupt” que fiz em casa depois do encerramento de um curso, lembram? Promessa é dívida, eis sua receita Patrícia amada! BN

 

Partimos destas mini pêras que são "acháveis" no Hortifruti ou em supermercados.

Partimos destas mini pêras que são “acháveis” no Hortifruti ou em supermercados.

 

INGREDIENTES (PARA UMA EMBALAGEM COMO A ACIMA):
– 10 Pêras descascadas;
– 1/2 L Vinho tinto (razoável);
– 250g Açúcar;
– 1 Flor de anis

PREPARO:
– Ponha numa panela o vinho, o açúcar e a flor de anis;
– Leve ao fogo baixo;
– Vá colocando as pêras, de uma em uma, sem parar de vira-las até formar uma calda grossa;
– Segredinho: As pêras só ficaram com a cor do vinho se cozinharem em fogo bem baixo, pois assim o vinho não evaporar rápido.

 

As pêras cozidas....

As pêras cozidas….

 

Close up!

Close up!

 

 

Quando destampar esta sopeirinha vocês verão a delícia da sopa...

Quando destampar esta sopeirinha vocês verão a delícia da sopa…

 

Esta sopa é a versão lá de casa, By Irene, de uma chiquérrima que tomei no Gero mas nunca conseguimos fazê-la igual. Segue a genérica que também é deliciosa. Troquei o camarão original por cogumelo fresco, para evitar os alérgicos. Mas fica divina também com palmito, cebola ou o que sua imaginação produzir.

Vamos à receita!

 

Já fiz com todos estes recipientes e deu super certo!

Já fiz com todos estes recipientes e deu super certo!

 

Close no recipiente mais prático,

Close no mais prático: Pros cariocas, tem pra vender do Hortifruti à Casa Rodrigues, onde quiserem!

 

Pra ligar o nome à pessoa: Eis a massa Fillo!

Pra ligar o nome à pessoa: Eis a massa Fillo!

 

INGREDIENTES:
– 1 Pacote de massa Fillo da Arosa;
– 200g Cogumelos shitake;
– 300g Cogumelos Paris brancos;
– 30g Manteiga sem sal;
-1 Peito de frango para fazer 500ml de caldo de frango;
– 2 Cebolas;
– Alho;
– 300g Creme de leite light e fresco;
– Pimenta de reino e sal a gosto.

PREPARO DA SOPA:

CALDO DE FRANGO:
– Coloque para cozinhar, por 20 minutos na panela de pressão, o peito de frango temperado com cebola e alho e reserve;

CREME DE COGUMELOS:
– Lave muito bem os cogumelos, enxágüe-os, pique-os e reserve;
– Refogue meia cebola, bem picadinha na manteiga, numa panela e acrescente os cogumelos e refogue-os;
– Acrescente os 500ml de caldo de frango;
– Cozinhe tudo por 15 minutos e deixe esfriar;
– Bata tudo no liqüidificador;
A seguir, passe tudo numa peneira pondo em outra panela;
– Acrescente os 300ml de creme de leite, a pimenta do reino e o sal, ambos a gosto e reserve.

PREPARO DO TAMPO DE MASSA FOLHADA:
– Abra a massa Fillo e corte-a um pouco maior que o tamanho do recipiente em que vai servir a sopa (normalmente coincide com o diâmetro de um pires de de xícara de café);

MONTAGEM DA SOPA:
– Encha o recipiente com a sopa, deixando um dedo de sobra;
– “Tampe-o” com a massa Fillo untando a borda que sobra com água fria;
– Molde esta sobra ao recipiente e leve ao forno bem brando, em banho maria;
– Deixe até que a massa esteja assada.

Voílà, trabalhosa mas é divina e podre de chic! BN

PASSO A PASSO DA MELHOR PARTE: HORA DE COMER!

 

Pronta pra ser tomada!

Pronta pra ser tomada!

 

Close na tampa de massa Fillo: A do Gero era de massa de pão feita "em casa"...

Close na tampa de massa Fillo: A do Gero era de massa de pão feita “em casa”…

 

Depois da primeira colherada!

Depois da primeira colherada!

 

Já sem o divino tampo...

Já sem o divino tampo…

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...