Quem me conhece sabe que, aqui em casa, Audrey Hepburn é mais que tudo e imagina, ao ler o título do post, que hoje devemos estar em festa! E estamos!

Paixão herdada de minha mãe, continuei com a divulgação da Musa nas camadas mais jovens da família e punha, numa boa, minhas filhas bem meninas pra curtir “A princesa Audrey e o Plebeu” em vez de “Cinderela”, “Bela Adormecida”, “Bela e a Fera” ou qualquer outra heroína retratada pelo gênio de Disney. Deu certo, pelo menos a minha caçula Isabel foi capturada!

Pois bem, o tempo passa pra todos, menos pra minha ídola, que continua em plena forma! Para conferir, vá correndo hoje, ao Instituto Moreira Salles, às 7 da noite, na sessão comemorativa dos 50 anos de “Bonequinha de Luxo”, em cópia restaurada. Você vai ter um começo de noite chique de doer!

Fique com variações do principal “look” do filme e um trailer pra matar as saudades!
BN

Clique aqui pra ver o trailer

 

Localizada em Monaco, no sul da França, esse oásis, em forma de loja, de belezas raras, possui uma seleção de objetos, antiguidades, jóias, escolhidos a dedo por sua dona, que diga-se de passagem tem um olho e um bom gosto raros; não erra uma!
Como não podia faltar um quê do bom gosto carioca, as bolsas da Glorinha Paranaguá estão lá e vendem que nem água, assim como as jóias de Silvia Furmanovich entre tantas outras coisas garimpadas pelo mundo!
Vale passear pelo site:

www.czarina.mc

AC

Inaugurou no MAM do RJ, hoje à noite,  a mostra “Retorno ao Desejo Proibido”, da escultora franco-americana Louise Bourgeoise ( 1911-2010) e o Blog foi conferir!

Com 112 obras expostas no segundo andar do Museu, mais a famosa aranha”La Maman” (foto acima) pontificando em pleno Aterro do Flamengo, “Retorno” é um “must go!”.

Retratando a obra de uma artista sui generes e emblemática do século XX, justo no momento em que ela se afasta do mundo das artes plásticas para imersão na psicanálise, a exposição é um raio X de sua psiquê, um passeio pelo seu inconsciente e, sobretudo, uma catarse de seus conflitos e questionamentos: “Produção é uma maneira de manter a sanidade”, falou e disse a artista! Me senti uma voyeur.

Numa penumbra sugestiva, caminhamos pela arte e entranhas de Louise encontrando objetos, desenhos, pinturas, esculturas e instalações reveladoras. Mesmo assim, temos a sensação da autora não estar interessada em seu espectador, como bem definiu Zé, meu amigo: “Bourgeois  esculpe pra si própria e o interlocutor é um mero passante”. Será? Vá conferir, mas antes, curta as fotos!
BN

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...