BROADWAY: Backstage Tour!

Convidei ANTONIA PRADO, que resolveu ir morar em NY, mais precisamente para desbravar os bastidores da BROADWAY e seus shows, onde trabalha, pra nos contar as novidades de lá!

AC

 

BROADWAY,  POR ANTONIA PRADO

Broadway… sinônimo de grandes shows, mega produções, astros e divas. Hoje, também sinônimo de dinheiro e uma indústria bem forte. Passou pela crise americana quase sem problemas; apenas uma marolinha, como diria nosso querido político. Só no ano passado, movimentou US$ 1.081 bilhões de dólares para a economia de NYC e atraiu 12.13 milhões de turistas.

Mas se tudo parecem flores numa visão macro, o mais curioso e divertido da Broadway são justamente suas nuances e peculiaridades. Essa máquina americana funciona como um país próprio, um Vaticano do entretenimento no meio da grande Manhattan. Possui muitas regras, leis próprias e até um “governo”, a chamada Times Square Alliance que é responsável pela organização de tudo que acontece entre as ruas 40th e 53rd.

É não pense que isso é pouco. Além da Broadway, ali acontece o Reveillon da cidade,  sem contar que é a casa do maior jornal da cidade, NY Times (que deu nome para praça, Times Square), de diversos hotéis e restaurantes, e ainda set de gravação para milhares de filmes hollywoodianos. Até quem nunca foi a NYC, se sente familiarizado com essa área.

Mas, voltando ao assunto principal, queria contar um pouco do funcionamento dessa mega estrutura que conhecemos como Broadway. Convido vocês para um backstage tour num dos maiores pólos culturais do mundo.

O primeiro passo para tudo acontecer são os próprios teatros. O Theater District é formado por 40 teatros Broadway, que têm entre 600 e 2000 lugares (números aproximados). O maior de todos em capacidade é o Gershwin Theater, há quase 8 anos com “Wicked” em cartaz. Para ser considerado Broadway, portanto, o espetáculo precisa estar em algum desses palcos.

Theater District- Mapa dos Teatros Broadway

Explicado isso, passamos para a próxima categoria: os musicais/peças, em si. Por ano, algumas dezenas de espetáculos ficam à disposição do público. Desse número, muitos são velhos conhecidos dos fanáticos por Broadway, como “O Fantasma da Ópera” em cartaz há 24 anos; enquanto, outros ainda buscam seu lugar ao sol. Na última temporada 2010-11, foram 42 novas produções.

Para proteger o mercado em ascensão existe uma regra que limita a quantidade de revivals, que são musicais já feitos anteriormente. Normalmente sucesso no passado, esses musicais viram alvo de desejo de produtores, que buscam minimizar o risco do fracasso total.

E esse risco é grande. Cerca de 75% dos espetáculos na Broadway não recuperam totalmente seus investimentos. Isso significa dizer que o dinheiro captado pelos produtores não é recuperado. Um musical da Broadway custa, em geral, de 6 a 13 milhões de dólares só para estrear.  Nesse orçamento só entram os custos para levantar o musical, desde a compra de direitos até a Opening Night.

Depois da estréia, a vida do show depende exclusivamente da bilheteria, que precisa dar conta dos custos semanais do espetáculo. Qualquer lucro é enviado diretamente para os investidores do espetáculo, até que seja feita a total recuperação de todo aquele primeiro valor captado. Uma vez recuperado, o lucro agora passa a ser dividido entre investidores e produtores.

Já deu para perceber que o caminho para o Olimpo teatral é longo. Muitos desistem no caminho ou acabam desviando seus trajetos para projetos regionais ou menores. Para o público brasileiro, um alívio. Temos agora nossa própria Broadway, no eixo Rio-SP. Com muitos espetáculos em cartaz, o Brasil já alcançou o status de terceiro mercado mundial, logo atrás da Broadway e West End (equivalente pólo em Londres).

Alguns musicais em cartaz no eixo RJ-SP:

 

 

E ainda queremos mais. Somos o público mais fiel na Broadway e o mercado internacional que mais consome musicais em NYC. Para você, que gosta e pretende conferir algum espetáculo, seja no Brasil ou no mundo, se anime! Sua função é a mais fácil e importante de todas: se divertir!

Antonia Prado tem um blog que conta tudo da Broadway, vale a pena visitar!

www.nabroadwaynyc.wordpress.com

AC

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

22 ideias sobre “BROADWAY: Backstage Tour!

  1. Ana Cecilia Querida
    Adorei a Publicaçao !!!!
    Parabens tb para Antonia!!!!!
    Muito bom texto
    Bjs e mais uma vez muito Obrigada pela Força
    bjs
    Monica

  2. Querida Ana Cecilia,

    Adorei a publicação da Broadway!
    Parabéns pelo blog, é o máximo!!!

    Obrigada pelo carinho!
    Um beijo carinhoso,
    Lavínia

  3. Ótimo este texto da Antonia. Sou uma apaixonada por musicais, aqui , lá e acolá…rrsrss Mas gosto sobremaneira dos que dividem dança e canto. Em abril deste ano fui ver “Anything Goes” um *revival maravilhoso com músicas de Cole Porter, com muito sapateado(amo!!) guardaroupa de época lindo, cantores e dançarinos excepcionais (Joel Grey está no elenco).
    Ana Cecília querida,esta postagem está uma lindeza!!!
    Bjs vabr

  4. Queridas, amei o post sobre a Broadway!
    Vcs acertaram em cheio, a Antonia sabe tudo de Broadway, além de escrever super bem!
    Parabéns!!!!
    Bjss

  5. Orgulho de saber que o Brasil e conciderado o terceiro mercado mundial teatral!e que temos uma brasileira que escreve com paixao e primor sobre teatro.
    Realmente amei este post totalmente instrutivo
    Obrigada queridas Antonia e AC!
    Bjs
    A

  6. Sou louca por musicais. Já vi Tim Maia e achei espetacular, tentei uma segunda vez mas estava esgotado. Pena. Há anos ví em NY o Fantasma da Ópera e a Bela e a Fera. Espero na próxima viagem ver outros musicais. São maravilhosos. Bjos a todas e mais uma vez parabéns pelo site. Sempre recomendo às amigas.

  7. CECIL, NEM ACREDITEI QDO LI Q O FANTASMA ESTÁ EM CARTAZ HÁ EXATOS 24 ANOS…
    PARECE Q FOI ONTEM Q ASSISTI A 1ª VEZ AINDA COM SARAH BRIGHTMAN E MAICHAEL CROWNFORD.
    UM VERDADEIRO DESBUNDE!!!
    RECENTEMENTE VI PRISCILA E SAI ENLOUQUECIDA DE TANTO CANTAR…
    QTO AO TIM MAIA, SEM PALAVRAS PRA DIZER Q AMEi E Q REALMENTE A “NOSSA” BROADWAY TUPINIQUIM NÃO FICA NADA A DEVER.
    BJS.,
    PLUFT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *